RYBENINHA

RYBENINHA
SINAL: BEM -VINDOS

DÊ-ME TUA MÃO QUE TE DIREI QUEM ÉS



“Em minha silenciosa escuridão,
Mais claro que o ofuscante sol,
Está tudo que desejarias ocultar de mim.
Mais que palavras,
Tuas mãos me contam tudo que recusavas dizer.
Frementes de ansiedade ou trêmulas de fúria,
Verdadeira amizade ou mentira,
Tudo se revela ao toque de uma mão:
Quem é estranho,
Quem é amigo...
Tudo vejo em minha silenciosa escuridão.
Dê-me tua mão que te direi quem és."


Natacha (vide documentário Borboletas de Zagorski)


SINAL DE "Libras"

SINAL DE "Libras"
"VOCÊ PRECISA SER PARTICIPANTE DESTE MUNDO ONDE MÃOS FALAM E OLHOS ESCUTAM, ONDE O CORPO DÁ A NOTA E O RÍTMO. É UM MUNDO ESPECIAL PARA PESSOAS ESPECIAIS..."

LIBRAS

LIBRAS
" A Língua de Sinais é, nas mãos de seus mestres, uma linguagem das mais belas e expressivas, para a qual, no contato entre si é como um meio de alcançar de forma fácil e rápida a mente do surdo, nem a natureza nem a arte proporcionaram um substituto satisfatório." J. Schuyler Long

LIBRAS

LIBRAS
"Se o lugar não está pronto para receber todas as pessoas, então o lugar é deficiente" - Thaís Frota

LIBRAS

LIBRAS
Aprender Libras é respirar a vida por outros ângulos, na voz do silêncio, no turbilhão das águas, no brilho do olhar. Aprender Libras é aprender a falar de longe ou tão de perto que apenas o toque resolve todas as aflições do viver, diante de todos os desafios audíveis. Nem tão poético, nem tão fulgaz.... apenas um Ser livre de preconceitos e voluntário da harmonia do bem viver.” Luiz Albérico B. Falcão

PEDAGOGIA SURDA

PEDAGOGIA SURDA
PROFESSOR BILÍNGUE

QUANDO EU ACEITO A LÍNGUA DE SINAIS

QUANDO EU ACEITO A LÍNGUA DE SINAIS
“ A língua de sinais anula a deficiência e permite que os surdos constituam, então, uma comunidade lingüística minoritária diferente e não um desvio da normalidade”. Skliar

domingo, 3 de maio de 2015

Noivos surdos têm cerimônia de casamento em Libras no Amapá

Amigos do casal trouxeram padre surdo do Paraná para a cerimônia.
Casamento ocorreu no dia 22 em uma igreja da Zona Norte de Macapá.

O casal Tomé Júnior e Suelenne Souza, ambos com deficiência auditiva, realizou o sonho de se casar numa cerimônia celebrada em Libras - língua brasileira de sinais -, por um padre também surdo, no Amapá. O matrimônio foi no domingo (22), em uma igreja na capital. A benção pelo sacerdote do Paraná foi uma surpresa aos noivos, organizada pelos amigos. A Rede Amazônica no Amapá registrou o momento. (veja vídeo acima)
Tomé contou que ter o casamento celebrado por um padre surdo era um sonho. Ele e Suelenne ficaram noivos em janeiro de 2015. O casal se conheceu há quatro anos, durante um curso de libras, e o casamento foi marcado depois que ela ficou grávida.
Benção do casal foi feita por padre que veio de Curitiba (Foto: Reprodução/TV Amapá) 
Benção do casal foi feita por padre que veio de Curitiba (Foto: Reprodução/TV Amapá)
 
O noivo disse que chegou a conhecer através da internet o sacerdote curitibano Wilson Czaia, que também é deficiente auditivo. Ele conta que tentou trazer o padre para Macapá, para a celebração do casamento, mas o sacerdote, conhecido por abençoar a união de surdos pelo país, informou que não poderia comparecer por conta de compromissos paroquiais.
"Nós conversamos e ele disse que não tinha como vir pois ele estava muito ocupado", contou.
Suelenne disse que ficou triste pelo noivo. Mesmo assim, a família marcou o casamento na igreja Nossa Senhora Aparecida, no bairro Pacoval, Zona Norte de Macapá. A cerimônia seria celebrada por outro padre.
"Era um desejo nosso, pois o próprio padre disse ao meu marido que queria muito vir para cá, mas a agenda dele não estava conciliando com a data do nosso casamento", disse Suelenne.
Gabriel Cordeiro teve a ideia de trazer padre surdo para o casório (Foto: Reprodução/TV Amapá) 
Gabriel Cordeiro teve a ideia de trazer padre surdo para o casamento (Foto: Reprodução/TV Amapá)
 
O que os noivos não sabiam, porém, era que um grupo de amigos do casal preparava uma surpresa para o dia do matrimônio. Eles haviam comprado as passagens aéreas para o padre, que iria aparecer de surpresa na igreja.

A ideia foi do coordenador da Pastoral do Surdo, Gabriel Cordeiro, que também é amigo do casal. Ele disse que se viu na obrigação de realizar o sonho dos noivos.

"Eu senti que Deus falava no meu coração. Combinei com outros amigos para poder ajudá-los, pagar a passagem do padre, fazer ele vir até aqui e fazer essa surpresa no dia do matrimônio", contou Cordeiro.

O seminarista Wendel Chaves, do Pará, também ajudou com a surpresa. Ele anunciou, momentos antes do casamento iniciar, que o padre que faria a celebração não compareceria, e que, portanto, a cerimônia deveria ser remarcada.

"Após eu falar que não teria mais casamento eu pedi para eles [casal] olharem para trás, e eles viram o padre Wilson [do Paraná] entrando pela porta", contou.

Momento em que seminarista anuncia surpresa para casal de surdos (Foto: Cassio Albuquerque/G1) 
 Momento em que seminarista anuncia surpresa para o casal de surdos (Foto: Reprodução/TV Amapá)
 
A presença do sacerdote curitibano e do seu intérprete na igreja emocionou noivos e convidados. Ele disse que a experiência valeu a pena.

"Foi um pouco difícil chegar, mas conseguimos. Foram sete horas de viagem até Macapá. Nós aceitamos esse sacrifício porque o mais importante é ajudar", disse o sacerdote.

Emocionada, Suelenne falou que chegou a se desesperar com a situação, mas depois que descobriu a surpresa viveu uma experiência única.

"Foi um sonho realizado para mim e para o meu marido, pois a gente pensou que ia dar tudo errado e no final fomos surpreendidos. Foram momentos que eu nunca vou esquecer", comemorou a noiva.

 http://g1.globo.com/ap/amapa/noticia/2015/03/noivos-surdos-tem-cerimonia-de-casamento-em-libras-no-amapa.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTE AQUI NO BLOG!!!
SEU COMENTÁRIO FAZ TODA DIFERENÇA!!!

Um comentário é o que você pensa, sua opinião, alguma coisa que você quer falar comigo.

BJOS SINALIZADOS.