RYBENINHA

RYBENINHA
SINAL: BEM -VINDOS

DÊ-ME TUA MÃO QUE TE DIREI QUEM ÉS



“Em minha silenciosa escuridão,
Mais claro que o ofuscante sol,
Está tudo que desejarias ocultar de mim.
Mais que palavras,
Tuas mãos me contam tudo que recusavas dizer.
Frementes de ansiedade ou trêmulas de fúria,
Verdadeira amizade ou mentira,
Tudo se revela ao toque de uma mão:
Quem é estranho,
Quem é amigo...
Tudo vejo em minha silenciosa escuridão.
Dê-me tua mão que te direi quem és."


Natacha (vide documentário Borboletas de Zagorski)


SINAL DE "Libras"

SINAL DE "Libras"
"VOCÊ PRECISA SER PARTICIPANTE DESTE MUNDO ONDE MÃOS FALAM E OLHOS ESCUTAM, ONDE O CORPO DÁ A NOTA E O RÍTMO. É UM MUNDO ESPECIAL PARA PESSOAS ESPECIAIS..."

LIBRAS

LIBRAS
" A Língua de Sinais é, nas mãos de seus mestres, uma linguagem das mais belas e expressivas, para a qual, no contato entre si é como um meio de alcançar de forma fácil e rápida a mente do surdo, nem a natureza nem a arte proporcionaram um substituto satisfatório." J. Schuyler Long

LIBRAS

LIBRAS
"Se o lugar não está pronto para receber todas as pessoas, então o lugar é deficiente" - Thaís Frota

LIBRAS

LIBRAS
Aprender Libras é respirar a vida por outros ângulos, na voz do silêncio, no turbilhão das águas, no brilho do olhar. Aprender Libras é aprender a falar de longe ou tão de perto que apenas o toque resolve todas as aflições do viver, diante de todos os desafios audíveis. Nem tão poético, nem tão fulgaz.... apenas um Ser livre de preconceitos e voluntário da harmonia do bem viver.” Luiz Albérico B. Falcão

PEDAGOGIA SURDA

PEDAGOGIA SURDA
PROFESSOR BILÍNGUE

QUANDO EU ACEITO A LÍNGUA DE SINAIS

QUANDO EU ACEITO A LÍNGUA DE SINAIS
“ A língua de sinais anula a deficiência e permite que os surdos constituam, então, uma comunidade lingüística minoritária diferente e não um desvio da normalidade”. Skliar

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Curso Básico de Libras - Níveis I, II e III - UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL

Curso Básico de Libras - Níveis I, II e III

Objetivos

Proporcionar aos alunos o conhecimento de uma nova língua natural de modalidade gestual.
Gerar competências comunicativas que valorizam a educação e a cultura da comunidade surda.

Público-Alvo

Professores, funcionários, acadêmicos e demais interessados.

Programa

Exame de Nivelamento

Os candidatos que já possuem conhecimentos prévios em Libras poderão realizar um exame de nivelamento, o que lhes possibilitará ingressar em um nível de estudo compatível com seus conhecimentos.
Para agendar um exame de nivelamento, o candidato deverá verificar as datas disponíveis e entrar em contato com o programa através do e-mail libras@ucs.br

Carga Horária

180 horas
No decorrer do curso de libras o professor ministrante poderá incluir algumas atividades de integração com a comunidade surda aos sábados à tarde.

