RYBENINHA

RYBENINHA
SINAL: BEM -VINDOS

DÊ-ME TUA MÃO QUE TE DIREI QUEM ÉS



“Em minha silenciosa escuridão,
Mais claro que o ofuscante sol,
Está tudo que desejarias ocultar de mim.
Mais que palavras,
Tuas mãos me contam tudo que recusavas dizer.
Frementes de ansiedade ou trêmulas de fúria,
Verdadeira amizade ou mentira,
Tudo se revela ao toque de uma mão:
Quem é estranho,
Quem é amigo...
Tudo vejo em minha silenciosa escuridão.
Dê-me tua mão que te direi quem és."


Natacha (vide documentário Borboletas de Zagorski)


SINAL DE "Libras"

SINAL DE "Libras"
"VOCÊ PRECISA SER PARTICIPANTE DESTE MUNDO ONDE MÃOS FALAM E OLHOS ESCUTAM, ONDE O CORPO DÁ A NOTA E O RÍTMO. É UM MUNDO ESPECIAL PARA PESSOAS ESPECIAIS..."

LIBRAS

LIBRAS
" A Língua de Sinais é, nas mãos de seus mestres, uma linguagem das mais belas e expressivas, para a qual, no contato entre si é como um meio de alcançar de forma fácil e rápida a mente do surdo, nem a natureza nem a arte proporcionaram um substituto satisfatório." J. Schuyler Long

LIBRAS

LIBRAS
"Se o lugar não está pronto para receber todas as pessoas, então o lugar é deficiente" - Thaís Frota

LIBRAS

LIBRAS
Aprender Libras é respirar a vida por outros ângulos, na voz do silêncio, no turbilhão das águas, no brilho do olhar. Aprender Libras é aprender a falar de longe ou tão de perto que apenas o toque resolve todas as aflições do viver, diante de todos os desafios audíveis. Nem tão poético, nem tão fulgaz.... apenas um Ser livre de preconceitos e voluntário da harmonia do bem viver.” Luiz Albérico B. Falcão

PEDAGOGIA SURDA

PEDAGOGIA SURDA
PROFESSOR BILÍNGUE

QUANDO EU ACEITO A LÍNGUA DE SINAIS

QUANDO EU ACEITO A LÍNGUA DE SINAIS
“ A língua de sinais anula a deficiência e permite que os surdos constituam, então, uma comunidade lingüística minoritária diferente e não um desvio da normalidade”. Skliar

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Numerais para Parede Libras Ursinhos Carinhosos






http://numeraisdeparede.blogspot.com.br/2014/01/numerais-para-parede-libras-ursinhos.html

CARTAZES NÚMEROS PEIXINHOS










http://aartedeensinareaprender.blogspot.com.br/2014/01/numeros-com-libras.html

MENSAGEM DE VYGOTSKY SOBRE O SURDO


Felicidades! AAPPE 27 anos...

https://www.facebook.com/ires.casadelibras/photos/a.669671956377541.1073741827.667996413211762/785755898102479/?type=1&theater

Bloco Senta Que Eu Empurro faz desfile inclusivo na Zona Sul do Rio

De acordo com cálculos da Polícia Militar e da Guarda Municipal, cerca de 2 mil pessoas participaram do desfile no ano passado. A turma começará a se concentrar a partir das 18 horas, na Rua Artur Bernardes, número 26.

Desenho de um cadeirante tocando instrumento musical
Pelo sétimo ano consecutivo, a administradora de empresas Ana Cláudia Monteiro, cadeirante, leva às ruas do Catete, zona sul do Rio de JaneiroSite externo., o bloco Senta Que Eu Empurro. Ele sai no próximo dia 28, “sempre na sexta-feira que precede o carnaval”,  disse Ana Cláudia hoje (21) à Agência Brasil.

