RYBENINHA

RYBENINHA
SINAL: BEM -VINDOS

DÊ-ME TUA MÃO QUE TE DIREI QUEM ÉS



“Em minha silenciosa escuridão,
Mais claro que o ofuscante sol,
Está tudo que desejarias ocultar de mim.
Mais que palavras,
Tuas mãos me contam tudo que recusavas dizer.
Frementes de ansiedade ou trêmulas de fúria,
Verdadeira amizade ou mentira,
Tudo se revela ao toque de uma mão:
Quem é estranho,
Quem é amigo...
Tudo vejo em minha silenciosa escuridão.
Dê-me tua mão que te direi quem és."


Natacha (vide documentário Borboletas de Zagorski)


SINAL DE "Libras"

SINAL DE "Libras"
"VOCÊ PRECISA SER PARTICIPANTE DESTE MUNDO ONDE MÃOS FALAM E OLHOS ESCUTAM, ONDE O CORPO DÁ A NOTA E O RÍTMO. É UM MUNDO ESPECIAL PARA PESSOAS ESPECIAIS..."

LIBRAS

LIBRAS
" A Língua de Sinais é, nas mãos de seus mestres, uma linguagem das mais belas e expressivas, para a qual, no contato entre si é como um meio de alcançar de forma fácil e rápida a mente do surdo, nem a natureza nem a arte proporcionaram um substituto satisfatório." J. Schuyler Long

LIBRAS

LIBRAS
"Se o lugar não está pronto para receber todas as pessoas, então o lugar é deficiente" - Thaís Frota

LIBRAS

LIBRAS
Aprender Libras é respirar a vida por outros ângulos, na voz do silêncio, no turbilhão das águas, no brilho do olhar. Aprender Libras é aprender a falar de longe ou tão de perto que apenas o toque resolve todas as aflições do viver, diante de todos os desafios audíveis. Nem tão poético, nem tão fulgaz.... apenas um Ser livre de preconceitos e voluntário da harmonia do bem viver.” Luiz Albérico B. Falcão

PEDAGOGIA SURDA

PEDAGOGIA SURDA
PROFESSOR BILÍNGUE

QUANDO EU ACEITO A LÍNGUA DE SINAIS

QUANDO EU ACEITO A LÍNGUA DE SINAIS
“ A língua de sinais anula a deficiência e permite que os surdos constituam, então, uma comunidade lingüística minoritária diferente e não um desvio da normalidade”. Skliar

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Campanha: Closed Caption em Vídeos da Web

Esta petição está esperando pela aprovação da Comunidade da Avaaz.
Campanha: Closed Caption em Vídeos da Web

Por que isto é importante

Lentamente,os direitos dos deficientes auditivos vêm sendo conquistados em nossa sociedade. Como mostra a recente reportagem do Jornal Nacional (do dia 21/05/15) sobre a fraca inclusão dessa parcela da população brasileira, ainda há muito a se conseguir para garantir a plena igualdade de oportunidades a todos. Porém, a própria matéria da Rede Globo serviu para ilustrar ainda mais o despreparo do Brasil no que diz respeito à acessibilidade aos surdos, pois no próprio vídeo no site em que ela foi veiculada, após a sua exibição na TV, não há a presença de Closed Caption, impedindo que muitos deficientes auditivos, sobretudo os surdos oralizados, pudessem assisti-la posteriormente e compreender seu conteúdo.

O recurso do Closed Caption (legendas em vídeos) está presente em vários canais e programas de televisão atualmente, porém, quando se trata de conteúdo audiovisual disponibilizado on-line, nos sites das emissoras e dos jornais de grande circulação nacional, muito raramente há a presença do CC. A Internet possibilita uma grande oportunidade de acesso posterior às reportagens veiculadas na TV, mas infelizmente, para os deficientes auditivos, esta não é a realidade. Bianca Arraes, moradora de Itabuna/BA e usuária de Implante Coclear, explica uma situação muito comum que vivencia. “Às vezes, não tenho tempo para assistir na TV, e a única opção é assistir os vídeos no site da emissora. Mas muitos deles não possuem legendas, o que acaba dificultando para nós”, afirma.

Uma parcela significativa de usuários de aparelhos auditivos ou implantes cocleares enfrenta muitas dificuldades para compreender auditivamente as mensagens sonoras exibidas sem apoio visual. Maria Beatriz Rodriguez, residente de Itanhaém e usuária de aparelhos auditivos, comenta sobre a questão das legendas. “Antigamente, eu não tinha tanta dificuldade de assistir filme com legenda, mas, com o passar do tempo, comecei a ter que ver filmes, até novelas e outros programas com legendas, pois alguns atores falam baixo ou rápido demais. O mesmo ocorre com os vídeos que assisto pela Internet, pois, ou se presta atenção ao que se está assistindo ou ao que se está ouvindo, e aí fica complicado”. O que pode acontecer em alguns sites, como o do Jornal Nacional e o do Fantástico, ambos da Rede Globo, é as reportagens terem transcrição fora do vídeo, mas isto, apesar de ser de grande valia, impossibilita o internauta de acompanhar o conteúdo audiovisual ao mesmo tempo em que lê a transcrição.

Quando os vídeos disponíveis nos sites das emissoras não estão na plataforma do Youtube, que permite em algumas ocasiões o uso de um CC automático (na maior parte dos casos, de péssima qualidade), muitos deficientes auditivos ficam sem total acesso ao conteúdo sonoro das reportagens, e isso se configura numa forma de exclusão social e comunicacional. É extremamente injusto, sobretudo se levarmos em conta que, na maioria das vezes, essa exclusão é causada meramente por um problema técnico, pois o Closed Caption já está pronto e foi disponibilizado na TV anteriormente, basta inseri-lo e sincroniza-lo nos vídeos on-line.

Vamos dar um basta nesta situação e mostrar nosso descontentamento para todas as emissoras de TV e jornais com conteúdos audiovisuais na Web! Participe desta campanha assinando esta petição que a ADAP irá enviar para cada empresa de televisão e jornal que disponibiliza vídeos on-line. Contamos com vocês para buscarmos nossos direitos! 
 
 https://secure.avaaz.org/po/petition/Campanha_Closed_Caption_em_Videos_da_Web/?nRMcwjb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTE AQUI NO BLOG!!!
SEU COMENTÁRIO FAZ TODA DIFERENÇA!!!

Um comentário é o que você pensa, sua opinião, alguma coisa que você quer falar comigo.

BJOS SINALIZADOS.