Vagas

20
O curso poderá ser aproveitado como atividade complementar, disciplina eletiva e/ou da disciplina de libras da grade curricular do curso de graduação, desde que esteja de acordo com o colegiado do curso, conforme o artigo 1º - da normativa 02-2009 que instrui que [a] disciplina de Língua Brasileira de Sinais, inserida nos cursos de graduação da UCS como disciplina obrigatória para os cursos de formação de professores ou como disciplina eletiva para os demais cursos de Graduação e Sequenciais, poderá aproveitar conteúdo e carga horária realizados em cursos de LIBRAS em nível de extensão realizados nesta ou em qualquer outra Instituição de Ensino Superior.
As aulas seguirão conforme com o calendário acadêmico da Universidade de Caxias do Sul. Mantenha seu contato através do e-mail: libras@ucs.br
Venha curtir o Programa de Libras e Adicione a Fan Page do Programa de Libras e receba as informações mensalmente

Cidade Universitária - Caxias do Sul


De 11 de março de 2013 a 14 de julho de 2014 - segundas-feiras
As inscrições deverão ser feitas pela Internet até o dia 4 de março de 2012.

FONTE:
 http://www.ucs.br/site/libras/cursos/curso-basico-de-libras/

UFPB - Edital Nº 02/2013 – Seleção para Tutor Intérprete a Distância do Curso de Licenciatura em Letras/LIBRAS a Distância

 

 Edital Nº 02/2013 – Seleção para Tutor Intérprete a Distância do Curso de Licenciatura em Letras/LIBRAS a Distância

Publicado em 16/01/2013 às 13:00h A Coordenação do Curso de Licenciatura em Letras/LIBRAS Virtual torna público que, no período de 17 a 25 de janeiro de 2013, estarão abertas as inscrições para o Processo Seletivo de Tutor Presencial para a contratação de 11 (onze), sendo 02 (dois) para cadastro reserva, Tutores Intérpretes a Distância, para o Curso de Licenciatura em Letras/LIBRAS, no âmbito do Sistema Universidade Aberta do Brasil – UAB / UFPB Virtual, para regime de vinte horas semanais.
Para acessar o edital completo, CLIQUE AQUI
http://portal.virtual.ufpb.br/wordpress/2013/01/edital-n%C2%BA-022013-selecao-para-tutor-interprete-a-distancia-do-curso-de-licenciatura-em-letraslibras-a-distancia/

GOVERNO DO PIAUÍ abre processo seletivo para intérpretes e instrutores de Libras


18/01/2013 18:35

GOVERNO DO  PIAUÍ abre processo seletivo para intérpretes e instrutores de Libras

As vagas são para desenvolver atividades no Centro de Capacitação de Profissionais da Educação e Atendimento às Pessoas com Surdez(Cas)

Ascom Seduc
A Secretaria de Estado da Educação e Cultura (Seduc) abre inscrições para o processo seletivo simplificado para a contratação temporária de Instrutor e Intérprete da Língua Brasileira de Sinais (Libras), para desenvolver as suas atividades no Centro de Capacitação de Profissionais da Educação e Atendimento às Pessoas com Surdez (Cas), Centro de Estimulação para Crianças com Deficiência Sensorial (Auditiva e Visual) Mauro César Evaristo (Ces) e Unidades Escolares Públicas Estaduais.

As inscrições serão realizadas via on-line no período de 08 horas do dia 17/01/2013 até as 23:59:59 horas do dia 30/01/2013 na página eletrônica da Seduc através do endereço http://aplicacao.seduc.pi.gov.br/concursos/, sendo obrigatório o envio, via Sedex, até as 12:00 horas do dia 31/01/2013, para a Gerência de Educação Especial - GEE - Avenida Pedro Freitas s/n - Bairro São Pedro - Centro Administrativo CEP: 64018-900 - Teresina - Piauí, dos seguintes documentos:
a) O formulário de inscrição impresso, devidamente preenchido e assinado;
b) Cópias autenticadas em cartório do RG e CPF ou CNH;
c) Curriculum vitae comprovado e autenticado em cartório;
d) Comprovar a titulação exigida para o cargo, conforme Anexo I;
e) Comprovante original da taxa de inscrição no valor de R$ 40,00 (quarenta reais) para os candidatos inscritos para o cargo de Intérprete e Instrutor de Libras (Nível Superior); R$ 30,00 (trinta reais) para o cargo de Instrutor e Intérprete de Libras (Nível Médio), que deverá ser paga no Banco do Brasil, Setor Público, agência 3791-5, conta 5149-7.