A ideia do bloco surgiu de um grupo de pessoas que trabalhavam no Instituto Brasileiro dos Direitos da  Pessoa com Deficiência (IBDD)Site externo. e que gostavam muito de carnaval. Um dia, a psicóloga Márcia Benevides, deficiente visual, que trabalhava com o grupo, manifestou o desejo de saber qual era a sensação de andar de cadeira de rodas.  “Então, alguém falou: Senta que eu empurro, Márcia. Na hora, a gente pensou: poxa, dá um bloco de carnaval, vamos fundar. No grupo, tinha um jornalista e ele espalhou a notícia. Fez uma matéria falando do bloco e a gente foi obrigado a botar o bloco na rua”, disse Ana.
De acordo com cálculos da Polícia Militar e da Guarda Municipal, cerca de 2 mil pessoas participaram do desfile no ano passado. Ana Cláudia disse que vem gente de fora do Rio especialmente para desfilar no bloco. “Em geral, são muitas pessoas com deficiência,  de todas as partes que você puder  imaginar. Gente de São Paulo, do Maranhão, de Minas Gerais, que vem só para o desfile do bloco, além de pessoas com deficiência do Rio e moradores do bairro, que têm um carinho  especial pelo bloco”.

Ana Cláudia disse que o Senta Que Eu Empurro é um bloco que prima pela inclusão. “A ideia é essa. É mostrar que todo mundo pode brincar o carnaval, cada um à sua maneira”.
A turma começará a se concentrar a partir das 18 horas, na Rua Artur Bernardes, número 26. A saída do desfile está marcada para às 20 horas. Depois de percorrerem várias ruas do bairro, os integrantes do bloco encerram o desfile no estabelecimento Paraíso do Chope. “Termina tudo com uma chopada”.
A porta-bandeira do bloco é a pentacampeã brasileira de dança  em cadeira de rodas, Viviane Macedo.  A madrinha de bateria é uma anã passista de escola de samba, Viviane Alves de Assis. Outra passista é a primeira repórter com Síndrome de Down do Brasil, Fernanda Honorato. Fernanda é apresentadora do Programa Especial da TV Brasil.

 http://vidamaislivre.com.br/noticias/noticia.php?id=8552&/bloco_senta_que_eu_empurro_faz_desfile_inclusivo_na_zona_sul_do_rio

1° Encontro sobre Neurociências na Educação Inclusiva – 360º - CAMPINAS / SP

quinta-feira, fevereiro 27, 2014

I Encontro sobre neurociências na educação inclusiva - 360º

Dia 11/04, no Salão Nobre da Faculdade de Ciências Médicas da UNICAMP.
Programação aqui.

 http://www.inclusive.org.br/?p=26169

Governo de Sergipe lança seleção para tradutor, intérprete e instrutor de Libras

Aracaju, 27 de Fevereiro de 2014| 16:22

Serão oferecidas 78 vagas em edital que será lançado nesta sexta-feira, 28. Inscrições vão do dia 6 a 12 de março


Fotos: Victor Ribeiro/Seplag

Autorizada pelo governador Jackson Barreto, a Secretaria de Orçamento, Planejamento e Gestão (Seplag), lançará nesta sexta-feira, 28, o edital do processo seletivo simplificado de professores tradutores e instrutores da Língua Brasileira de Sinais (Libras), para provimento de vagas e cadastro de reserva da Secretaria de Estado da Educação (Seed). São 66 vagas para tradutor e intérprete, além de 12 para instrutor de Libras.

De acordo com a superintendente de Recursos Humanos da Seplag, Andréa Macedo, participarão da avaliação de títulos todos os candidatos devidamente inscritos na seleção, que serão avaliados por meio da documentação a ser anexada, no ato da inscrição, pelo próprio candidato. “Para se inscrever, o candidato deverá acessar o portal www.seplag.se.gov.br, onde a partir do dia 28 de fevereiro constará o edital, a ficha de inscrição online e os procedimentos necessários à efetivação da inscrição e upload da documentação”, explica.

A inscrição pela internet estará disponível ininterruptamente, desde as 10 horas do dia 6 de março até as 10 horas do dia 12 de março, conforme estabelecido no cronograma, considerando-se o horário local. Sendo assim, a Seplag orienta que o candidato leia e siga atentamente as orientações para preenchimento da ficha de inscrição via internet e demais procedimentos descritos no site da Seplag, tomando todo o cuidado com a confirmação dos dados preenchidos antes de enviar a inscrição.

