RYBENINHA

RYBENINHA
SINAL: BEM -VINDOS

DÊ-ME TUA MÃO QUE TE DIREI QUEM ÉS



“Em minha silenciosa escuridão,
Mais claro que o ofuscante sol,
Está tudo que desejarias ocultar de mim.
Mais que palavras,
Tuas mãos me contam tudo que recusavas dizer.
Frementes de ansiedade ou trêmulas de fúria,
Verdadeira amizade ou mentira,
Tudo se revela ao toque de uma mão:
Quem é estranho,
Quem é amigo...
Tudo vejo em minha silenciosa escuridão.
Dê-me tua mão que te direi quem és."


Natacha (vide documentário Borboletas de Zagorski)


SINAL DE "Libras"

SINAL DE "Libras"
"VOCÊ PRECISA SER PARTICIPANTE DESTE MUNDO ONDE MÃOS FALAM E OLHOS ESCUTAM, ONDE O CORPO DÁ A NOTA E O RÍTMO. É UM MUNDO ESPECIAL PARA PESSOAS ESPECIAIS..."

LIBRAS

LIBRAS
" A Língua de Sinais é, nas mãos de seus mestres, uma linguagem das mais belas e expressivas, para a qual, no contato entre si é como um meio de alcançar de forma fácil e rápida a mente do surdo, nem a natureza nem a arte proporcionaram um substituto satisfatório." J. Schuyler Long

LIBRAS

LIBRAS
"Se o lugar não está pronto para receber todas as pessoas, então o lugar é deficiente" - Thaís Frota

LIBRAS

LIBRAS
Aprender Libras é respirar a vida por outros ângulos, na voz do silêncio, no turbilhão das águas, no brilho do olhar. Aprender Libras é aprender a falar de longe ou tão de perto que apenas o toque resolve todas as aflições do viver, diante de todos os desafios audíveis. Nem tão poético, nem tão fulgaz.... apenas um Ser livre de preconceitos e voluntário da harmonia do bem viver.” Luiz Albérico B. Falcão

PEDAGOGIA SURDA

PEDAGOGIA SURDA
PROFESSOR BILÍNGUE

QUANDO EU ACEITO A LÍNGUA DE SINAIS

QUANDO EU ACEITO A LÍNGUA DE SINAIS
“ A língua de sinais anula a deficiência e permite que os surdos constituam, então, uma comunidade lingüística minoritária diferente e não um desvio da normalidade”. Skliar

domingo, 31 de agosto de 2014

Atendimento externo das Centrais de Libras de Caruaru e de Petrolina será retomados na próxima segunda (1º).

 
Atendimento externo das Centrais de Libras será retomados na próxima segunda (1º)

O serviço voltará a funcionar normalmente, por meio de agendamento

As Centrais de Libras de Caruaru e de Petrolina coordenadas pela Superintendência Estadual de Apoio à Pessoa com Deficiência (SEAD), órgão vinculado a Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos (SEDSDH), retomarão, a partir da próxima segunda-feira (1º), os atendimentos externos dos intérpretes de Libras aos surdos de ambas as localidades. O serviço que estava suspenso temporariamente para ajustes técnicos passou por uma requalificação e agora, basta apenas ser agendado pelos interessados para iniciar os procedimentos.

Os atendimentos externos oferecidos pelas centrais podem ser solicitados para demandas nas áreas de saúde, educação, cidadania e justiça como fóruns, audiências e delegacias. Todas as Centrais de Libras dispõem de terminais de computador e webcam para que os cidadãos surdos possam conversar à distância, pelo monitor, através da Língua de Sinais e do auxílio de intérpretes de Libras, quando necessário.

Os agendamentos podem ser feitos presencialmente das 7h30 às 19h30, na Central de Libras de Caruaru, localizada no Expresso Cidadão, em frente ao Pátio da Feira ou em Petrolina, das 8h às 20h, no Expresso Cidadão no River Shopping, sempre de segunda à sexta-feira. Já pela internet, os interessados podem entrar em contato pelo Facebook ou Sky das Centrais pelos endereços eletrônicos centrallibras.caruaru ou central.libras7.

 https://www.facebook.com/sead.pe/photos/a.368609586488835.104205.359683127381481/942051609144627/?type=1&theater

CAMPEONATO GAÚCHO DE SOCIETY DOS SURDOS 2014

https://www.facebook.com/sscs.org/photos/a.749629378410525.1073741831.625698697470261/831372286902900/?type=1&theater

ATENÇÃO CANDIDATOS !!!! ATENÇÃO SURDOS


https://www.facebook.com/photo.php?fbid=801253083259032&set=a.203003159750697.66105.100001230447421&type=1&theater

Pen Drive de 4GB AMO LIBRAS!


Olha que legal esse Pen Drive de 4GB AMO LIBRAS!

Disponível aqui: www.surdocidadao.org.br

Curso de Libras TILS (Curso de Extensão de formação de tradutor e intérprete de LIBRAS) - São João del Rei

 

Curso de Libras TILS (Curso de Extensão de formação de tradutor e intérprete de LIBRAS) na Visual Libras

• Único na região que esta de acordo com o decreto 5.626/2005.
• Quem valida nosso certificado é a FADIVALE instituição respeitada e reconhecida pelo MEC.
• Certificado de 360 horas e duração de 1 ano e meio.
• Nosso material é o Libras em contexto, livro utilizado no Brasil inteiro pelas principais instituições do Brasil, como FENEIS e INES.

Faça sua matricula, informações (32) 9138 9515 (SMS ou Whastapp) e assjlibras@gmail.com

Cadernos de Apoio e Aprendizagem - PARA DOWNLOAD

Cadernos de Apoio e Aprendizagem

  
              Língua Portuguesa - Matemática - Libras - Natureza e Sociedade 

Os Cadernos de Apoio e Aprendizagem, destinados aos estudantes dos nove anos do Ensino Fundamental, têm como finalidade contribuir para o trabalho docente visando à melhoria das aprendizagens dos alunos. Sua elaboração teve como critérios para seleção das atividades as dificuldades apresentadas pelos alunos na Prova São Paulo e na Prova da Cidade.