Os requisitos para participação do teste seletivo, bem como as atribuições dos cargos e informações sobre o processo seletivo e as provas estão disponíveis no edital.

FONTE:
 http://www.piaui.pi.gov.br/noticias/index/id/7977

CEMESPI - A história dos surdos em peça teatral.

Cargo de Tradutor e Intérprete de Linguagem de Sinais (LIBRAS). Inscrições de 19/01/2013 a 07/02/2013.

Cargo de Tradutor e Intérprete de Linguagem de Sinais (LIBRAS). Inscrições de 19/01/2013 a 07/02/2013.
O que
  • Concurso Público
Quando 19/01/2013 08:00 até
07/02/2013 20:00
EDITAL:
http://www.utfpr.edu.br/concursos/campi/multi/arquivos/Edital_003_2013_CPCP_Abertura.pdf

Conheça a história de Marlee Matlin: o sucesso de uma atriz surda

Marlee Matlin na calçada da fama em Hollywood


Marlee Beth Matlin (Morton Grove, Illinois, 24 de agosto de 1965) é um
atriz norte-americana surda vencedora do Oscar.
Matlin perdeu a audição quando ainda era bebê (aos 18 meses de vida)
 devida à doença exantema súbito (Roseola infantum). Ela perdeu
 primeiro a audição do ouvido direito e 80% do ouvido esquerdo.
Ela fez seu primeiro trabalho quando possuía sete anos, como Dorothy
numa versão para o teatro da peça O maravilhoso mágico de Oz e
continuou a aparecer no mesmo grupo de teatro.
Seu primeiro trabalho no cinema foi em 1986 no filme “Children of a
 Lesser God” – Os Flhos do Silêncio – pelo qual ganhou o globo de
ouro de melhor atriz dramática e o Oscar de melhor atriz (aos 20 anos
, a mais jovem a ganhar o prêmio), ao contracenar com o seu marido na
época, o ator William Hurt.
Trabalhou também em séries de televisão como, Reasonable Doubts
(1991 – 1993) e pelo qual foi indicada ao Emmy Award, Picket
Fences. Ela trabalhou regularmente na série durante a última temporada.
Ela trabalhou também em The West Wing e Blue’s Clues. Outros
trabalhos na televisão incluem: Seinfeld, Desperate Housewives, e
 Law & Order: Special Victims Unit. Foi indicada para o
Primetime Emmy Award no ano de 2004.
Marlee trabalh também com várias organizações não-governamentais
, incluindo: Children Affected by AIDS Foundation, Elizabeth
Glaser Pediatric AIDS Foundation, Starlight Children’s Foundation
e também a cruz vermelha.
Matlin casou com o oficial Kevin Grandalski em 29 de agosto de 1993.
 Eles tem 4 filhos: Sarah Rose, Brandon, Tyler, e Isabella Jane.
Em 2002, publicou seu primeiro romance, Deaf Child Crossing.
Em 2004, ela estrelou o controverso filme “What the Bleep Do We Know”
 – Quem somos nós? -como Amanda. Em 2008 trabalhou no filme 
Sweet Nothing in My Ear.
Trabalhou na série americana The L Word e interpreta uma
 contraditória artista plástica chamada Jodi. Sua personagem se
 relaciona com Bette (Jennifer Beals), decana da universidade
onde ela trabalha. Matlin entrou na quarta temporada da série.
Atualmente interpreta surda Melody Bledsoe na série americana
Switched at Birth, que é mãe de Emmett Bledsoe (Sean Berdy),
 que também é surdo.
Fonte: Wikipédia
Marlee Matlin numa cena do filme "Os filhos do silêncio"
Marlee Matlin numa cena do filme "Os filhos do silêncio"
Marlee Matlin no filme "Sweet Nothing in My Ear"
Marlee Matlin no filme "Sweet Nothing in My Ear" (Foto: Eric Heinla/HHF. ©2008 Hallmark Hall of Fame. All Rights Reserved)
Marlee e sua família (o marido Kevin Grandalsk e os filhos Sarah Rose, Brandon, Tyler, e Isabella Jane)
Marlee e sua família (o marido Kevin Grandalsk e os filhos Sarah Rose, Brandon, Tyler, e Isabella Jane)
Marlee e sua filha Isabelle
Marlee e sua filha Isabelle (Photo by Alberto E. Rodriguez for Getty Images)




