RYBENINHA

RYBENINHA
SINAL: BEM -VINDOS

DÊ-ME TUA MÃO QUE TE DIREI QUEM ÉS



“Em minha silenciosa escuridão,
Mais claro que o ofuscante sol,
Está tudo que desejarias ocultar de mim.
Mais que palavras,
Tuas mãos me contam tudo que recusavas dizer.
Frementes de ansiedade ou trêmulas de fúria,
Verdadeira amizade ou mentira,
Tudo se revela ao toque de uma mão:
Quem é estranho,
Quem é amigo...
Tudo vejo em minha silenciosa escuridão.
Dê-me tua mão que te direi quem és."


Natacha (vide documentário Borboletas de Zagorski)


SINAL DE "Libras"

SINAL DE "Libras"
"VOCÊ PRECISA SER PARTICIPANTE DESTE MUNDO ONDE MÃOS FALAM E OLHOS ESCUTAM, ONDE O CORPO DÁ A NOTA E O RÍTMO. É UM MUNDO ESPECIAL PARA PESSOAS ESPECIAIS..."

LIBRAS

LIBRAS
" A Língua de Sinais é, nas mãos de seus mestres, uma linguagem das mais belas e expressivas, para a qual, no contato entre si é como um meio de alcançar de forma fácil e rápida a mente do surdo, nem a natureza nem a arte proporcionaram um substituto satisfatório." J. Schuyler Long

LIBRAS

LIBRAS
"Se o lugar não está pronto para receber todas as pessoas, então o lugar é deficiente" - Thaís Frota

LIBRAS

LIBRAS
Aprender Libras é respirar a vida por outros ângulos, na voz do silêncio, no turbilhão das águas, no brilho do olhar. Aprender Libras é aprender a falar de longe ou tão de perto que apenas o toque resolve todas as aflições do viver, diante de todos os desafios audíveis. Nem tão poético, nem tão fulgaz.... apenas um Ser livre de preconceitos e voluntário da harmonia do bem viver.” Luiz Albérico B. Falcão

PEDAGOGIA SURDA

PEDAGOGIA SURDA
PROFESSOR BILÍNGUE

QUANDO EU ACEITO A LÍNGUA DE SINAIS

QUANDO EU ACEITO A LÍNGUA DE SINAIS
“ A língua de sinais anula a deficiência e permite que os surdos constituam, então, uma comunidade lingüística minoritária diferente e não um desvio da normalidade”. Skliar

sexta-feira, 24 de julho de 2015

Galeria Homero Massena promove oficina para surdos - ESPÍRITO SANTO

Espírito Santo – A visitação, aberta ao público, é de segunda a sexta-feira, das 09 às 18 horas e aos sábados das 13 às 18 horas.

Com o intuito de tornar a exposição “Impressões do acervo” acessível a todos os públicos, a Galeria Homero Massena, no Centro de Vitória, vem desenvolvendo uma série oficinas inclusivas. E neste sábado (25), o espaço de arte vai receber um grupo de pessoas surdas, que vai participar da oficina “Iniciação à xilogravura”, ministrada pelo artista plástico Thiago Arruda.
No encontro, os participantes da oficina vão fazer uma visita guiada para conhecer a exposição e em seguida vão se dirigir à biblioteca do Sesc Glória, também no Centro de Vitória, onde vão dar continuidade às atividades. “Vamos trabalhar literatura de cordel. A nossa ideia é que eles construam fragmentos de uma história. E na próxima semana, eles vão pensar em imagens, trabalhar figuras em relevo, com uso de parafina”, declara Thiago Arruda.
“Essas oficinas têm sido enriquecedoras. Em 2013 fiz uma exposição na Galeria Homero Massena e recebi o convite para trabalhar com esse público tão especial. Tem sido um grande aprendizado”, diz o artista plástico.
A atividade terá continuidade no sábado (01). Já nos dias 08, 15 e 23 de agosto vai acontecer a oficina “Iniciação à gravura em metal”, voltada para pessoas com mobilidade reduzida ou com deficiência física. As oficinas são gratuitas. Os interessados podem se inscrever pelo e-mail ghmassena@gmail.com. A ação é uma parceria entre a Galeria Homero Massena e o Sesc Glória.
Sobre a exposição
A exposição “Impressões do Acervo” segue em cartaz na Galeria Homero Massena até o dia 22 de agosto. A mostra, que conta com parte do acervo da galeria, apresenta ao público exemplares de xilogravura, litografia, linoleogravura, gravura em metal e serigrafia.
A coleção de gravuras da Galeria Homero Massena abarca não só as obras dos artistas que realizaram exposições no espaço ao longo de seus 38 anos de existência, mas também obras doadas à Fundação Cultural do Espírito Santo quando as mostras aconteciam no Theatro Carlos Gomes, no início da década de 1970 e as que pertenceram à Galeria Álvaro Conde, equipamento cultural que funcionava dentro da Secretaria Estadual de Educação e foi extinta em 1992.
A visitação, aberta ao público, é de segunda a sexta-feira, das 09 às 18 horas e aos sábados das 13 às 18 horas.
Serviço
Exposição “Impressões do Acervo” – Ações educativas com surdos
Datas: 25/07,de 13 às 17 horas | 01/08, 13 às 17 horas
Local: Galeria Homero Massena (Rua Pedro Palácios, 99 – Cidade Alta/Vitória)
Inscrições: solicitar a ficha de inscrição através do e-mail ghmassena@gmail.com

 http://www.surdosol.com.br/galeria-homero-massena-promove-oficina-para-surdos/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTE AQUI NO BLOG!!!
SEU COMENTÁRIO FAZ TODA DIFERENÇA!!!

Um comentário é o que você pensa, sua opinião, alguma coisa que você quer falar comigo.

BJOS SINALIZADOS.