RYBENINHA

RYBENINHA
SINAL: BEM -VINDOS

DÊ-ME TUA MÃO QUE TE DIREI QUEM ÉS



“Em minha silenciosa escuridão,
Mais claro que o ofuscante sol,
Está tudo que desejarias ocultar de mim.
Mais que palavras,
Tuas mãos me contam tudo que recusavas dizer.
Frementes de ansiedade ou trêmulas de fúria,
Verdadeira amizade ou mentira,
Tudo se revela ao toque de uma mão:
Quem é estranho,
Quem é amigo...
Tudo vejo em minha silenciosa escuridão.
Dê-me tua mão que te direi quem és."


Natacha (vide documentário Borboletas de Zagorski)


SINAL DE "Libras"

SINAL DE "Libras"
"VOCÊ PRECISA SER PARTICIPANTE DESTE MUNDO ONDE MÃOS FALAM E OLHOS ESCUTAM, ONDE O CORPO DÁ A NOTA E O RÍTMO. É UM MUNDO ESPECIAL PARA PESSOAS ESPECIAIS..."

LIBRAS

LIBRAS
" A Língua de Sinais é, nas mãos de seus mestres, uma linguagem das mais belas e expressivas, para a qual, no contato entre si é como um meio de alcançar de forma fácil e rápida a mente do surdo, nem a natureza nem a arte proporcionaram um substituto satisfatório." J. Schuyler Long

LIBRAS

LIBRAS
"Se o lugar não está pronto para receber todas as pessoas, então o lugar é deficiente" - Thaís Frota

LIBRAS

LIBRAS
Aprender Libras é respirar a vida por outros ângulos, na voz do silêncio, no turbilhão das águas, no brilho do olhar. Aprender Libras é aprender a falar de longe ou tão de perto que apenas o toque resolve todas as aflições do viver, diante de todos os desafios audíveis. Nem tão poético, nem tão fulgaz.... apenas um Ser livre de preconceitos e voluntário da harmonia do bem viver.” Luiz Albérico B. Falcão

PEDAGOGIA SURDA

PEDAGOGIA SURDA
PROFESSOR BILÍNGUE

QUANDO EU ACEITO A LÍNGUA DE SINAIS

QUANDO EU ACEITO A LÍNGUA DE SINAIS
“ A língua de sinais anula a deficiência e permite que os surdos constituam, então, uma comunidade lingüística minoritária diferente e não um desvio da normalidade”. Skliar

quinta-feira, 21 de maio de 2015

Vereadora quer intérprete de Libras em eventos locais

{BB8DABD5-B2BA-42E2-BECE-E6DCE4AE83AB} 
 
O objetivo, segundo ela, é exigir que esse profissional esteja em todos os eventos municipais promovidos pela prefeitura e Câmara
GOVERNADOR VALADARES – A vereadora Iracy de Matos (Solidariedade) apresentou durante as reuniões ordinárias do mês de maio, na Câmara de Governador Valadares, dois projetos que visam à inclusão social de pessoas surdas. O primeiro é o projeto de lei 048/2015, que dispõe sobre a disponibilização de tradutor e intérprete de Libras (Língua Brasileira de Sinais) em todos os eventos públicos oficiais realizados pelo Poder Executivo.
Além disso, há um projeto de resolução que também tramita na Casa o qual institui no âmbito da Câmara a disponibilização de tradutor e intérprete de Libras nas reuniões ordinárias, extraordinárias, especiais, preparatórias e solenes, bem como nas audiências públicas do poder Legislativo Municipal. Iracy contou que o município não conta diariamente com esse tradutor em eventos públicos. “Atualmente, no município não existe a presença do tradutor e intérprete de Libras nas reuniões e audiências públicas realizadas na Câmara. Nas conferências e nos seminários realizados pelo poder Executivo, muito embora tenha ocorrido a presença desse profissional, não há uma lei que obrigue que isso ocorra sempre. Muitas vezes a ausência desse profissional nesses eventos e reuniões coloca a comunidade surda em situação vexatória, por não compreenderem os assuntos discutidos e nem poderem participar das discussões”, disse.
O objetivo, segundo a parlamentar, é exigir que esse profissional esteja em todos os eventos municipais promovidos pela prefeitura e Câmara. “Os dois projetos têm por objetivo garantir por lei a presença do profissional tradutor e intérprete de Libras durante as conferências e seminários realizados pela administração pública municipal e nas reuniões ordinárias, extraordinárias, especiais, preparatórias e solenes, bem como nas audiências públicas realizadas na Câmara. Dessa forma, ficará assegurado um importante mecanismo de ampliação da inclusão social das pessoas surdas, permitindo que esse segmento possa acompanhar e participar das discussões e decisões políticas em Valadares.”
A vereadora comentou como anda o processo desse projeto na Câmara. “O projeto foi apresentado e passará por três comissões: Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR), Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária (CFFO) e Comissão de Serviços Públicos Municipais (CSPM). Se for aprovado, irá a plenário para ser votado”, explicou, afirmando que espera a aprovação pelos vereadores. “Como se trata de inclusão da pessoa surda, acredito que os projetos de lei contarão com o apoio dos nobres colegas vereadores”, concluiu.

Fonte: http://www.drd.com.br/news.asp?id=50089800034115610000#ixzz3adhysIVt

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTE AQUI NO BLOG!!!
SEU COMENTÁRIO FAZ TODA DIFERENÇA!!!

Um comentário é o que você pensa, sua opinião, alguma coisa que você quer falar comigo.

BJOS SINALIZADOS.