Marlee em um dos episódios do seriado americano “Desesperate Housewives”.

EDUCAÇÃO MELHOR PARA O SURDO!


CURSO DE LIBRAS - RN


sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

XI Congresso Internacional da ABRAPT e V CONGRESSO INTERNACIONAL DE TRADUTORES

XI Congresso Internacional da ABRAPT e V CONGRESSO INTERNACIONAL DE TRADUTORES acontecerá de 23 a 26 de setembro de 2013 na UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), em Florianópolis.



A chamada deste congresso está dirigida à comunidade acadêmica: professores universitários, alunos de pós-graduação, bem como aos especialistas e profissionais da área, que desenvolvam pesquisas no campo da tradução.


Dentre os  Simpósios propostos, há três sobre Língua de Sinais:


LÍNGUAS DE SINAIS NO EIXO DAS PESQUISAS EM TRADUÇÃO/ INTERPRETAÇÃO.

As pesquisas no campo dos ETILS (Estudos da tradução e interpretação das línguas de sinais) têm crescido vertiginosamente nas últimas décadas. A atividade da tradução e da interpretação no domínio das línguas sinalizadas está concorrendo, em ampla distribuição, com a atividade tradutória relacionada às línguas orais. Na medida em que essas línguas são incorporadas em larga escala às formas de comunicação existentes, às estruturas de interpretação em eventos e à crescente inclusão do sujeito surdo nas esferas sociais de participação. Fica claro, no entanto, que, dentro das pesquisas historicamente relacionadas a esta temática as línguas orais apresentam um esteio teórico muito mais estruturado em relação às línguas de sinais. As pesquisas em TILS no Brasil e no mundo, se tornam gradativamente alvo de pesquisadores da tradução que incorporam em seus textos, além de uma reflexão teórica sobre a tradução em si, também, uma produção que subjaz a prática tradutório-interpretativa, sejam estas relacionadas aos contextos inter ou intraculturais, como são os casos da tradução envolvendo línguas de sinais, somente, ou línguas de sinais e línguas orais num mesmo ambiente. A proposta que lançamos neste simpósio está baseada nas seguintes alíneas: a) Abrir espaço para uma reflexão sobre a atividade do surdo enquanto tradutor e intérprete das línguas de sinais e sua contribuição no desenvolvimento de práticas de resignificação/aproximação das formas nativas das línguas de sinais; b) Evidenciar as questões teóricas relacionas a prática da tradução e interpretação no que tange às relações de (des)afinidade das línguas orais e sinalizadas; c) Dialogar sobre os mais diferentes contextos no quais se podem instalar uma estrutura de tradução de/para línguas sinalizadas e outras questões relacionadas ao campo dos ETILS no geral. É na atividade da tradução que o profissional tradutor, possuidor do jogo de ferramentas denominado língua, monta-a, desmonta-a e remonta-nos a atividades da própria língua. Para os ETILS, a proposta reside numa perspectiva que vai além das trocas simbólicas e/ou materiais, realizadas substancialmente na tradução. Contudo, para o TILS (tradutor-intérprete de línguas de sinais) está a tarefa de conduzir dois sistemas semióticos de bases isoladas, emitindo ou destinando a informação em formas convergentes. Somente uma reflexão sobre a prática através das pesquisas feitas neste campo fornecerá cada vez mais subsídios por uma estruturação completa da atividade tradutória com/envolvendo línguas sinalizadas.