Sobre os cargos

Com carga mensal de 180 horas, observada a necessidade da unidade de ensino onde o candidato selecionado for lotado, a remuneração mensal prevista é de R$ 850. Entre as atividades previstas tradutor e Intérprete de Libras está promover a comunicação entre surdos e ouvintes, surdos e surdos, surdos e surdo cegos, surdo cegos e ouvintes; interpretar, em Língua Brasileira de Sinais - Língua Portuguesa, as atividades didático-pedagógicas e culturais desenvolvidas nas instituições de ensino nos níveis fundamental e médio, de forma a viabilizar o acesso aos conteúdos curriculares; atuar nos processos seletivos para cursos na instituição de ensino e nos concursos públicos; entre outras atividades.

Por sua vez, o cargo de instrutor de libras deve mediar a aquisição da linguagem tanto por pessoas surdas, quanto por pessoas ouvintes; ministrar Cursos de Libras; ser facilitador no processo de aquisição da Libras como Primeira Língua para os alunos surdos, nas escolas da Rede Estadual de Ensino, tanto nas atividades dentro do ambiente escolar, como em atividades pedagógicas desenvolvidas extra-classe.

 http://agencia.se.gov.br/noticias/leitura/materia:37423/governo_de_sergipe_lanca_selecao_para_tradutor_interprete_e_instrutor_de_libras.html

Belém (PA) promove o carnaval da Inclusão para pessoas com deficiência

Programação deve reunir mais de duzentos estudantes de cinco escolas de Belém, em 28 de fevereiro, às 10h.
Publicada em 27 de fevereiro de 2014 - 14:30
Desenho de máscara de carnaval
A Prefeitura de BelémSite externo. realiza nesta sexta-feira, 28, o I Crie Folia, evento que vai reunir crianças, jovens e idosos com deficiência atendidos pela rede municipal em um arrastão de Carnaval nas ruas do centro de Belém. São esperados mais de duzentos alunos das escolas municipais Francisco Nunes (Guamá), Almerindo Trindade (Pedreira), Palmira Carvalho (Marambaia), Ida de Oliveira (Val-de-Cães) e Ernestina Rodrigues (São Brás).

O evento terá apoio da Guarda Municipal de Belém e da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém – SeMOB. É a primeira vez que o Município realiza uma programação carnavalesca voltada para a inclusão de pessoas com deficiência. No I Crie Folia haverá participação da bateria escola de samba Crias do Curro Velho e alunos do projeto trupe da inclusão com fantasias épicas.

O evento será a partir das 10 horas da manhã com a saída do cortejo da frente da sede do Crie, na Avenida Gentil Bittencourt, Nº 694 e percorrerá a Travessa Quintino Bocaiúva, a Avenida Conselheiro Furtado, a Travessa Rui Barbosa e retornará até a sede do Crie.

O Crie é o Centro de Referência em Inclusão Educacional da Secretaria Municipal de Educação e atende alunos com deficiência da rede municipal de ensino com serviços especializados dirigidos especificamente para esse público.

 http://vidamaislivre.com.br/noticias/noticia.php?id=8550&/belem_pa_promove_o_carnaval_da_inclusao_para_pessoas_com_com_deficiencia

João Pessoa (PB) disponibiliza camarote para que pessoas com deficiência participem do carnaval


O espaço é estruturado com rampas de acesso, banheiros adaptados para a pessoa com deficiência, que poderá prestigiar o evento levando um acompanhante.
Publicada em 28 de fevereiro de 2014 - 09:00
Desenho de confetes e serpentinas
O Programa de Inclusão e Cidadania para Pessoas com Deficiência da Prefeitura Municipal de João PessoaSite externo. instalou um camarote especial na Via Folia para garantir o acesso de todos aos eventos públicos. O espaço, que tem capacidade para até 40 ocupantes, fica localizado em frente ao supermercado Pão de Açúcar, na avenida Epitácio Pessoa.

O acesso ao camarote é simples. Basta que a pessoa se identifique para o guarda municipal, que estará na entrada do local, informou o assessor técnico do programa, Thiago Diniz. “A ação de inclusão social das pessoas com deficiência teve início na festa de São João da Prefeitura, no ano passado, e deu muito certo. O que a Prefeitura pretende com essa iniciativa é garantir o direito de todos”, afirmou.

