RYBENINHA

RYBENINHA
SINAL: BEM -VINDOS

DÊ-ME TUA MÃO QUE TE DIREI QUEM ÉS



“Em minha silenciosa escuridão,
Mais claro que o ofuscante sol,
Está tudo que desejarias ocultar de mim.
Mais que palavras,
Tuas mãos me contam tudo que recusavas dizer.
Frementes de ansiedade ou trêmulas de fúria,
Verdadeira amizade ou mentira,
Tudo se revela ao toque de uma mão:
Quem é estranho,
Quem é amigo...
Tudo vejo em minha silenciosa escuridão.
Dê-me tua mão que te direi quem és."


Natacha (vide documentário Borboletas de Zagorski)


SINAL DE "Libras"

SINAL DE "Libras"
"VOCÊ PRECISA SER PARTICIPANTE DESTE MUNDO ONDE MÃOS FALAM E OLHOS ESCUTAM, ONDE O CORPO DÁ A NOTA E O RÍTMO. É UM MUNDO ESPECIAL PARA PESSOAS ESPECIAIS..."

LIBRAS

LIBRAS
" A Língua de Sinais é, nas mãos de seus mestres, uma linguagem das mais belas e expressivas, para a qual, no contato entre si é como um meio de alcançar de forma fácil e rápida a mente do surdo, nem a natureza nem a arte proporcionaram um substituto satisfatório." J. Schuyler Long

LIBRAS

LIBRAS
"Se o lugar não está pronto para receber todas as pessoas, então o lugar é deficiente" - Thaís Frota

LIBRAS

LIBRAS
Aprender Libras é respirar a vida por outros ângulos, na voz do silêncio, no turbilhão das águas, no brilho do olhar. Aprender Libras é aprender a falar de longe ou tão de perto que apenas o toque resolve todas as aflições do viver, diante de todos os desafios audíveis. Nem tão poético, nem tão fulgaz.... apenas um Ser livre de preconceitos e voluntário da harmonia do bem viver.” Luiz Albérico B. Falcão

PEDAGOGIA SURDA

PEDAGOGIA SURDA
PROFESSOR BILÍNGUE

QUANDO EU ACEITO A LÍNGUA DE SINAIS

QUANDO EU ACEITO A LÍNGUA DE SINAIS
“ A língua de sinais anula a deficiência e permite que os surdos constituam, então, uma comunidade lingüística minoritária diferente e não um desvio da normalidade”. Skliar

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Oficina de Fotografia na ASMG

Oficina de Fotografia na ASMG
Mais informações:
TEL.: (31) 3411-1032 (ouvintes)
Whatsapp: (31) 97401-7996 (surdos)


 https://www.facebook.com/associacaodossurdosdemg/photos/a.382618791753920.113056.382601081755691/1777633098919142/?type=3&theater

0:02 / 2:08 O que é privação da Língua?

PASSEIO CULTURAL EM LIBRAS

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1370435303071194&set=a.106516222796448.9152.100003142119982&type=3&theater

Luis Fonsi - Despacito ft. Daddy Yankee (libras)

BLITZ EDUCATIVA SOBRE A DIFUSÃO DA LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS - MONTES CLAROS / MG


https://www.facebook.com/ceadifnmg/photos/a.1490185744613896.1073741828.1490174577948346/1724096741222794/?type=3&theater

Senac Bebedouro abre inscrições para o Curso de Língua Brasileira de Sinais

Como parte da programação de cursos de férias do Senac Bebedouro, o Curso de Língua Brasileira de Sinais 1 acontece entre os dias 3 e 21 de julho. O segundo idioma oficial do Brasil será ensinado com o propósito de tornar o participante capaz de interagir de maneira eficiente e natural com pessoas surdas, ampliando as possibilidades de comunicação profissional e interação social.

SÃO PAULO – Segundo Nádia Carvalho, intérprete de Libras no Senac Bebedouro, a Língua Brasileira de Sinais é um dos caminhos para a verdadeira inclusão em escolas, empresas e na comunidade e, por isso, deve ser de conhecimento de todos. “A capacitação em Libras é necessária, principalmente para a formatação de ambientes educacionais inclusivos. A integração das pessoas com deficiência vai muito além da estrutura”, diz Nádia, que também alerta sobre o interesse das empresas na língua apenas quando há funcionários surdos. “O incentivo para que os colaboradores se especializem nessa língua deve ser um hábito”, completa.
Com 45 horas de duração, o curso do Senac aborda temas como as diferenças entre a língua de sinais e o português, os sinais básicos para comunicação inicial e as formas de utilização das expressões faciais e corporais.
Interessados devem efetuar a inscrição pelo portal www.sp.senac.br/bebedouro, ou www.sp.senac.br/bebedouro, ou pessoalmente na unidade. Informações: (17) 3344-6500.
Língua Brasileira de Sinais 1
De segunda a sexta-feira, de 3 a 21 de julho.
Das 19h30 às 22h30.
No Senac Bebedouro.
Informações: www.sp.senac.br/bebedouro, ou (17) 3344-6500.
Rua Tobias Lima, 1370, Centro.

http://www.surdosol.com.br/senac-bebedouro-abre-inscricoes-para-o-curso-de-lingua-brasileira-de-sinais/

REVISTINHA EM QUADRINHOS - CARTUNISTA SURDO




Eu sou surdo e cartunista também..
Meu lançamento da minha revistinha em quadrinhos.
Valor R$8,00 reais
- Autógrafo
- Quadrinhos
- 20 páginas
- Qualidade
- Principal Tikinho
- Engraçado
- LIBRAS
- Aprender para sinal
Contato:
Ramonlucas028@gmail.com

Muito Obrigado!

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1439743176090288&set=gm.1461184524001303&type=3&theater


ANITTA - PARADINHA (LIBRAS)

Existem gírias na língua de sinais dos surdos?