Coordenadores: Anderson Almeida da Silva (UFPI) e Ângela Russo (IPA – Centro Universitário Metodista)

E-mails: andersonalmeida@ufpi.edu.br, alegnaossur@yahoo.com.br

Línguas aceitas para as comunicações neste Simpósio: LIBRAS, Português, Inglês ou Sinais Internacionais.


xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx


O CARÁTER DINÂMICO E TRANSDISCIPLINAR DAS PESQUISAS EM TILS

As pesquisas na área de Tradução e Interpretação de Língua de Sinais (TILS) iniciaram na área da Educação e, atualmente, fazem parte dos Estudos da Tradução, enfatizando principalmente os processos interlinguísticos e intersemióticos nas modalidades visual-espacial e oral-auditiva de linguagem. Ou seja, as pesquisas em TILS estabelecem, por sua origem e natureza, diálogos transdisciplinares, pois acontecem em interface com a Linguística, a Antropologia, a Neurologia, a Sociologia, por exemplo. Assim, a proposta deste GT é a de que diferentes agentes das investigações em TILS tenham um espaço de inserção acadêmica para indagações inovadoras nessa área, de modo a contribuírem com os Estudos da Tradução. Dessa maneira, o simpósio está aberto a propostas que investiguem a atuação de tradutores intérpretes, processos tradutórios, formação de glossários, análises comparativas de aspectos textuais e discursivos entre LF e LM, entre outros.

Coordenadores: Ronice Müller de Quadros (UFSC) e Rossana Finau (Universidade Tecnológica Federal do Paraná)

E-mails: ronice.quadros@ufsc.br, rafinau@gmail.com

Línguas aceitas para as comunicações neste Simpósio: Português, Libras.

 xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx 

TRADUÇÃO AUDIOVISUAL E ACESSIBILIDADE

A partir do ano 2000, a Tradução Audiovisual ganhou ainda maior projeção através das novas normas de acessibilidade nos meios de comunicação que passaram a ser discutidas em nível global. Este simpósio tem como objetivo atrair pesquisadores e profissionais interessados pela discussão sobre as modalidades de tradução audiovisual voltadas para a acessibilidade de pessoas com deficiência sensorial (cegas e surdas) e intelectual (ex. Síndrome de Down) aos meios audiovisuais, tais como: a legendagem para surdos e ensurdecidos (LSE), a dublagem, o voice-over e a audiodescrição (AD). Nesse sentido, o simpósio proposto pretende constituir-se em um fórum de apresentação/discussão para profissionais da área (legendistas, audiodescritores, tradutores, diretores de dublagem, distribuidores, etc), bem como para pesquisadores de outras áreas que possuam interface com este objeto de análise, tais como Estudos Fílmicos, Linguística de Corpus, Multimodalidade, Estudos Processuais da Tradução, Interpretação de Sinais e Tecnologias Assistivas.

Coordenadores: Eliana Paes Cardoso Franco (UFBA) e Vera Lúcia Santiago Araújo (UECE)

E-mails: elianapcfranco@gmail.com, verainnerlight@uol.com.br

Línguas aceitas para as comunicações neste Simpósio: Português, inglês, libras.


xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Enviem o resumo da sua proposta de comunicação para os coordenadores do simpósio que escolheu até 28 de fevereiro de 2013
 http://interpretaremlibras.blogspot.com.br/

Curso de Capacitação em Libras - LibrasHORIZON

Curso de Capacitação em Libras - LibrasHORIZON
MATRÍCULAS ABERTAS!
(31)3421-2499 - libras@grupohorizon.com.br
 