Na área de Língua Portuguesa, estes cadernos foram preparados de modo a contemplar as esferas discursivas: jornalística, cotidiana, literária (prosa e poesia) e escolar.

Na área de Matemática, os blocos de conteúdos contemplados são: espaço e forma, grandezas e medidas, números, operações, tratamento da informação.

Na área de Língua Brasileira de Sinais - LIBRAS, estes cadernos foram preparados de modo a contemplar as esferas discursivas contidas nos documentos de Orientações Curriculares e Proposição de Aprendizagem para o Ensino Fundamental – Língua Brasileira de Sinais, organizado por especialistas da área da surdez e coordenado pela Diretoria de Orientação Técnica – Educação Especial.

No Eixo Natureza e Sociedade buscou-se a articulação entre os componentes curriculares de Ciências Naturais, Geografia e História, abrangendo tanto os aspectos naturais (físicos – biológicos), como também os sociais / culturais (construídos nas relações entre as pessoas e das pessoas com o mundo). O objetivo é de subsidiar e complementar as ações realizadas pelos professores do Ensino Fundamental I.

Os cadernos dos alunos têm formato que permite o uso individual e a realização de atividades  tanto em sala de aula quanto em casa. Acompanham os cadernos do professor, um DVD que contém os vídeos previstos nas atividades.

Para conhecê-los acesse:

Língua Portuguesa - 1º ao 9º ano

Cadernos do aluno

Cadernos do professor

Matemática - 1º ao 9º ano


Cadernos do professor 

Libras - 1º ao 5º ano



Natureza e Sociedade - 1º ao 5º ano


 http://portalsme.prefeitura.sp.gov.br/Projetos/BibliPed/Anonimo/Cadernosdeapoio.aspx

SETEMBRO AZUL - FLORIANÓPOLIS 2014




Vagas abertas para os CURSOS do PRONATEC em Santa Catarina


Confira aqui os cursos que estão com vagas abertas para surdos, na data de hoje (28/08/2014).
Inscrições e maiores informações podem ser acessados através da ASGF - Associação de Surdos da Grande Florianópolis:
Endereço: Rua Trajano, 168 – Centre – Florianópolis – SC
Cep: 88010-010. Edifício Henrique Berenhauser – 6ª andar – sala 602
E-mail: asgfsurdo@hotmail.com
Telefone: (48) 9926-1105

Acompanhe as novidades através do Facebook ou pelo site:
asgfsurdos.org.br

VIII SEMANA NORTE MINEIRA DOS SURDOS e I ENCONTRO DE PROFESSORES SURDOS 26 e 27 de setembro de 2014 - MONTES CLAROS / MG

 Confiram aqui:

https://www.facebook.com/video.php?v=629442563844059

FaceTime de áudio: o melhor jeito de usar o iPhone


Captura de tela inteira 27082014 084920.bmp

Essa dica é para quem é usuário de implante coclear e usa iPhone para falar no celular. Enquanto o Nucleus 6 não chega no Brasil para me livrar dos cabos de áudio (é muita mão de obra: celular toca, você tem que achar o cabo na bolsa, tirar o IC, conectar o cabo nele, colocar de volta na cabeça, blablabla) o jeito é atender do jeito normal, embora o cabo de áudio tenha o plus de fechar todos os ruídos de fundo. Posso ter demorado pra descobrir mas o dia em que me dei por conta foi ‘como pude viver sem saber disso antes’. Falar no iPhone numa ligação é infinitamente melhor, mais claro e mais audível através de um FaceTime de áudio – pena que só funciona de iPhone pra iPhone. Experimentem fazer a comparação ligando para alguém primeiro através de uma ligação convencional e depois através do FaceTime de áudio: são outros quinhentos!! Basta clicar num contato e depois clicar no ícone do telefone na opção FaceTime, facílimo. O som é incomparavelmente melhor do que na ligação convencional, parece até que a pessoa está ao seu lado falando ao pé do ouvido. Muito, muito bom. Acho até que a dica vale para quem não usa IC ou AASI, hein! ;) 

 http://cronicasdasurdez.com/facetime-de-audio-o-melhor-jeito-de-usar-o-iphone/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+CronicasSurdez+%28Cr%C3%B4nicas+da+Surdez%29

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

"I CONGRESSO DA ANDA - DO DIAGNÓSTICO AO TRATAMENTO, COMO AS PEÇAS SE ENCAIXAM..." - ANDA - MONTES CLAROS / MG




ATUALIZANDO AS CIDADES CONFIRMADAS PARA NOSSO GRANDE EVENTO:
"I CONGRESSO DA ANDA - DO DIAGNÓSTICO AO TRATAMENTO, COMO AS PEÇAS SE ENCAIXAM..."

MINAS GERAIS:
Montes Claros / Buritizeiro / Salinas / São José do Divino / Varzelândia / Bocaiuva / Riacho dos Machados / Várzea da Palma / Janaúba / Salinas
Brasília de Minas / Francisco Sá / Buritizeiro / Varzelândia / Manga / Porteirinha / Januária / Araçuaí / São João da Ponte / Belo Horizonte / Buenópolis
SÃO PAULO: Mogi das Cruzes / Americana
BRASÍLIA/DF
BAHIA: Jequié
SEJAM TODOS(A) BEM VINDOS (A) !!!

E AINDA DÁ TEMPO DE FAZER SUA INSCRIÇÃO...
ENTRE EM CONTATO CONOSCO: (38)3224-5747
E-MAIL: CONGRESSO.ANDAMOC@HOTMAIL.COM

NÃO PERCA TEMPO! FAÇA LOGO SUA INSCRIÇÃO.

 https://www.facebook.com/photo.php?fbid=700595426676511&set=a.160797987322927.40250.100001781812799&type=1&theater

MINI CURSO: LAUDOS, RELATÓRIOS E PARECERES - ANDA - MONTES CLAROS / MG

Com imensa alegria, a ANDA - Associação Norte Mineira de Apoio ao Autista é mais uma vez agraciada pelas pessoas especiais que lhe prezam.
A Assistente Social Professora Ms. Adriana Medalha Perez irá promover um Minicurso para Assistentes Sociais e reverterá a renda obtida para nossa Associação, contabilizaremos em 'Sacos de cimento'.
Amigos são como anjos, quando eles amam fazem acontecer!
Nosso imenso abraço azul para ela e toda equipe...
Vamos lá família ANDA!!!

 https://www.facebook.com/photo.php?fbid=701005033302217&set=a.160797987322927.40250.100001781812799&type=1&theater

A Instituição Espaço da Libras abre turma do curso básico de Libras GRATUITO para mães de crianças surdas em SETEMBRO!