A modalidade visual-espacial, utilizada na língua brasileira de sinais (libras), permite expressar emoções, apelos e sensações

Sim, existem várias. Algumas, inclusive, muito parecidas com as nossas. A modalidade visual-espacial, utilizada na língua brasileira de sinais (libras), permite expressar emoções, apelos e sensações. E, como qualquer outro idioma, ela não é universal e pode variar até entre grupos da mesma região, dando origem a uma linguagem popular, as gírias. “Assim como no português, também encontramos em libras algumas gírias que são usadas em vários estados do Brasil, enquanto outras têm seu uso restrito a uma determinada região, de acordo com a cultura de cada lugar”, explica Walkiria Duarte, psicóloga e coautora do novo Deit-Libras. É por isso que muitas expressões não são reconhecidas por toda a comunidade surda. Mas isso tende a mudar com a publicação de dicionários e a difusão do curso de letras libras. Logo, um sinal poderá se tornar uma gíria comum no país todo, como “tá ligado?” ou “falô!”, entre outras expressões orais que caíram na boca do povo. Conheça abaixo algumas das gírias mais populares na língua de sinais.
NOME DA GÍRIA: 007
SIGNIFICADO: Pessoa esperta, inteligente, sedutora, malandra ou com boa lábia
1) Mão direita em “o”, com palma voltada para a esquerda, 2) Deslizar a mão para a direita, mantendo a mesma posição em “o”, 3) Com a mão na altura do ombro, fazer o sinal de “7”girias-libras
NOME DA GÍRIA: 006
SIGNIFICADO: Pessoa burra, sem lábia ou sem charme
1) Mão direita em “o”, com palma voltada para o lado oposto, 2) Deslizar a mão para a direita, mantendo a mesma posição em “o”, 3) Com a mão na altura do ombro fazer o sinal de “6”girias-libras2
NOME DA GÍRIA: LEVAR O CANO
SIGNIFICADO: Ficar esperando em vão
1) Mão esquerda em “s”, palma voltada para baixo, apontando para a direita, 2) Mão direita em “y”, palma voltada para trás, à frente da mão esquerda, 3) Mover a mão esquerda para trás até o mindinho tocar o queixogirias-libras3
NOME DA GÍRIA: AMARELO
SIGNIFICADO: Falso, falsidade, fingido
1) Mão direita em “1”, com o indicador tocando o alto da testa, 2) Descer a mão junto ao rosto, mantendo a mão direita em “1”, 3) Deslizar a mão até a altura do queixo, com o dedo indicador em “1”girias-libras4
NOME DA GÍRIA: PEIXE
SIGNIFICADO: Pessoa que tem o rosto feio, mas o corpo bonito – “mulher-camarão” ou “raimunda”
1) Mão direita em “x”, com palma voltada para trás. O indicador, apontando para a direita, deve tocar o canto direito da boca, 2) Deslizar a mão em “x” para trás, em direção à orelha direita. Repetir o mesmo movimento duas vezes
girias-libras5
NOME DA GÍRIA: TOMADA
SIGNIFICADO: Quer dizer o mesmo que as gírias “se liga!”, “acorda!” ou “se anime!”
1) Mão direita em “v”, com palma para trás e dedos apontando para a esquerda. A outra mão com palma para a direita, dedos para cima, 2) A mão em “v” vai em direção à palma da mão de apoio, tocando-a com a ponta dos dedosgirias-libras6
NOME DA GÍRIA: ESQUENTADO
SIGNIFICADO: Nervosinho, irritado, bravo
1) Mão esquerda em “s”, palma voltada para cima. A mão direita em “x”, com palma voltada para baixo, 2) Esfregar a ponta do dedo indicador direito no antebraço esquerdo, de cima para baixo, indicando irritação ou nervosismo
girias-libras7
GESTOS EM COMUM
Algumas gírias da língua de sinais utilizam gestos e expressões parecidos ou idênticos aos que usamos no dia a dia

girias-libras-8
CONSULTORIA: Ricardo Nakasato, professor de língua brasileira de libras da Derdic PUC-SP; Daniel Choi, professor de língua brasileira de libras da Derdic PUC-SP; Maria Inês Vieira, coordenadora do Programa de Acessibilidade da Derdic PUC-SP; Maria Cristina da Cunha Pereira, linguista da Derdic PUC-SP; Novo Deit-Libras: Dicionário Enciclopédico Ilustrado Trilíngue da Língua de Sinais Brasileira (Libras), de Fernando César Capovilla, Walkiria Duarte Raphael e Aline Cristina Mauricio

http://mundoestranho.abril.com.br/cotidiano/existem-girias-na-lingua-de-sinais-dos-surdos/

Inclusão: Mickey fala com menino surdo usando língua dos sinais

Oferecer às crianças com deficiência ou limitações específicas uma experiência verdadeiramente inclusiva vai muito além de levá-las a locais com acessibilidade. É nas sutilezas que os pequenos se sentem acolhidos e percebidos em suas diferenças.
Foi o que uma família norte-americana de Kissimmee percebeu no último mês de maio, enquanto visitava o parque da Disney na Flórida. A mãe Bethany Rodgers almoçava com o filho no restaurante Hollywood e Vine, que funciona dentro do espaço, quando foi surpreendida pela visita do personagem Mickey Mouse para cumprimentar o pequeno. Sem sucesso em sua interação, o personagem estava quase se afastando da mesa para saudar a próxima criança quando percebeu que o menino era surdo.
Créditos: Reprodução/Youtube Dottoo TV
O personagem deu uma lição sobre como colocar em prática uma forma de comunicação empática e inclusiva.
Foi então que ele resolveu voltar e se comunicar com o pequeno na língua dos sinais. A interação rendeu ao menino muita empolgação e alegria, ao ver que Mickey também sabia falar a sua língua. Ele sacode os braços, sorri e dá as mãos para o novo amigo. "Foi um momento mágico e precioso para o meu filho", disse a mãe, que filmou toda a cena.
No vídeo, o personagem diz ao menino "Mickey Mouse te ama", tocando sua cabeça, cruzando os braços sobre o peito e apontando para o coração do menino. Ele também pergunta "Você está comendo?" enquanto imita o pequeno comendo e indica o prato de comida. Pequenos gestos que simbolizam o interesse pela inclusão e por estabelecer um vínculo realmente empático com a criança. Assista:


https://catraquinha.catracalivre.com.br/geral/encantar/indicacao/inclusao-mickey/

I SEMANA DE LETRAS LIBRAS UFAM



https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1300256810073091&set=gm.774118702788828&type=3&theater

IFB Planaltina abre 30 vagas gratuitas em curso de Libras

 

Inscrições no Instituto Federal de Brasília vão até 30 de junho e devem ser feitas pela internet.