UNIDADES:
Belo Horizonte: Av. Pres. Carlos Luz, 535, Caiçara (No Instituto Sagrada Família)
Contagem: Rua Riso do Prado, 198, Jardim Eldorado
(Na ASC-Associação dos Surdos de Contagem, atrás da Faculdade SENAC).


http://parasurdos.blogspot.com.br/2013/01/curso-de-capacitacao-em-libras.html

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

A deficiência auditiva e os nossos novos relacionamentos

A deficiência auditiva e os nossos novos relacionamentos

Esses dias troquei uns emails com uma leitora das antigas que eu admiro muito. Um dos tópicos da nossa conversa foram os relacionamentos – em especial, logicamente, os amorosos. Aí acabei matutando sobre esse assunto, e vi que dá pra entender porque tantas pessoas que não escutam preferem muitas vezes se fechar num grupinho de pessoas com as quais se sentem confortáveis e não sair mais dali. Sim, é confortável, tranquilo e não causa stress. Só que, cá entre nós, qual é a graça? A gente fala tanto em diferença e na hora do pegapacapá acha melhor ficar entre iguais?
A cada relacionamento que chega ao fim (fazer o que, né!) nos deparamos novamente com aquela missão um pouquinho desagradável, que é contar para uma pessoa nova sobre nossa deficiência auditiva e suas peculiaridades. No meu caso, em 100% das vezes foram pessoas que ouviam normalmente – nunca me relacionei com alguém que tivesse o mesmo problema. Embora pareça uma baita bobagem, é difícil não bater um receio. “Vai entender numa boa?”, “Vai sair correndo?”, “Vai saber lidar com isso?”, ”Vai ter paciência”?, “Vai me olhar como se eu fosse um alien?”, “Vai ficar constrangido?”…São as perguntas clássicas que ficam passando pela nossa cabeça.
Comigo já aconteceu cada uma! Lembro de uma vez – já devo até ter contado aqui – em que um carinha pediu meu telefone. Quando dei o número pedi que só me mandasse SMS, não ligasse. Aí tive que ouvir um discurso da criatura, que me acusou de ser casada (pode???) e estar falando pra ele mandar SMS só pro meu ‘marido’ não saber. Só Jesus na causa, como diria aquela personagem da novela das 8. Outra vez, quando contei que não ouvia bem, a criatura em questão ficou uns 10 minutos tipo “ahhh não mente”, “ahhh fala sério”, até acreditar. Peloamor!!! Enche o saco, mas acontece e muito.
Porque é que temos tanto receio, afinal? No meu caso, demoro pra decidir se uma pessoa nova merece ou não merece saber demais sobre a minha vida nesse quesito. O que é que um namorado novo precisa ter para lidar numa boa com a deficiência auditiva? Paciência. Sejamos honestos, é preciso uma dose enorme de paciência para se relacionar com alguém que não ouve bem. Isso envolve repetir algumas coisas quando for necessário (sem fazer cara de bunda e sem reclamar, rsrsrs), aprender truques básicos como não querer bater papo no escuro, aprender o mínimo aceitável de leitura labial (se virar expert eu me apaixono e caso! hahaha) e, porque não, ajudar a transformar esse peso em leveza. A surdez me lembra o título daquele livro famoso, “A insustentável leveza do ser“, cuja principal lição é a de que devemos aprender a transformar o peso da vida em leveza. E não é isso que fazemos todo santo dia ao reunir forças para não nos estressarmos (tanto!) com o fato de que não ouvimos perfeitamente? Que delícia quando conseguimos encontrar alguém que nos ajuda com isso.
É primordial que a gente se sinta confortável e 0% constrangido com tudo o que disser respeito à DA quando nos relacionamos com alguém. Já recebi centenas emails de leitores do Crônicas reclamando do comportamento de namorados(as), maridos e esposas. Eu jamais conseguiria me relacionar com uma pessoa que me fizesse sentir mal ou envergonhada/sem graça em função disso – cairia fora no ato. Há quem consiga, mas, honestamente, acho isso uma tremenda falta de amor próprio e um desperdício de tempo.

 http://cronicasdasurdez.com/

SEM LIBRAS!