O espaço é estruturado com rampas de acesso, banheiros adaptados para a pessoa com deficiência, que poderá prestigiar o evento levando um acompanhante. A coordenação do programa de inclusão da PMJP se preocupou também em disponibilizar 10 vagas de estacionamento para pessoas com qualquer tipo de deficiência. Estas ficam ao lado da igreja Nossa Senhora de Fátima, em Miramar.
“O turista que tiver qualquer tipo de deficiência também poderá subir no camarote para assistir a passagem dos blocos. Basta, para isso, apresentar a carteira com foto”, acrescentou Thiago Diniz.

 http://vidamaislivre.com.br/noticias/noticia.php?id=8549&/joao_pessoa_pb_disponibiliza_camarote_para_que_pessoas_com_deficiencia_participem_do_carnaval

Perda de audição com os Flinstones

INSTITUTO SANTA TERESINHA, ESCOLA DE SURDOS, CONTRATA COORDENADOR PEDAGÓGICO

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=519469114837825&set=a.169383923179681.36119.155559464562127&type=1&theater

Cientistas identificam mutação genética associada com surdez

Proteína que se junta ao cálcio nas células é chave para explicar problema.
Tipo de perda de audição está ligado a síndrome que também dá cegueira.

Do G1, em São Paulo
Comente agora
Pesquisadores americanos identificaram uma mutação genética que causa surdez, associada a uma doença chamada síndrome de Usher tipo 1. A mutação e a perda de audição também podem aparecer em pessoas que não têm a síndrome.
De acordo com o pesquisador que liderou o trabalho, Zubair Ahmed, uma proteína chamada CIB2, que se liga ao cálcio dentro das células, é a chave para explicar esse tipo de surdez. Isso porque, quando esse processo é interrompido, compromete o mecanismo que converte energia mecânica ou de movimento em uma forma de energia que o cérebro reconhece como som.
Os autores avaliaram também 57 pessoas do Paquistão e da Turquia. Mutações ligadas à CIB2 são a causa mais comum de perda auditiva "não sindrômica" no Paquistão, destaca Ahmed. Já entre a população turca, foi achada outra alteração nessa proteína que contribui para a surdez.
Em animais, a CIB2 existe nos cílios (espécie de pelos) das células localizadas dentro do ouvido, que respondem ao movimento de um fluido na região e possibilitam tanto a audição quanto o equilíbrio. Além desse lugar, a proteína está presente nas células receptoras de luz da retina, que convertem a luminosidade em sinais elétricos e permitem a visualização de imagens. A síndrome de Usher tem como sintomas, além da surdez, a perda de visão periférica e a cegueira noturna.
Segundo Ahmed, com esse conhecimento, a ciência está um passo mais perto de compreender o mecanismo de tradução mecânica e elétrica envolvido na audição e, eventualmente, descobrir um tratamento para prevenir a surdez em determinados casos.
O estudo foi feito por cientistas da Universidade de Cincinnati e do Centro Médico do Hospital Infantil de Cincinnati e foi publicado neste domingo (30) na edição online da revista "Nature Genetics". Também colaboraram o Instituto Nacional de Surdez e Outros Distúrbios da Comunicação (NIDCD), a Faculdade de Medicina Baylor, no Texas, e a Universidade de Kentucky.

 http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2012/09/cientistas-identificam-mutacao-genetica-associada-com-surdez.html

DIA DA MULHER - ASSOCIAÇÃO DOS SURDOS DA GRANDE FLORIANÓPOLIS- ASGF






 

NO DIA 07 DE MARÇO DE 2014 SERÁ REALIZADO UM ENCONTRO PRA COMEMORAÇÃO DO DIA DA MULHER, EM NOSSA SEDE NO CENTRO.

ENDEREÇO: RUA TRAJANO, Nº 168 - EDIFÍCIO BERENHAUSER, 6º ANDAR.

ASSOCIAÇÃO DOS SURDOS DA GRANDE FLORIANÓPOLIS- ASGF

Você conversou em língua de sinais hoje? Com quem?


ASSIM AS MINA PIRA...


CARNAVAL



quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014