  • O Instituto Federal Brasília (IFB) lançou processo seletivo para o Curso de Extensão Presencial de Formação Inicial e Continuada em Língua Brasileira de Sinais – Libras, Módulo Básico I e Módulo Básico II. Serão 30 vagas para oportunidades no segundo semestre do ano letivo de 2017 e as inscrições para as vagas no Curso serão efetuadas por meio eletrônico. Inscrições de 24 a 30 de junho pelos links https://www.doity.com.br/curso-libras-modulo-basico-i e  http://www.doity.com.br/curso-libras- modulo-basico- 2 Caso a quantidade de inscritos seja maior do que a quantidade de vagas disponíveis, será realizado um sorteio eletrônico. Serão sorteadas as vagas previstas para os módulos I e II, e um adicional de 50% das vagas, para compor a lista de espera que será divulgado no site ifb.edu.br.
    São requisitos para ingresso no curso previsto neste Edital:
    1. a) ter o Ensino Fundamental completo;
    2. b) apresentar a documentação completa exigida para matrícula.
    3. c) candidatos ao Módulo II, que não tenham cursado o Módulo I oferecido pelo Campus Planaltina, devem comprovar seus conhecimentos prévios, na entrevista prevista no item 1.6.
  • Unidade Endereços Telefone
      Planaltina   Rodovia DF 128 km 21 Caixa Postal 08202 Planaltina (Zona Rural)
    73380900 – Brasília – DF
      (61)2196-2651
    Sobradinho  Igreja Evangélica Assembleia de Deus – Reservada Quadra 12, Área Nº 04 CEP –  73010-180  (61)3387-8141
Fonte: Instituto Federal de Brasília – IFB

http://www.surdosol.com.br/ifb-planaltina-abre-30-vagas-gratuitas-em-curso-de-libras/

CURSO DE LIBRAS - NITERÓI / RJ


III Encontro Amazonense de Professores de Línguas e Literaturas – ENPROLL Tecnologias da Informação e da Comunicação e o ensino de Língua e Literaturas

CHAMADA
Estão abertas as inscrições para o III Encontro Amazonense de Professores de Línguas e Literaturas – ENPROLL, com o tema “Tecnologias da Informação e da Comunicação e o ensino de Língua e Literaturas” para os interessados em propor Minicurso, Comunicação oral e Pôster (19/06/2017 até 15/07/2017) e para ouvintes até o dia 30 de julho de 2017, por via eletrônica, no endereço https://doity.com.br/enproll. O Encontro Amazonense de Professores de Línguas e Literaturas - ENPROLL surgiu há 3 (três) anos, como proposta regional de capacitação docente. No entanto, desde o primeiro ano, a adesão foi tamanha, tendo a participação de profissionais e de pesquisadores de todo Brasil, que passou à abrangência nacional. No ano de 2015, com o tema "(Des)envolvendo práticas para o Ensino Básico", o público participante ultrapassou a cifra de 700 pessoas. Em 2016, em sua segunda edição, a temática abordada foi "Políticas e ações para o ensino de Línguas e de Literaturas" e o público ultrapassou a cifra de 1000 (mil) participantes - do Amazonas e de outros estados brasileiros. Esta terceira edição, abordando a temática "Tecnologias da Informação e da Comunicação e o ensino de línguas e de literaturas", espera a contribuição de profissionais de instituições brasileiras e também de outros países, ampliando o número de participantes, o que lhe outorga abrangência internacional, e o consolida como espaço para a busca de qualidade da Educação Básica e do Ensino Superior, abrindo campo para discussão de novas práticas e de possibilidades para o ensino e para a pesquisa. Tendo em vista as necessidades de constante atualização e de crescente valorização do professor, bem como a necessidade de busca pela melhoria na qualidade da Educação Básica e do Ensino Superior na Amazônia brasileira, a Universidade Federal do Amazonas - UFAM, por meio de sua Faculdade de Letras - FLet - com organização direta realizada por seu Programa de Pós-Graduação em Letras - PPGL, em parceria com a Associação de Professores de Espanhol do Amazonas - APE-AM, com a Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino do Estado do Amazonas - SEDUC/AM e com as Secretarias Municipais de Educação de Manaus - SEMED/Manaus e de Itacoatiara - SEMED/Itacoatiara realizará a terceira edição do Encontro Amazonense de Professores de Línguas e Literaturas - III ENPROLL, atendendo demanda de professores que atuam nas redes pública e privada de ensino responsáveis por componentes curriculares voltados aos estudos linguísticos e literários de língua espanhola, língua francesa, língua inglesa, língua japonesa, línguas ameríndias, Libras e língua portuguesa, em contextos de ensino de Língua Materna - LM, Língua Adicional - LA/L2 ou Língua Estrangeira - LE.

Wagner Barros Teixeira
http://lattes.cnpq.br/6227315631560289

https://doity.com.br/enproll

CRSO DE LIBRAS - ITABORAÍ / RJ


I Colóquio Interpretação de Línguas de Sinais em Contextos Comunitários: Saúde, Educação & Justiça - BH / MG


 
 
Período para submissão de trabalhos: PRORROGADO para até 30/06/2017!

I Colóquio Interpretação de Línguas de Sinais em Contextos Comunitários: Saúde, Educação & Justiça

01 a 04 de agosto de 2017
Faculdade de Letras da UFMG
Belo Horizonte - Minas Gerais

Mais informações:
www.letras.ufmg.br/coloquiotils

Arráia da Pastoral do Surdo Bh !!!! Vamos lá ?! Paróquia Cristo Redentor - B.H


ALFABETO MANUAL PARA BORDAR



USP lança nova edição de dicionário de Libras

São mais de 13.400 sinais de todas as regiões brasileiras, principalmente Nordeste, Sul e Distrito Federal, a partir de informações coletadas de surdos que usam Língua Brasileira de Sinais como único e exclusivo meio de comunicação. Instrumento é importante para a pessoa sem deficiência auditiva conversar, interagir, compreender e ser compreendida por surdos. Universidade mantém pesquisas sobre o tema desde 1994. "A língua é dinâmica. É viva", diz Fernando Capovilla, coordenador e orientador do programa de pesquisa lexicográfica em Libras.