DECRETO 5.626/05 - ART. 14


domingo, 13 de janeiro de 2013

UFSCar tem inscrições abertas para curso de libras em São Carlos, SP

27/12/2012 14h43 - Atualizado em 27/12/2012 14h43

Interessados devem se inscrever até 17 de janeiro; vagas são limitadas.
O curso terá início no dia 22 de janeiro e deve seguir até maio de 2013.

A Universidade de São Carlos (UFSCar) está com inscrições até o dia 17 de janeiro para o módulo introdutório do curso do Programa de Ensino de Língua Brasileira de Sinais Libras. O curso é voltado para professores das redes municipais de ensino, profissionais em geral, familiares de pessoas surdas, toda comunidade acadêmica, e outros interessados em contribuir para a inclusão social de pessoas com deficiência auditiva.
As aulas serão ministradas por doutorandos do Programa de Pós-Graduação em Educação Especial (PPGEEs) da UFSCar, alguns ouvintes e outros surdos, todos com proficiência em Libras.
O curso, que tem início no dia 22 de janeiro e deve seguir até maio de 2013, acontecerá sempre às terças-feiras, das 19h às 22h. O valor do curso é de quatro parcelas de R$ 90 e as vagas são limitadas. Mais informações pelo e-mail ufscar.libras@gmail.com.
Para ler mais notícias do G1 São Carlos e Araraquara, clique em g1.globo.com/sao-carlos-regiao. Siga também o G1 São Carlos e Araraquara no Twitter e por RSS.

 Campus da UFSCar em São Carlos (Foto: Divulgação) 
Campus da UFSCar em São Carlos oferece curso
de libras (Foto: Divulgação)
http://g1.globo.com/sp/sao-carlos-regiao/noticia/2012/12/ufscar-tem-inscricoes-abertas-para-curso-de-libras-em-sao-carlos-sp.html

Ísis é proibida pela produção do reality "A Fazenda" de ensinar libras para Angelis


Ísis é proibida pela produção do reality "A Fazenda" de ensinar libras para AngelisAngelis treina libras

  • Angelis treina libras
    Do UOL, em São Paulo
    Angelis estava empenhada em aprender libras. O ensinamento estava sendo passado por Ísis. A assessora de imprensa cantava o "Abecedário de Xuxa", enquanto fazia os sinais com as mãos.
    A brincadeira durou pouco. As peoas receberam orientação vinda da produção para pararem com a ação.
    "Ah, a gente estava fazendo antes, mas agora eles mandaram parar", lamentou Angelis.

    Fonte: http://televisao.uol.com.br/fazenda-de-verao/noticias/redacao/2012/12/29/isis-e-proibida-pela-producao-do-reality-de-ensinar-libras-para-angelis.htm

Ucranianos desenvolvem par de luvas que converte língua de sinais em voz



Instigados por uma competição internacional de tecnologia, quatro jovens ucranianos desenvolveram um par de luvas capaz de traduzir a linguagem de sinais utilizada por pessoas com deficiência auditiva e de fala para todos os que não estão familiarizados com esse sistema de comunicação.

Enable Talke, nome dado ao sistema, consiste em um dispositivo eletrônico que, acoplado a um par de luvas, reconhece os sinais do usuário, transmitindo as informações a umsmartphone por sistema de Bluetooth. No dispositivo móvel, um aplicativo converte a informação enviada pelas luvas em um som correspondente.
O protótipo do Enable Talke venceu a categoria projeto de software da Microsoft Imagine Cup 2012. Com produção orçada em US$ 150 por equipamento, os jovens ucranianos buscam, agora, investimentos. A proposta é aplicar recursos no desenvolvimento de alternativas para baratear os custos do produto para algo em torno de US$ 75.
Click no link abaixo e veja o vídeo!
http://pme.estadao.com.br/noticias/noticias,ucranianos-desenvolvem-par-de-luvas-que-converte-linguagem-de-sinais-em-voz,2486,0.htm
 