A Instituição Espaço da Libras abre turma do curso básico de Libras GRATUITO para mães de crianças surdas em SETEMBRO!!! #VamosQueVamos!


https://www.facebook.com/photo.php?fbid=662685647161022&set=a.475024499260472.1073741825.100002587777247&type=1&theater

Eu também quero saber.

O Sindicato dos Intérpretes de LIBRAS do DF - SINPROLS/DF lançou essa campanha, que pretende conclamar os partidos políticos para firmar um compromisso com a acessibilidade e a participação das pessoas surdas no processo eleitoral. Por isso, compartilhe essa ideia e exija do seu candidato a inclusão da janela de LIBRAS na propaganda política partidária, garantido assim a participação democrática das pessoas com deficiência no processo eleitoral.

1º Congresso de Acessibilidade e Inclusão pela internet será GRATUITO E COM CERTIFICADOde 21 a 27/09!

1º Congresso de Acessibilidade e Inclusão pela internet será GRATUITO de 21 a 27/09!
O evento contará com palestras de Dolores Affonso, FENEIS, Laramara, Retina SP, Cavenaghi etc. e entrevistas, como a de Lars Grael e Teresa Costa D’Amaral do IBDD e muito mais! Inscreva-se Agora!
www.congressodeacessibilidade.com
 http://www.congressodeacessibilidade.com/
 

Curso Pré-Vestibular para comunidade Surda - PARANÁ

Publicado em 15/08/2014
Vídeo de divulgação do primeiro projeto de curso para a comunidade surda de Ji-Paraná e região, oferecido pela Universidade Federal de Rondônia - UNIR, cujo objetivo é preparar a comunidade surda para ter acesso ao ensino superior em instituições públicas.

AUDIÊNCIA PÚBLICA UFMG IRÁ DISCUTIR POLÍTICAS PARA PESSOAS COM DEFIÊNCIA





Crianças com deficiência e o acesso à educação fundamental no Brasil: inclusão ou integração? Uma análise a partir do direito constitucional

Crianças com deficiência e o acesso à educação fundamental no Brasil: inclusão ou integração? Uma análise a partir do direito constitucional

Pensar - capa (texto ilegível)
Por Ana Paula Barbosa-Fohrmann, Thiago da Costa Sá Angelica, na Pensar – Revista de Ciências Jurídicas. Vol. 19, n. 1.

O tratamento dispensado pela sociedade às pessoas com deficiência ao longo da História passou por momentos de extrema intolerância e discriminação que resultou, em muitos casos, na marginalização desses indivíduos em relação às demais pessoas da sociedade. Embora tenhamos avançado no tema, ainda hoje, grande parte das pessoas com deficiência encontram uma série de barreiras que dificultam e, às vezes, até mesmo impedem o pleno exercício de direitos garantidos sem distinção a todos os cidadãos, como é o caso dos direitos à saúde, à educação, ao trabalho e ao transporte, por exemplo. Tal prática contribui para gerar uma relação de desigualdade entre as pessoas com deficiência e os demais indivíduos da sociedade. O alvo deste estudo será o direito à educação, personificado no acesso das pessoas com deficiência ao ensino fundamental no Brasil. Neste sentido, será feita uma análise constitucional que nos permita apontar qual é a maneira constitucionalmente adequada para garantir que o acesso das crianças com deficiência ao ensino fundamental signifique também a não-discriminação e igualdade em relação às demais pessoas de nossa sociedade e a inclusão desses indivíduos à vida em sociedade. Afinal, como deve se dar o acesso das crianças com deficiência ao ensino fundamental: através de escolas e classes especializadas no ensino de pessoas com deficiência ou por meio da inclusão desses alunos no sistema regular de ensino?


 http://www.inclusive.org.br/?p=26860

Faculdade deverá indenizar aluno deficiente auditivo por não disponibilizar intérprete de Libras


27/8/2014 às 11h05 (Atualizado em 27/8/2014 às 11h07)

Faculdade deverá indenizar aluno deficiente auditivo por não disponibilizar intérprete de Libras

Estudante ficou vários semestres sem auxílio profissional

A faculdade recorreu da decisão 
O Tribunal de Justiça do Distrito Federal confirmou a sentença da 20ª Vara Cível de Brasília que condenou uma instituição de ensino superior a indenizar um aluno com deficiência física, por falha na prestação dos serviços. A decisão foi unânime.  
O estudante afirmou que era aluno regularmente matriculado em curso superior ministrado pela faculdade desde 2007 e que até o primeiro semestre de 2010 obteve a assistência de intérprete da Língua Brasileira de Sinais - Libras  - durante as aulas. Ele disse ainda no processo que já no primeiro semestre de 2010 não foi contratado intérprete para acompanhá-lo, tendo assistido às aulas juntamente com outro aluno deficiente auditivo, compartilhando o intérprete. O estudante contou, tendo o outro aluno concluído o curso ao final do primeiro semestre de 2010, não houve a contratação de profissional para acompanhá-lo a partir de então.  
Em sua defesa, a faculdade informou o cumprimento da decisão liminar (que antecipou os efeitos da tutela), o que implicaria perda do objeto da ação. A juíza originária explicou que, ainda que superada a disponibilização de um intérprete, há outros pedidos pendentes de análise, o que não acarreta a perda do objeto.  
Ela seguiu registrando que "a Constituição Federal estabelece como dever do Estado e da iniciativa privada o atendimento educacional especializado aos portadores de deficiência, a fim de assegurar-lhes igualdade de condições para o acesso e a permanência na escola". No mesmo sentido, "a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional e os atos regulamentares do Ministério da Educação, em cumprimento à norma constitucional, determinam a obrigatoriedade de propiciar intérprete aos portadores de deficiência auditiva, sempre que necessário".  
 
Assim, demonstrado que o autor possui perda auditiva neurossensorial moderada a severa no ouvido direito e anacusia no ouvido esquerdo, competia à faculdade disponibilizar profissional habilitado para acompanhá-lo durante as aulas por todo o curso superior que se encontrava matriculado. No entanto, restou comprovado que esse serviço não foi adequadamente prestado, tendo ocorrido diversas faltas durante o curso frequentado.  
Para a magistrada, a submissão do autor à tal situação, semestre após semestre, não pode ser considerada mero aborrecimento, visto que, além de gerar angústia, transtornos e aborrecimentos, implicou atraso da conclusão do curso, cabendo à faculdade o dever de indenizar o autor em danos morais, bem como a repor eventuais aulas que tenha assistido sem o acompanhamento de intérprete.  
A faculdade recorreu da decisão.

 http://noticias.r7.com/distrito-federal/faculdade-devera-indenizar-aluno-deficiente-auditivo-por-nao-disponibilizar-interprete-de-libras-27082014

terça-feira, 26 de agosto de 2014

Livros Digital

01-A Casa amarela
02-A Classificação Indicativa na Língua Brasileira de Sinais
03-A História da Universidade Gallaudet (1 capitulo)
04-A Internet como fator de exclusão do surdo no Brasil
05-Ajudando seu filho a aprender
06-Aprender a Ver
07-Atendimento Educacional Especializado: Pessoa com Surdez
08-Cadernos da TV escola – Deficiência auditiva
09-Como Lidar com pessoas com deficiência auditiva e/ou Surdez
10-Davi
11-Despertar do Silêncio
12-Educação Especial na Perspectiva da Inclusão Escolar, A: Abordagem Bilíngue na Escolarização de Pessoas com Surdez – Fascículo 4
13-Entre a visibilidade da tradução da língua de sinais e a invisibilidade da tarefa do intérprete
14-Estudos Surdos I
15-Estudos Surdos II
16-Estudos Surdos III
17-Estudos Surdos IV
18-Formação de leitores surdos e a educação inclusiva
19-Idéias para ensinar português para alunos surdos
20-Identidade e surdez- O trabalho de uma professora surda com alunos ouvintes
21-Índios surdos: Mapeamento das línguas de sinais do mato grosso do sul (incompleto)
22-Intérpretes educacionais de LIBRAS: Orientações para a prática profissional
23-Letramento em LIBRAS I (incompleto)
24-Libras em Estudo I- Tradução/Interpretação
25-Libras em Estudo II- Ensino-Aprendizagem
26-Libras em Estudo III- Descrição e Análise
27-Libras em Estudo IV- Política Educacional
28-Libras em Estudo V- política linguística
29-Libras em Estudo VI- Formação de Profissionais
30-LIBRAS? Que língua é essa?: Crença e preconceitos em torno da língua de sinais e da realidade surda
31-Língua Brasileira De Sinais: “Uma Conquista Histórica”
32-Memória e História: A Indagação de Esmeralda (incompleto)
33-Orações silenciosas
34-Os Papéis do Intérprete na sala de aula inclusiva
35-Português como língua segunda para surdos III (incompleto)
36-Questões Teóricas das Pesquisas em Língua de Sinais – TISLR 9
37-Surdocegueira e Deficiência Múltipla Sensorial: Sugestões de recursos acessíveis e estratégias de ensino
38-Tradutor e Intérprete de Língua Brasileira de Sinais e Língua Portuguesa

http://www.bibras.com.br/livros-digital/

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

22 de agosto, é considerado o Dia do Folclore.

Oficializado, em 1965, como forma de valorizar as histórias e personagens do folclore brasileiro hoje, 22 de agosto, é considerado o Dia do Folclore.


https://www.facebook.com/centrodeeducacaoparasurdosriobranco/photos/a.301809069921129.54696.301194563315913/538794166222617/?type=1&theater

Palestra: Acessibilidade Surda - FENEIS

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10204425712744956&set=gm.1459651367637858&type=1&theater

SEMINÁRIO SETEMBRO AZUL FLORIANÓPOLIS 2014

SEMINÁRIO SETEMBRO AZUL FLORIANÓPOLIS 2014

Formulário de inscrição para participar do SEMINÁRIO SETEMBRO AZUL FLORIANÓPOLIS 2014, que se realizará no Auditório do Tribunal Pleno, do Poder Judiciário do Estado de Santa Catarina, localizado Rua Dr. Álvaro Millen da Silveira, nº 208, Centro, Florianópolis, na data de 26 de setembro de 2014, das 14 às 17h.
ATENÇÃO! As vagas são limitadas e serão contabilizadas somente as inscrições realizadas através deste formulário.
 
 https://docs.google.com/forms/d/15SWlI6GJDy9z5ScZGzRvHaUmIWsWxdTE9dI6w0CL_Og/viewform

Linguagem dos sinais no debate da Band - show da intérprete




Tradutora de Libras recebeu até proposta de casamento após debate no Rio

Em poucos minutos, Gildete Amorim virou um dos assuntos mais comentados no Twitter

  • Em poucos minutos, Gildete Amorim virou um dos assuntos mais comentados no Twitter
Ela ficou famosa na noite de terça-feira (19), durante o debate dos candidatos ao governo do Rio de Janeiro promovido pela Band, sem nem mesmo estar concorrendo a um cargo nas próximas eleições de outubro. Com a imagem reduzida a uma janelinha no canto da tela, Gildete Amorim, intérprete e tradutora de Libras (Língua Brasileira de Sinais), roubou a atenção dos telespectadores e, em poucos minutos, virou um dos assuntos mais comentados no Twitter.
Desenvolta para falar do trabalho que domina e tímida quando o assunto é vida pessoal, Gildete, que atua na função há 18 anos, contou ao UOL, com um riso meio sem graça, que ficou surpresa com tanta repercussão.
Ela conta ter recebido diversas mensagens, a maioria parabenizando a atuação dela, mas algumas de cunho pessoal, mais ousadas. "Tem gente interessada até em casar comigo, sem saber que eu sou solteira. Imagina se soubessem", se diverte. Agora já sabem.
Veja trechos da entrevista com Gildete:
Esta foi a sua primeira experiência como tradutora e intérprete em eventos políticos?
Já tenho experiência de mais de sete anos em tradução de programas de propaganda eleitoral, mas esse foi o primeiro debate. Vou confessar que eu estava tensa. Eu só recebi a programação, a divisão pra cada candidato.
Até me questionaram se eu tive acesso antes às perguntas do entrevistador, mas não tive, muito menos às respostas dos candidatos. Mas foi uma experiência muito rica. Acredito que eu tenha superado as expectativas não só da emissora, mas também pude proporcionar acessibilidade à comunidade surda. Foram muitos comentários positivos nas redes sociais.
Como você ficou sabendo da repercussão da sua atuação?
Reprodução/Facebook
A tradutora chamou a atenção do público principalmente pelas expressões faciais e pelo gestual 
expansivo
No segundo ou terceiro intervalo, uma repórter falou que queria me entrevistar, porque eu estava bombando no Twitter.  Fiquei preocupada: bombando em que sentido? E ela me disse que estava todo mundo me elogiando.
Dei algumas entrevistas no fim do programa e, quando entrei no carro pra voltar pra casa, comecei a procurar pelo celular. Muitos colegas me elogiando no Facebook e, como não tenho Twitter, me passando as informações. Muitas mensagens também de pessoas que nem conheço.
O que diziam nessas mensagens?
A maioria foi elogiando o meu trabalho, me parabenizando, especialmente por parte da comunidade surda. Mas tiveram algumas pessoas interessadas também... Gente interessada até em casar comigo, sem saber que sou solteira. Imagino se soubessem! (risos)


Como você se sentiu?
Fico gratificada, feliz. Agradeço primeiro a Deus e, em segundo lugar, à comunidade surda de me dar a oportunidade de aprender a língua, de conviver com eles e transmitir o que eles não podem ouvir.
Pra mim é gratificante ver uma pessoa de 41 anos como a minha irmã, que ficou à margem da sociedade esse tempo todo, tendo acesso ao que foi negado por governantes. Os louros não são meus, são da comunidade surda.
Eles que estão tendo visibilidade, que estão merecendo respeito e credibilidade pra que possam entender de fato o que o governo pensa a respeito deles. Será que agora, com essa repercussão do meu trabalho, os candidatos vão se preocupar mais em colocar a janela do intérprete em seus programas, vão procurar saber o que pode ser feito para chegar até a comunidade surda, para que os surdos tenham acesso ao que eles estão propondo pro governo do Rio? Vale a reflexão pros políticos e pra toda a sociedade. Acessibilidade não é só rampa, cão guia e legenda.
Você chamou a atenção do público principalmente pelas expressões faciais e pelo gestual mais expansivo. Isso é comum entre os tradutores e intérpretes ou é uma característica sua?
Um método bastante utilizado para tradução é a legenda, mas ela não é suficiente para surdos. As expressões faciais e corporais do intérprete, ou seja, os sinais, são a voz do que o emissor está falando.
Sempre enriqueço meus trabalhos com expressões faciais e corporais. Na verdade, somos orientados a isso, a utilizarmos os sinais de acordo com o contexto que está sendo utilizado pelo candidato. Se o candidato falar mais rápido, me expresso mais rápido.
Pra uma entonação de voz mais lenta, não tem necessidade de tanta expressão. Algumas palavras comuns pros ouvintes não são conhecidas na comunidade surda, então tem que fazer os sinais correspondentes pra que eles entendam.
Acho que chamei a atenção por algum brilho especial que caiu sobre mim ontem. E eu não quero que esse brilho venha só pra mim. Quero que esse mesmo brilho seja derramado sobre outros tradutores e intérpretes, para que eles possam compreender o que é uma tradução em tempo real e a importância desse trabalho.

 http://eleicoes.uol.com.br/2014/noticias/2014/08/20/tradutora-de-libras-recebeu-ate-proposta-de-casamento-apos-debate-no-rio.htm#fotoNav=2

Capacitações de servidores públicos para o atendimento à pessoa com deficiência - PERNAMBUCO

Estado inicia capacitações de servidores públicos para o atendimento à pessoa com deficiência na próxima segunda (25),

A primeira, de seis formações, ocorrerá no Recife

Seis municípios pernambucanos receberão a partir da próxima segunda-feira (25) capacitações educativas para o atendimento adequado às pessoas com deficiência. A primeira cidade que será realizada a ação com o tema: 'Orientação para atendimento às pessoas com deficiência no serviço público de Pernambuco' é o Recife. O evento da próxima segunda é direcionado a servidores estaduais e municipais da capital pernambucana e Região Metropolitana e ocorrerá no auditório do Banco Central, no bairro de Santo Amaro, das 8h às 17h.

As formações realizadas numa parceria conjunta entre a Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos (SEDSDH) por meio da Superintendência Estadual de Apoio à Pessoa com Deficiência (SEAD), a Procuradoria Geral do Estado (PGE), a Secretaria das Cidades por meio Detran e a Compesa, é fruto de uma ação judicial durante o atendimento inadequado por um servidor estadual ao consultor em acessibilidade e inclusão e cego, Manoel Augusto Aguiar.

Por iniciativa da PGE, as partes do processo judicial chegaram à conclusão de que havia um interesse comum na realização de evento voltado à melhoria da qualificação servidores públicos para fins de atendimento às pessoas com deficiência, tanto no que concerne aos procedimentos adequados, quanto no pertinente aos direitos específicos a serem assegurados. A partir daí, o Estado obrigou-se a realizar os eventos, enquanto Aguiar se comprometeu a participar da qualificação, ministrando palestras e realizando oficina relacionada à interação com as pessoas com deficiência.

Desta forma, o Estado busca corrigir a deficiência através de capacitações que beneficiam todos os órgãos públicos e incluem na programação vídeos educacionais, palestras sobre os direitos da pessoa com deficiência e os desafios do serviço público em Pernambuco, debate sobre a Política Estadual da Pessoa com Deficiência, além de oficina de atendimento, apresentação de normas de acessibilidade entre outros assuntos.

A ação gratuita no Recife faz parte da Semana Estadual da Pessoa com Deficiência que ocorre de 21 a 28 de agosto em todo o Estado e conta com a parceria do Detran, da Compesa, do Banco Central e a da OAB. Além da capital pernambucana, no mês de setembro cinco outras cidades receberão as capacitações: Caruaru, Garanhuns, Arcoverde, Salgueiro e Petrolina. Todos os participantes da capacitação terão direito a certificados e a expectativa é que mais de 100 pessoas compareçam em cada encontro.



 https://www.facebook.com/sead.pe/photos/a.368609586488835.104205.359683127381481/937462529603535/?type=1&theater

SETEMBRO AZUL 2014 UNICAMP




http://www.fe.unicamp.br/setembro-azul/

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Sinais de que você precisa de aparelhos auditivos


Sinais de que você precisa de aparelhos auditivos

10358326

A TV começa a perfurar os ouvidos alheios
Acho que esse é o sinal mais gritante de todos. Você põe a TV num volume altíssimo e ainda assim acha baixo. O resto da família começa a surtar com o barulhão e te pede para diminuir mas, se fizer isso, você não ouve mesmo! Pode saber que até o vizinho de cima já está pensando em te aconselhar a fazer uma audiometria…
A sala de aula vira sala do pânico
Ouvir mal e precisar frequentar escola/faculdade não é para os fracos. Você começa a escolher um lugar estratégico para ter visão panorâmica da sala inteira e evitar passar pelo constrangimento de ver alguém berrando seu nome porque te chamou 5x e você não ouviu. Professores falando de costas = entendimento zero. Entender o que a turma do fundão diz? Nem pensar!
Você começa a cantar como a Solange do BBB
Quem lembra da Solange cantando tudo errado? Ouvir errado = cantar errado. E o mais engraçado é que depois, quando passamos a usar aparelho auditivo e a entender as coisas corretamente, nos damos por conta dos micos épicos que pagamos assim.
As pessoas comentam que você está berrando
E você prontamente responde: EU NÃO ESTOU BERRANDO NÃO. Aos berros, claro. O tom de voz de quem ouve mal é alto e incomoda aqueles que não têm deficiência auditiva. Portanto, se as pessoas próximas  e as nem tão próximas assim comentarem que você fala alto demais ou berra, já sabe. Sinal luminoso de alerta!
Ligações telefônicas viram tortura chinesa
Seu interlocutor pergunta ‘como vai’ e você responde que hoje é quarta-feira? Quem nunca… Quando temos perda auditiva falar ao telefone é um martírio pois não há nada mais desagradável do que pedir que a pessoa repita cem vezes o que disse – e ainda assim não entender!! Muitos pensam que ainda dão conta do recado mas não percebem que só falam ao telefone com a mãe, o pai, o marido; pessoas cujas vozes são muito fáceis de desvendar em função do convívio intenso.
Participar de conversas com várias pessoas é como estar perdido num aeroporto chinês
Quando fica difícil entender o que mais de uma pessoa diz numa conversa, sinal de alerta. A atitude de quem precisa de AASI’s numa situação dessas é ficar olhando para o chão, para o teto, mexendo no celular e se sentindo perdido num aeroporto chinês – o povo fala, fala, fala e você não entende bulhufas do que estão dizendo.
Repetidos momentos “Velha da Praça da Alegria”
Quem lembra daquela velhinha? Eu lembro como fica em pânico se assistir aquele programa porque me identificava demais com ela! Foram milhares de vezes em que estive em conversas nas quais me perguntavam “X” e eu respondia “Y” sem a menor cerimônia. Pior que isso só quando eu parava de prestar atenção em conversas com várias pessoas e de repente decidia voltar pro papo e soltava alguma frase e todos me olhavam e diziam: “Mas acabamos de falar isso”. Se você entende errado regularmente, tem algo errado aí.
As pessoas perguntam se você ouviu coisas que você não ouviu
“Você não ouviu baterem na porta?”, “Você não ouviu que eu te chamei?”, “Você não ouviu o alarme do carro?”, “Você não ouviu a porta bater?”, “Você não ouviu a campainha?”, “Você não ouviu o interfone?” – e por aí vai. E não, você não ouviu.
Os outros começam a perguntar se você é surdo
Quem ouve capta direitinho os ‘escorregões’ de quem não ouve. Quando um ouvinte percebe que a gente não ouve em diversas situações as antenas levantam. Se você desconfia que ouve mal e te fazem a temida pergunta ‘Você é surdo?’, melhor correr pro médico. Muitas pessoas gostam de se enganar dizendo-se desatentas ou distraídas. Mesmo o mais distraído dos ouvintes ouve quando lhe chamam ou entende o que lhe dizem.
Se você se identificou com algum ou alguns dos sinais, busque um otorrinolaringologista de confiança e faça uma audiometria. Tentar fingir que a sensação de isolamento trazida pela surdez não existe é uma das tarefas mais cansativas para quem não ouve ou ouve mal. Busque ajuda, busque qualidade de vida e vá ser feliz. ;) 

 http://cronicasdasurdez.com/sinais-de-que-voce-precisa-de-aparelhos-auditivos/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+CronicasSurdez+%28Cr%C3%B4nicas+da+Surdez%29

terça-feira, 19 de agosto de 2014

a palestra: "Acessibilidade Surda" - FENEIS - Federação Nacional de Educação e Integração dos Surdos RJ

A FENEIS - Federação Nacional de Educação e Integração dos Surdos convida a todos os interessados a comparecerem a palestra: "Acessibilidade Surda" que acontecerá no auditório da FIEC no dia 24 de setembro de 2014, das 14h - 18h. Esse evento faz parte da comemoração do Dia Nacional do Surdo que se comemora no dia 26 de setembro, abrindo as comemorações que se seguirão nos dias 25 e 26 de setembro(falta confirmar programação). Serão discutidos como se dá a acessibilidade para a pessoa surda em diversos âmbitos, seja na escola, postos de saúde, bancos e demais locais. As inscrições(somente para essa palestra) serão feitas através do email: feneis.ce@hotmail.com, contendo no mesmo o nome completo, endereço, bairro, cidade/estado, nível de escolaridade, instituição(se for o caso), e se você é surdo ou não. A capacidade de inscrições é de 130 pessoas e será fornecido um certificado aos participantes. Em breve maiores informações sobre a programação completa.

https://www.facebook.com/events/1458820221054306/?ref=6&ref_notif_type=plan_user_invited

sábado, 16 de agosto de 2014

WORKSHOP DE LIBRAS - GUARATINGUETÁ / SP



https://www.facebook.com/160399344148679/photos/a.218395168349096.1073741830.160399344148679/266877723500840/?type=1&theater

I EVANGESURDOS



Evangelização Discipuladora em Foco 
 




Um desafio Bíblico para um Novo Tempo
Divisa: 2 Timóteo 2.2

Investimento: R$ 30,00 (Kit promocional e participação das atividades).
Data: 27/09/2014
Horário:  8h30min às 20h30min
Local: Igreja Batista Missionária do Maracanã - Rua Visconde de Itamarati, 71 - Maracanã, Rio de Janeiro-RJ.

No mês de setembro, especificamente no dia 26 é comemorado o dia Nacional dos Surdos e queremos com o EVANGESURDOS levantar um clamor junto com as igrejas que desenvolvem o ministério com surdos e as que desejam envolver-se para que o evangelho chegue aos corações dos 9,6 mil surdos do nosso Brasil.


Objetivo

Levar até você a prática da evangelização discipuladora, que é parte da grande responsabilidade que temos com a Grande Comissão deixada pelo nosso Senhor Jesus a sua igreja. Levantar vocacionados para envolvimento com a população surda no Brasil e no Mundo. 

Temas das Plenárias

Evangelização Discipuladora - Wesley Moraes - JMN
Evangelização e Oração - Pr. Carlos Elias - PIB Campo Grande
Evangelização e Esporte - Pr. Maurício Martins - JMN

Workshops

Desafio Missionários com Surdos - JMN
Desafio Missionários com Surdos - JMM
Desafios para os Surdos - JBB/JBC
Desafio da Bíblia aos povos etnolinguistico - SBB

Seminário

Evangelização de Crianças Surdas 
Pequeno Grupo Multiplicador
Teatro

Teremos sala oração, stands e muito mais para você.  Venha levantar este Clamor pela Salvação dos Surdos conosco!


  1. Como chegar:

a) Trajeto I: Terminal Rodoviário Novo Rio a Cidade Nova - Ônibus: 358/364 (BRS 1,2,3)
Cidade Nova a Av. Maracanã - Ônibus: 324/326/328/329 - 35 min.

b) Trajeto II: Aeroporto Santos Dumont - Av. Maracanã - Ônibus: 238 (47 min)


c) Trajeto III: Aeroporto Galeão ao Campo São Cristóvão - Ônibus: 2018
Campo São Cristóvão a Rua São Francisco Xavier - Ônibus: 665

      2. Sugestão de Hospedagem:

a) Recanto da Vila Hostel: Telefones: 21-3029-7570/ 98466-4128/ 98504-9277/ 98194-5666
e-mail: recantodavilahostel@recantodavilahostel.com.br

 http://www.jmn.com.br/jmn/projeto.aspx?url=evangesurdos

LANÇAMENTO DO LIVRO "INCLUSÃO EDUCACIONAL DE ALUNOS COM SURDEZ"

Olá amigos, venho convidá-los para esse grande lançamento de mais um rico material voltado a surdez, publicado pela amiga Márcia Honora.
Leitura de qualidade!!!


 https://www.facebook.com/160399344148679/photos/a.160403200814960.1073741826.160399344148679/266900820165197/?type=1&theater

TJDFT realiza audiência com tradução em Libras para deficientes auditivos

A 3ª Vara de Fazenda Pública do DF realizou, nesta quarta-feira, 13/8, sua primeira audiência com tradução simultânea em Libras no TJDFT. O fato permitiu que todos os surdos e deficientes auditivos presentes pudessem entender todo o desenrolar do ato processual. Dois tradutores de Libras, da Secretaria de Justiça do DF, foram convocados para atuar durante a audiência, que foi conduzida pela juíza substituta Caroline Santos Lima. 
A audiência é decorrente da ação civil pública ajuizada pelo MPDFT no intuito de garantir a acessibilidade e a isonomia aos candidatos com deficiência auditiva que tenham a Língua Brasileira de Sinais-LIBRAS como primeira língua, no concurso para preenchimento do cargo de Professor de Educação Básica, da Carreira Magistério Público do Quadro de Pessoal do Distrito Federal.
Na ocasião estavam presentes vários deficientes auditivos, muitos que também participaram do concurso e têm interesse na questão. Para que todos pudessem assistir ao ato, foi necessário que a magistrada determinasse a realização da audiência no auditório do Fórum Desembargador Joaquim de Sousa Neto.
A iniciativa da Vara, que teve o apoio do Ministério Público do DF, foi de extrema importância para garantir a inclusão dos interessados em ato que diz respeito a seus direitos.  
Durante o ato foram ouvidos como testemunhas três candidatos ao concurso, todos deficientes auditivos.
Após a realização da audiência o processo foi encaminhado para Núcleo Permanente de Mediação e Conciliação do TJDFT para tentativa de acordo. 


primeira audiencia publico deficienteaudiencia traducao para deficientes 

http://www.tjdft.jus.br/institucional/imprensa/noticias/2014/agosto/realizada-primeira-audiencia-com-traducao-simultanea-para-publico-de-deficientes-auditivos

Setembro Azul 2014 - FLORIANÓPOLIS

Setembro Azul

A ASGF divulga a abertura de inscrições para os interessados em participar do SEMINÁRIO SETEMBRO AZUL FLORIANÓPOLIS 2014, que acontecerá na data de 26 de setembro de 2014, no Auditório do Tribunal Pleno, do Poder Judiciário do Estado de Santa Catarina, localizado Rua Dr. Álvaro Millen da Silveira, nº 208, Centro, Florianópolis, das 14h às 17h.
Este evento faz parte da programação do SETEMBRO AZUL, mês em que comemora-se o orgulho surdo e as conquistas realizadas na busca da efetivação de direitos.
A PROGRAMAÇÃO SERÁ DIVULGADA EM BREVE, lembrando que o principal objetivo deste seminário é proporcionar e estimular o protagonismo da pessoa surda, contando para isso com a participação de palestrantes reconhecidos por sua luta e participação na Comunidade Surda.

Inscrições em: https://docs.google.com/forms/d/15SWlI6GJDy9z5ScZGzRvHaUmIWsWxdTE9dI6w0CL_Og/viewform



http://www.asgfsurdos.org.br/?p=221

Falk Moreira é o primeiro aluno com surdez da área de educação a buscar o título de mestre no DF. E ele defende didática inclusiva.

Surdo, professor defende didática inclusiva em dissertação de mestrado Falk Moreira é o primeiro aluno com surdez da área de educação a buscar o título de mestre no DF. Ele ensina a Língua Brasileira de Sinais a alunos ouvintes
Com nome de ator americano, Peter Falk Moreira já ensinou a pelo menos 6 mil estudantes o universo de Libras (Antonio Cunha/CB/D.A Press)
Com nome de ator americano, Peter Falk Moreira já ensinou a pelo menos 6 mil estudantes o universo de Libras

Nas mãos de Falk Moreira, 39 anos, a dificuldade primordial se torna inspiração para o trabalho de uma vida. Surdo, o professor com nome de ator — o americano Peter Falk, cego de um olho — ensina a Língua Brasileira de Sinais (Libras) a alunos ouvintes e lança para longe as barreiras da comunicação. O mais recente gesto da luta pela igualdade de direitos é feito, hoje, quando ele defende a dissertação de mestrado em educação, pela Universidade Católica de Brasília (UCB). No DF, Falk é o primeiro aluno surdo da área a tentar o título de mestre e pretende, com o projeto, mostrar que basta uma oportunidade para que profissionais como ele mostrem a capacidade que têm.

Nascido em uma família de ouvintes, Falk desenvolveu surdez bilateral profunda quando tinha um ano e sete meses. A meningite que consumiu seu aparelho auditivo não foi capaz de calar sua força de vontade. Estudante em um período em que as famílias eram orientadas a não ensinar Libras aos filhos surdos, ele encarou a escola regular e as aulas ministradas por meio da fala. Ele fazia leitura labial e pedia para que os colegas emprestassem os cadernos para que ele completasse as lacunas deixadas pela educação vocalizada. "Era muito difícil porque eu tinha que ler o que o professor dizia e não conseguia copiar. Ou copiava e perdia o que ele estava explicando", lembra. Falk concluiu o ensino técnico em contabilidade, com menção honrosa. Os obstáculos da aprendizagem, ao longo de toda a vida o incentivaram, anos mais tarde, a estudar pedagogia e a desenvolver a didática que aplica em sala de aula, desde 2008, quando entrou na UCB.

A dissertação que produziu investiga as aplicações e os efeitos das políticas públicas de inclusão e o cotidiano de cinco professores surdos na educação superior. São histórias de enfrentamento do preconceito, da subvalorização profissional e pessoal. Ele também questiona o modelo neoliberal nesse processo e batalha pelo respeito e pela noção de cidadania que os docentes têm direito. Dito de forma menos técnica, o objetivo de Falk é incentivar o conhecimento e afirmar, categoricamente, que as adaptações para garantir a acessibilidade são necessárias e possíveis. "Quero que os surdos se sintam estimulados a estudar. Minha proposta mostra que somos viáveis, que somos capazes. Basta dar uma brecha para que a gente escancare tudo", define. Ele compõe um grupo que soma cerca de 50 mil pessoas deficientes auditivas, somente no DF, e que são silenciadas pela falta de acessibilidade em todos os setores.
 
 http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/cidades/2014/08/15/interna_cidadesdf,442442/surdo-professor-defende-didatica-inclusiva-em-dissertacao-de-mestrado.shtml

IV SEMINÁRIO DE DIVERSIDADES BILÍNGUE - GOVERNADOR VALADARES / MG


sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Acampamento Mundial de Jovens Surdos - ISTANBUL

Acampamento Mundial de Jovens Surdos - 18 a 30 anos
Quando: 18 a 25 de Julho de 2015
Local: Ciroz Summer Kamp, Florya-İstanbul
Mais informação, clique o link abaixo.
Preparem!
Em breve, CNJS dar mais informação.
 
XVII World Congress of the World Federation of the Deaf İstanbul 2015
www.wfdcongress2015.org

Circuito Nacional de Tênis de Mesa de Surdos e as Competições Nacionais de Dominó e Xadrez de Surdos - RECIFE



Competições nacionais de tênis de mesa, dominó e xadrez de surdos serão realizados no Recife
Estão abertas até o dia 31 de agosto as inscrições para o Circuito Nacional de Tênis de Mesa de Surdos e as Competições Nacionais de Dominó e Xadrez de Surdos que ocorrerão no próximo dia 13 de setembro. Os eventos esportivos são promovidos pela Federação Pernambucana Desportiva de Surdos (FPEDS), e serão realizadas no Instituto Federal de Pernambuco (IFPE).
Podem participar das disputas os atletas das Associações/Federações filiadas à Confederação Brasileira de Desporto de Surdos (CBDS), nas modalidades de Dominó (dupla), Tênis de Mesa (individual) e Xadrez. Os interessados precisam ter perda auditiva nos dois ouvidos, superior de 55 decibéis e ser convocados pela Federação, entre outros requisitos.
Mais informações sobre as competições podem ser obtidas no site da FPEDS http://www.fpeds.org.br ou pelo email: esportes@fpeds.org.br

 https://www.facebook.com/sead.pe/photos/a.368609586488835.104205.359683127381481/932786626737792/?type=1&theater