Soletração com fonte Capovilla-Raphael permite análise da composição das palavras escritas e conversão para letras em formas de mão. Imagem: Reprodução
Soletração com fonte Capovilla-Raphael permite análise da composição das palavras escritas e conversão para letras em formas de mão. Imagem: Reprodução

http://brasil.estadao.com.br/blogs/vencer-limites/usp-lanca-nova-edicao-de-dicionario-de-libras/

NAPE abre inscrições para nova turma de Curso de Libras

O NAPE – Núcleo de Atendimento Pedagógico Especializado “Alcyr de Oliveira”, vinculado à Secretaria Municipal de Educação de Botucatu, está com inscrições abertas para o curso de “Língua Brasileira de Sinais” (Libras) neste mês de julho. O curso é aberto à comunidade interessada em aprender a se comunicar com deficientes auditivos.

SÃO PAULO – Com duração de 20 horas, o curso gratuito será realizado no período de 10 a 27 de julho, em três horários: Manhã, das 10h às 12h; Tarde, das 16h às 18h; e Noturno, das 19h às 21h.
As vagas são limitadas e as inscrições devem ser feitas através do telefone (14) 3813-5987 ou (14) 99731-0754.
Libras
A Língua Brasileira de Sinais (Libras) foi desenvolvida a partir da língua de sinais francesa. As línguas de sinais não são universais, sendo assim, cada país possui a sua.  A Libras possui estrutura gramatical própria, onde os sinais são formados por meio da combinação de formas e de movimentos das mãos e de pontos de referência no corpo ou no espaço.
Segundo a legislação vigente, Libras constitui um sistema linguístico de transmissão de ideias e fatos, oriundos de comunidades de pessoas portadoras de deficiência auditiva do Brasil, na qual há uma forma de comunicação e expressão, de natureza visual-motora, com estrutura gramatical própria.
Serviço
NAPE (Núcleo de Atendimento Pedagógico Especializado “Alcyr de Oliveira” )
Rua Amando de Barros, 1520
Centro – Botucatu
Fone (14) 3813-5987

http://www.surdosol.com.br/nape-abre-inscricoes-para-nova-turma-de-curso-de-libras/

Central de Libras auxilia mãe surda a cuidar de filha com microcefalia

Yanara Mota conta que enfrentou muitos obstáculos para obter informações nos atendimentos médicos.

ALAGOAS – A estudante Yanara Mota, de 19 anos, teve o zika vírus e descobriu a microcefalia da filha, a pequena Dayara, no sexto mês de gravidez. Ela é surda e já enfrentou muitos obstáculos para obter informações nos atendimentos médicos.

 

“As informações eram quase impossíveis. Às vezes minha mãe quem ia junto para as reuniões e palestras e me ajudava na interpretação”, disse. A estudante começou a ser acompanhada pela Central de Interpretação de Libras (CIL) e conta que o apoio foi essencial para uma melhor comunicação nos atendimentos. “Depois que passei a ser acolhida pela Central de Interpretação de Libras, vejo o quanto os intérpretes da CIL foram importantes nesse acompanhamento e esclarecimento das informações”.
A Central de Interpretação de Libras (CIL) é um equipamento da Secretaria de Estado da Mulher e dos Direitos Humanos (Semudh) que promove acessibilidade e atendimento especializado às pessoas com deficiência auditiva, surdas e com surdocegueira, por meio da tradução e interpretação da Língua Brasileira de Sinais (Libras).
“No meu sexto mês de gravidez, a médica percebeu que a massa craniana da minha filha estava curtinha. Nesse momento, meu sentimento foi de preocupação. Após ela nascer e realizar alguns exames, foi diagnosticada com microcefalia. Não fiquei triste, pelo contrário, a felicidade tomou conta de mim. Identifiquei-me com ela por entender a sua deficiência”, revela a estudante Yanara Mota.
Para Ana Lúcia Mota, mãe de Yanara, a CIL não só foi importante para elas, mas também, na vida de todas as pessoas que têm surdez. “A falta de comunicação entre ouvintes e surdos ainda é muito grande. Antes, quando não existia a CIL, a intérprete era eu. E, agora, com a chegada da CIL, a Yanara e qualquer pessoa surda têm facilidade no acesso às informações por meio dos intérpretes. Só tenho que agradecer pelo acolhimento da Central”, enfatizou.

 

Segundo a secretária de Estado da Mulher e dos Direitos Humanos, Claudia Simões, o apoio da família foi fundamental na vida de Yanara e de sua bebê, Dayara. “Crianças com microcefalia precisam de muito amor, cuidado e atenção. No processo terapêutico, se a família não está envolvida não há resultado. O conhecimento da causa, o amor e a presença da mãe e de toda a família foram fundamentais na vida desta criança”, comentou a secretária.
Microcefalia
A microcefalia trata-se de uma condição neurológica que, geralmente, é diagnosticada no início da gestação. Dados do Ministério da Saúde apontam que, de 2015 a 2016, foram registrados 1.616 casos de microcefalia em todo o Brasil. Em Alagoas, 74 casos foram confirmados nesse período.
Alguns fatores estão diretamente ligados ao desenvolvimento da microcefalia em bebês, como por exemplo: o abuso de álcool e drogas ilícitas; algumas infecções adquiridas na gravidez (taxoplasmose, rubéola, citomegalovírus); e o causador do surto de casos de microcefalia em 2015, no país, o zika vírus, quando a mãe é infectada pelo mosquito Aedes aegypti, ainda no primeiro trimestre da gestação.
De acordo com Yanara, o zika vírus foi o causador da microcefalia em sua filha. “No primeiro mês de gravidez eu não sabia que estava grávida. Teve o surto de dengue e comecei a ter os sintomas do zika. Mas, tomei algumas vacinas e fiquei, naturalmente, bem. Depois de um tempo, fui novamente contaminada pelo vírus e fiquei preocupada, pois já sabia da gravidez”, relembra.
A superintendente da Pessoa com Deficiência, Dilma Pinheiro, falou do papel da Superintendência e da importância da CIL para o atendimento às pessoas com surdez. “O nosso papel, enquanto Superintendência da Pessoa com Deficiência, é articular, executar e monitorar políticas públicas para este segmento, aqui em Alagoas. A CIL veio com essa proposta de acolher e garantir o direito à comunicação, não só para a Yanara, mas para todos que necessitam deste atendimento”, disse a superintendente.
Prevenção para gestantes
Todo cuidado é pouco quando o assunto é Microcefalia. De acordo com o Ministério da Saúde, há várias formas das gestantes se prevenirem da microcefalia, como por exemplo: não usar medicamentos não prescritos pelos profissionais de saúde; fazer um pré-natal qualificado e todos os exames previstos nessa fase; relatar aos profissionais de saúde qualquer alteração que percebam durante a gestação.
Também é importante que as futuras mães reforcem as medidas de prevenção ao mosquito Aedes aegypti, com o uso de repelentes indicados para o período de gestação; o uso de roupas de manga comprida; evitar o acúmulo de água parada em casa ou no trabalho; e independente do destino ou motivo, consultar o seu médico antes de viajar.
Em Alagoas, a primeira Central de Interpretação de Libras foi implantada em 21 de agosto de 2015, em Maceió. Brevemente, o Estado contará com uma nova Central em Delmiro Gouveia, beneficiando a toda comunidade surda do alto sertão alagoano.
“É notório perceber a mudança que houve com a instalação da CIL. Vários surdos conquistaram autonomia. Para eles irem a qualquer lugar precisavam ter alguém da família ou ter dinheiro para pagar um intérprete. Então, foi por meio da CIL que esses surdos passaram a ter independência e acessibilidade em muitos lugares”, comenta a coordenadora da CIL, Gilmara Freitas.
A equipe da CIL é composta, atualmente, por seis intérpretes e um professor surdo. Para acessar os serviços, o usuário deve fazer um agendamento pelo número 3315-2132 ou de forma presencial. A CIL está instalada na Central da Mulher e dos Direitos Humanos, na Rua Augusto Cardoso, S/N, na Jatiúca.

http://www.surdosol.com.br/central-de-libras-auxilia-mae-surda-a-cuidar-de-filha-com-microcefalia/

Palestra "A História da LIBRAS" na Associação dos Surdos de Minas Gerais (ASMG)

Fazer inscrição: http://bit.ly/inscricaopalestraasmg
Palestra "A História da LIBRAS". 
 
Ficha de Inscrição da palestra "História da Libras" na Associação dos Surdos de Minas Gerais (ASMG)


https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1302184649880307&set=gm.775638679303497&type=3&theater

II Seminário de Libras da UFCG acontece em agosto

 

Inscrições para o evento já estão abertas.

A Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) promoverá entre os dias 7 e 9 de agosto o II Seminário de Libras, cujo tema será Estudos Linguísticos em Língua de Sinais. O evento tem como foco a linguagem em Libras como objeto de estudo acadêmico.
O seminário tem como público-alvo pesquisadores, professores, intérpretes, fonoaudiólogos e interessados em conhecer a linguagem de sinais. Durante o evento, serão apresentados os resultados de pesquisas na área através de palestras, minicursos, pôsteres explicativos e apresentações artísticas.
As inscrições já estão abertas e vão até o dia 31 de julho, através de um formulário on-line­, e cada inscrito deve escolher um dos minicursos ofertados no momento de inscrição. O valor da taxa varia de R$70 a R$110, dependendo do lote e categoria na qual o participante se enquadra.
A página do evento com a programação completa será divulgada em breve. Para acessar o formulário de inscrição, clique aqui.
Mais informações podem ser obtidas através do email slibras2017@gmail.com ou pelo Facebook.com/LibrasUFCG.

http://www.surdosol.com.br/ii-seminario-de-libras-da-ufcg-acontece-em-agosto/

XI SIMPÓSIO DE LINGUAGENS E IDENTIDADES DA/NA AMAZÔNIA SUL OCIDENTAL - I SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE ESTUDOS LINGUÍSTICOS E LITERÁRIOS DAS AMAZÔNIAS

Aberta inscrições para submissão de GTs, Minicurso e Oficina. Aguardamos sua inscrição e ajuda no compartilhamento. Obrigada!

 https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10207789754815767&set=a.2333416908802.91707.1651189191&type=3&theater

CURSO DE LIBRAS - PASTORAL DO SURDO BH

Nova turma ...vem fazer o curso de Libras da Pastoral do Surdo BH !

FÓRUM BILÍNGUE DO INES - RJ

Inscrições de trabalhos de comunicação e participação EM BREVE! Fica de olhos abertos! 

CONSCIENTIZAÇÃO POLÍTICA DA COMUNIDADE SURDA - CEARÁ

A Feneis convida todos e a todas para participarem desse grande debate da comunidade surda do Ceará!

Vídeo libras Ferdinando o touro

Realidade que vemos diariamente nos consultórios médicos!!!



https://www.facebook.com/interpretealexandreelias/videos/650064518515490/?pnref=story

segunda-feira, 19 de junho de 2017

App que traduz Libras para áudio já está disponível


Giulia, como foi nomeado, traduz movimentos da Língua Brasileira de Sinais para mensagens de som e também faz o caminho inverso
Ícone que representa o símbolo de libras, em um fundo verde
Compartilhe:
O lançamento nacional do aplicativo Giulia – Mãos que Falam aconteceu nesta semana, dia 13 de junho, e teve apoio da TIM Brasil. O projeto criado pelo professor Manuel Cardoso permite a comunicação eficaz, em tempo real, entre pessoas com deficiência auditiva que usam a Língua Brasileira de Sinais e aqueles sem qualquer fluência no idioma.
O aplicativo tem base em inteligência artificial e funciona com o celular preso no antebraço do usuário por meio de uma braçadeira equipada com sensor. Ela capta os sinais biológicos dos músculos do antebraço e da mão e transmite por bluetooth. Depois, o smartphone converte esses dados em áudio e sinais executados por um avatar. O Giulia tem ainda funções como despertador, babá eletrônica, conferência e até emergência.
A ação faz parte de uma série de iniciativas do programa TIM Acessível, que promove o acesso de pessoas com deficiência ao mercado de trabalho e a inclusão por meio da tecnologia. A empresa investe no talento de pessoas com deficiência e na educação inclusiva. No ano passado, a operadora lançou os Emoti Sounds, figuras com áudio real que apresentam ao usuário a verdadeira emoção do ícone usado, projeto desenvolvido com colaboração do Instituto Benjamin Constant.
O aplicativo Giulia Site externo está livre para download no Google Play.

https://vidamaislivre.com.br/2017/06/14/app-que-traduz-libras-para-audio-ja-esta-disponivel/

Zumbido pode ser sinal de perda de audição ou de outros problemas | Globo Play


Muitas pessoas sentem um zumbido no ouvido ou na cabeça e não dão muita importância.


https://globoplay.globo.com/v/5939546/

INES recebe lançamento de aplicativo de comunicação para surdos

Representantes convidados na mesa de abertura da cerimônia de lançamento do projeto Giulia, no auditório central do INESO Instituto Nacional de Educação de Surdos (INES) recebeu, na manhã do dia 13 de junho, terça-feira, o lançamento do projeto Giulia - Mãos que Falam, que tem como objetivo facilitar a comunicação entre surdos que usam a língua brasileira de sinais (libras) e ouvintes sem fluência a partir de um aplicativo para celular, gratuito. O programa foi criado e desenvolvido pelo professor da Faculdade de Tecnologia da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) Manuel Cardoso, que apresentou a ideia para o público de cerca de 100 pessoas, entre parceiros, representantes, funcionários e alunos do instituto e convidados. O subsecretário da Pessoa com Deficiência da prefeitura do Rio, Geraldo Nogueira, também acompanhou o lançamento.
O projeto visa a propiciar à população surda maior acesso à informação em ambientes específicos como hospitais, escolas, delegacias de polícia, fábricas e escritórios. "Trabalho com tecnologia inclusiva há 27 anos. Desde o início desse projeto, buscamos obedecer a uma regra importante: nada se faz para eles sem a participação deles. Por isso buscamos uma associação de surdos em Manaus para entender de que forma essa tecnologia poderia agregar mais valor para eles", disse Manuel Cardoso.
Para usar a plataforma, é necessário ter um smartphone fixado no pulso. Além dos sensores comuns aos celulares, é preciso haver um magnetômetro (usado para medir intensidade, direção e sentido), que permite que o celular funcione como uma bússola e capte os movimentos das mãos. No site do projeto há uma lista com os celulares que vêm com este sensor. Segundo Cardoso, o algoritmo do Giulia vai aprendendo com as características da pessoa que faz os sinais à medida que o aplicativo é usado.
O professor esclarece que o Giulia não faz libras, já que, além da parte gestual, que é copiada pelo aplicativo, a língua inclui também as expressões faciais. Mas é uma forma de facilitar a comunicação. "Acredito que a geração de riqueza e conhecimento deve transformar a sociedade em prol de um bem maior, afirmou. "A surdez pode excluir mais do que todas as deficiências e deixar a pessoa fora do convívio social. É fundamental que as tecnologias sejam transformadoras e inclusivas", completou Geraldo Nogueira, da Subsecretaria da Pessoa com Deficiência.
O nome Giulia é uma homenagem a uma jovem surda, já falecida, que inspirou Cardoso a criar o projeto. A mãe de Giulia esteve presente no lançamento.

http://www.ines.gov.br/noticias/401-ines-recebe-lancamento-de-aplicativo-de-comunicacao-para-surdos

Cantora surda emociona plateia em programa de calouros




A cantora Mandy Harvey emocionou a plateia e impressionou os jurados do America’s Got Talent na noite desta terça-feira. A moça de 29 anos explicou que perdeu a audição quando tinha 18 anos por causa de um transtorno de tecido conjuntivo, doença que acabou deteriorando seus nervos. Mas isso não a impediu de continuar cantando – descalça no palco, ela explicou que consegue acompanhar a música sentindo a batida pelo chão.

http://veja.abril.com.br/entretenimento/cantora-surda-emociona-plateia-em-programa-de-calouros/

COMERCIAL MEXICANO DA NINHO

Nestlé Nido

Categoria: Propaganda
País: México
Anunciante: Nestlé – Nido
Línguas: Espanhol e Lengua de Señas Mexicanas (LSM)
Site oficial: https://www.nido.com.mx/
Para celebrar o Dia das Mães, a Nestlé mexicana produziu um dos mais bonitos e singelos vídeos promocionais sobre/com crianças surdas e língua de sinais. A propaganda, que divulga a marca Nido (no Brasil, Ninho), reatualiza clichês e provoca uma tocante surpresa nos espectadores. Dirigido para as mães, o filme arremata: “sabe que está lhe fazendo o bem quando o teu filho faz um mundo melhor”.




https://culturasurda.net/2017/05/10/nestle-nido/

LÍNGUA DE SINAIS NA DISNEY



https://www.facebook.com/212479675815663/videos/376915432705419/?pnref=story

Alfabeto em Libras -



https://www.facebook.com/librasavante/videos/1206667979402405/?pnref=story

ALFA LIBRAS - MONTES CLAROS / MG

Matrículas abertas para a 4° TURMA com desconto imperdível! 📚
#alfalibras
#ensinesuasmaosafalar
#ensinodiferenciado


 https://www.facebook.com/496525743861658/photos/a.499241266923439.1073741828.496525743861658/780590578788505/?type=3&theater

GV terá Associação dos Profissionais Intérpretes da Língua de Sinais

por Assessoria de Comunicação - Secom
12/06/2017 10:15
No dia 17 de junho (sábado), Governador Valadares ganhará uma nova associação pela causa da comunidade surda. A Associação dos Profissionais Intérpretes da Língua de Sinais e Familiares de Surdos (Apilfas) terá sua fundação oficializada em uma cerimônia que acontecerá às 10h, no auditório da Faculdade de Direito Vale do Rio Doce (Fadivale), à rua Dom Pedro II, 244, Centro.
A Apilfas é resultado de um projeto pensado e elaborado desde 2014 por Leide Ramalho, militante da causa da comunidade surda e organizadora da Oficina Essencial para trabalho com surdos que também acontecerá na cidade na próxima semana, e que será ministrada por Marco Arriens, intérprete internacional.
Segundo ela, a Associação é importante para fortalecer a comunidade surda no respeito aos seus direitos, bem como para valorizar o profissional intérprete e fiscalizar o cumprimento de legislações, inclusive municipal, que asseguram a presença de intérpretes de Libras em todos os eventos de cunho público no município.

OFICINA
A criação da Apilfas no sábado, 17, fechará uma semana de trabalhos na cidade. De 12 a 16 de junho, a Oficina Essencial para trabalho com surdos acontecerá no período das 13h30 às 17h e das 19h às 22h, na Fadivale. Inscrições ainda podem ser feitas pelo e-mail libras.goval@gmail.com ou pelo telefone (33) 98808-4670. O investimento para a participação da oficina é de R$200,00 para pagamento a vista e de R$250,00 para pagamento parcelado.

O CURSO
O curso terá conteúdos teóricos e práticos e o certificado de participação é reconhecido pelo MEC. Marcos Arriens é interprete internacional e um expoente no ensino da linguagem de libras no país. Já formou mais de 15,5 mil alunos intérpretes no Brasil e exterior. Ele avalia que no Brasil, são quase 10 milhões de surdos, e que não existem estatísticas exatas que ofereçam números de surdos e profissionais que conheçam realmente a cultura das comunidades surdas de forma a auxiliar os surdos a saírem da posição de analfabeto funcionais.
O curso é aberto para pessoas que já atuam como intérpretes, profissionais que lidam com a comunidade surda e também para aquelas pessoas que querem se iniciar na língua de sinais, como professores de ensino especial e regular, pedagogos, fonoaudiólogos, técnicos, familiares de surdos e comunidade em geral. Leide Ramalho, que tem o apoio da Prefeitura para o evento, destaca que um fato importante é que os participantes “não precisam saber Libras, no caso dos iniciantes”.

http://www.valadares.mg.gov.br/detalhe-da-materia/info/gv-tera-associacao-dos-profissionais-interpretes-da-lingua-de-sinais/73687

FESTA JUNINA - SLIDES

Trabalho feito pelas alunas Lucilene Fábia e Tâmara Francielly, para a disciplina de Metodologia do Ensino de LIBRAS como Primeira Língua, ministrada pela professora Karin Strobel, no curso de Pós-Gradução em LIBRAS, com o tema:"Festas Juninas"


drive.google.com
https://drive.google.com/file/d/0B347qlXVdPr-QTNHS25iNlNWcVE/view

Formação e Ação para Instrutor de Libras - UFPR










https://www.facebook.com/LibrasNaUfpr/photos/a.294768830699071.1073741830.161582757351013/819167658259183/?type=3&theater

Em Caruaru, programação do São João conta com interpretação em Libras

Caruaru, no Agreste de Pernambuco, é referência nacional quando o assunto é inclusão social nos festejos juninos. Durante este período o projeto ‘São João com Inclusão’ traz shows nacionais com a tradução simultânea para a Língua Brasileira de Sinais (Libras), especialmente para o público surdo do pátio de eventos Luiz Gonzaga, principal polo de animação da festa.

Nos finais de semana de Junho o local chega a receber até 100 mil pessoas em geral de todas as partes do Brasil. De acordo com o professor e intérprete de Libras do São João de Caruaru, Álvaro Ferreira, o projeto permite que a Comunidade Surda tenha completa compreensão de um show para garantir lazer e felicidade de quem frequenta o espaço.
Ainda segundo ele, o projeto tem a proposta de colaborar com a consciência social para o público em geral, que não possui a surdez, mas que pode se sensibilizar ao observar as interpretações nos telões do evento.
Hoje no Brasil há mais de 10 milhões de pessoas surdas, segundo o censo de 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O ‘São João com Inclusão’ eleva a autoestima de uma população que quase nunca é percebida.
Desde 2013 o intérprete de Libras, Álvaro Ferreira, é responsável pela interpretação dos shows em Libras do São João de Caruaru. Para isso é preciso de muita dedicação, amor e conhecimento para se comunicar com os surdos que participam da festa. Não basta apenas usar os sinais é necessário também se envolver com o ritmo da música.
Álvaro já fez interpretações de diversos artistas nacionais durante o São João de Caruaru, entre eles: Wesley Safadão; Jorge e Mateus; Elba Ramalho; Dorgival Dantas; Luan Santana; Zezé di Camargo e Luciano; Gustavo Lima; Gabriel Diniz; Bell Marques; Banda Magníficos; Geraldinho Lins entre outros.
A novidade deste ano do ‘São João com Inclusão’ é que a comunidade surda pode escolher o show que deseja ver em Libras no pátio de eventos, através do site: https://libras.caruaru.pe.gov.br/
Em 2015 Caruaru foi premiada nacionalmente na 21ª Edição do Prêmio Direitos Humanos, pelo case do sucesso “Selo Nacional de Acessibilidade”.

http://www.surdosol.com.br/em-caruaru-programacao-do-sao-joao-conta-com-interpretacao-em-libras/

Veja como aprender língua de sinais é importante, se um médico / enfermeiro / médico encontra um paciente surdo.

https://www.facebook.com/rcdeafmissionsmalaysia/videos/1321510991296033/?pnref=story

1º ENCONTRO RECREATIVO DA ASSOCIAÇÃO DOS SURDOS DE OURO PRETO / MG

Nenhum texto alternativo automático disponível. 

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1293059347459504&set=gm.768802223320476&type=3&theater

Camisa que Toca Música para Surdos

Opn™: o primeiro aparelho auditivo do mundo conectado à internet

Direito de todas os Surdos a uma educação de qualidade


PET-SI da UFRRJ desenvolve um aplicativo de ensino para deficientes auditivos.

Telas do aplicativo LibrasTI na Google Play Store

    O PET-SI desenvolveu o aplicativo LibrasTI, uma aplicação voltada para promover a inclusão de surdos no campo tecnológico através da popularização e difusão de termos de TI em LIBRAS, a Língua Brasileira de Sinais. O LibrasTI traz uma contribuição ao âmbito educacional pois permite que professores, alunos e usuários da área de TI ou mesmo de outras áreas do conhecimento tenham contato com os conteúdos voltados para pessoas surdas.
O projeto da aplicação iniciou-se com o petiano Felipe Calé que pesquisa o desenvolvimento mobile voltado para a inclusão e acessibilidade de deficientes auditivos. O petiano tomou conhecimento de um glossário de vídeo termos em Libras desenvolvido pelo NAPNE do Instituto Federal de Educação de Santa Catarina / Chapecó (IFSC-Chapecó) através de uma reportagem no site G1( https://globoplay.globo.com/v/5377213/) e propôs a criação de um aplicativo móvel que utilizasse esses termos.
Inicialmente, o encapsulamento do glossário foi visto como uma ótima proposta extensionista, sendo bem recebido pelo PET-SI. O tutor do PET-SI, Prof. Sergio Serra alocou uma equipe de petianos composta por Renan Miranda, Pedro Benassi, Luiz Volpasso e Lucas Nunes para trabalharem no desenvolvimento do aplicativo e no estabelecimento da parceria entre o PET-SI e o IFSC-Chapecó representado pela professora Tatieli Meneghini coordenadora de extensão da IFSC-Chapecó.
O aplicativo LibrasTI é um aplicativo livre e já sendo apresentado a comunidade petiana através do III INTRAPET da UFRRJ e do texto submetido ao Encontro Nacional dos Grupos de PET – ENAPET 2017 a ser realizado em Brasília.
O aplicativo  é totalmente gratuito já se encontra disponível na loja da Play Store.
http://r1.ufrrj.br/petsi/?p=2581

FESTA JUNINA - Associação dos Surdos de Minas Gerais

Comidas típicas, dança, música e muito mais!!!
Vem participar com a gente!!!


A imagem pode conter: texto 

https://
www.facebook.com/associacaodossurdosdemg/photos/a.382618791753920.113056.382601081755691/1764436713572114/?type=3&theater

INSTRUTOR EXTERNO Imparh abre inscrições para credenciamento de instrutores de Libras

Os interessados devem realizar as inscrições exclusivamente pela internet, no site do Imparh, na aba do canal de concursos e seleções.


As inscrições para o credenciamento de instrutor externo de Língua Brasileira de Sinais (Libras) estão abertas e deverão ser realizadas exclusivamente pela internet, até o dia 19 de junho 2017, no Canal de Concursos e Seleções da Prefeitura.
Os interessados em se cadastrar devem ter comprovação de formação acadêmica compatível ou experiência profissional na área desejada, além de experiência comprovada como colaborador em projetos ou como instrutor, palestrante ou docente.
Para se inscrever, os interessados devem preencher o formulário eletrônico, imprimi-lo e entregá-lo, junto à documentação indicada no Edital 52/2016, na Secretaria da Diretoria de Extensão e Projetos do Instituto.
Os instrutores externos considerados aptos serão credenciados pela Diretoria de Extensão e Projetos (Diep) do Imparh, tendo como base a análise da documentação apresentada e o resultado gerado ao final do certame, bem como a necessidade da administração pública para cada evento específico, respeitada a ordem estabelecida na lista de divulgação do resultado final do presente processo de credenciamento.
Serviço:
Diretoria de Extensão e Projetos (Diep)
Endereço: Avenida João Pessoa, 5609 – Damas
Telefone: 3433.2960

http://tribunadoceara.uol.com.br/empregos/carreira/imparh-abre-inscricoes-para-credenciamento-de-instrutores-de-libras/

SIGN8

09 a 12 de outubro de 2017

FLORIANÓPOLIS - SC

Centro de Cultura e Eventos da UFSC

Sobre o Evento


Os objetivos do Congresso SIGN8 são os seguintes:

  • Compartilhar pesquisas internacionais com base nos estudos linguísticos de línguas de sinais e estudos surdos potencializando cooperações internacionais.
  • Colocar pesquisadores experientes com pesquisadores iniciantes nas áreas dos estudos das línguas de sinais e estudos surdos em nível internacional.
  • Dar um foco especial no Brasil como parte do congresso.
  • Oferecer um evento no qual as línguas oficiais são a Libras e a Língua de Sinais Internacional.
  • Combinar apresentações acadêmicas com outros workshops que apresentem formas criativas de trabalho.
http://www.sign8.com.br/sobre/index.php#topo

II CONES - Congresso Nacional de Educação dos Surdos.



II Congresso Nacional de Educação dos Surdos - CONES. De 3 a 6 de outubro de 2017. Universidade Estadual do Centro Oeste - Unicentro em Guarapuava/PR.

Glossário de Natação em Libras

Aplicativo traduz Libras para Português


O sistema é baseado em inteligência artificial idealizada pelo professor da Universidade Federal do Amazonas (UFAM) Manuel Cardoso.
Um projeto de inclusão dos surdos que usam apenas a Língua Brasileira de Sinais para se comunicar, o sistema Giulia, desenvolvido em 2016, capta os gestos dos surdos, por meio de um bracelete preso ao pulso, e traduz os sinais de Libras para o Português. Já disponível gratuitamente para baixar.
O sistema é baseado em inteligência artificial idealizada pelo professor da Universidade Federal do Amazonas (UFAM) Manuel Cardoso, CEO da startup Map Innovation. Agora transformado em aplicativo para celular, vai ser distribuído pela TIM como ferramenta, entre seus clientes do mercado corporativo, por iniciativa do programa de Open Innovation da TIM, que tem como objetivo identificar e trabalhar em parceria com empresas com interesse de negócios complementares.
“Muitas das pessoas com deficiência auditiva, principalmente as que nascem surdas nos estados mais pobres, não conseguem ser alfabetizadas. Isso já as exclui do acesso à Educação, o que acarreta em vários problemas. Sem Educação, elas têm uma dificuldade ainda maior de ascensão social”, explica o professor Cardoso.
O nome Giulia é uma homenagem a uma jovem que teve as atividades cerebrais prejudicadas em virtude de uma bactéria adquirida ainda na maternidade e faleceu em 2015, aos 15 anos. (Com assessoria de imprensa).

https://www.moodlelivre.com.br/noticias/2420-aplicativo-traduz-libras-para-portugues