 
 http://valpimentinha.blogspot.com.br/

sábado, 12 de janeiro de 2013

PREPARATÓRIO PROLIBRAS 2012 - FENEIS - BH - MG


1ª SEMANA CULTURAL DE FÉRIAS - FENEIS - BH - MG


CURSO BÁSICO DE LIBRAS - FENEIS - BH - MG


sinal de FÉRIAS


QUE SINAL É ESTE? PARTICIPE!


QUE SINAL É ESTE?


OFICINA INTERMEDIÁRIA PARA O TRABALHO COM SURDOS


Queremos leganda no BB13! Porque os surdos tem direitos!!!

OFICINA DE TEATRO PARA SURDOS - RJ


Glucotrin - Legendado (Português BR)


As vezes, por conta de sinais errados, podemos criar uma grande confusão! Assista a esse engraçado comercial argentino de um remédio contra artrose!kkkk

Propaganda Johnsonville - Legendado (Português BR)

QUEREMOS LEGENDAS NOS FILMES NACIONAIS


QUAL SEU CONSELHO?Na sua opinião, o que esta pessoa pode fazer para aprender Libras?

Na sua opinião,  o que esta pessoa pode fazer para aprender Libras?

1- Fazer curso de Libras
2- Fazer curso de Libras em particular
3- Aprender Libras de contato com surdos
4- Fazer curso de Libras EaD (Ensino à Distância)


Acrescente seu conselho à lista!

LIBRAS PARA QUE TE QUERO?


2º ENCONTRO DE FAMÍLIAS E AMIGOS BILÍNGUES DE MATO GROSSO DO SUL


CURSO DE LIBRAS


sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Rybená










Pessoal,

Não esqueçam...
  
O Rybená está em pleno fincionamento em nosso Blog!!!!



 Rybená é uma tecnologia 100% nacional, registrada no INPI, com patentes requeridas no Brasil e nos Estados Unidos, desenvolvida para permitir a comunicação em LIBRAS.

O funcionamento básico consiste em traduzir textos em português para LIBRAS.
 Rybená não é um dicionário de palavras. Ela analisa o contexto da frase e faz a tradução correta para a Língua Brasileira de Sinais, oferecendo ao surdo um entendimento claro da mensagem que se quer passar. 

E em breve...


LIBRAS em Sala de Aula

O projeto consiste na construção de um dispositivo eletrônico computadorizado que captará a voz do professor por intermédio de um microfone simples e converterá para texto, que, por sua vez, será traduzido para LIBRAS e apresentado numa tela, através de imagens animadas.
VOZ ==> TEXTO ==> LIBRAS
O projeto envolverá três grandes áreas do conhecimento, que serão integradas para resolver o problema em questão:
• Área 1: Reconhecimento de voz, envolvendo o levantamento e absorção do estado-da-prática concernente, notadamente aquelas disponíveis como software livre;
• Área 2: Linguística aplicada à tradução de português para LIBRAS;
• Área 3: Design para apresentação da LIBRAS em animação através de computação gráfica.


Continuo muito feliz e honrada por ter ganhado o Rybená. Quem foi meu aluno pode conhecê-lo e usá-lo, e quem será também terá este privilégio. 

Como o tutorial postado acima demonstra, com este recurso maravilhoso, vocês poderão  selecionar com o mouse qualquer parte do texto do BLOG e ver a tradução em LIBRAS por intermédio de um simpático desenho animado (clicando no desenho da mãozinha) ou ouvir a tradução (se clicar no desenho da boquinha).

Façam o teste!

 Agora!

Para quem quiser obter o software Rybená, entre no novo site da empresa: