RYBENINHA

RYBENINHA
SINAL: BEM -VINDOS

DÊ-ME TUA MÃO QUE TE DIREI QUEM ÉS



“Em minha silenciosa escuridão,
Mais claro que o ofuscante sol,
Está tudo que desejarias ocultar de mim.
Mais que palavras,
Tuas mãos me contam tudo que recusavas dizer.
Frementes de ansiedade ou trêmulas de fúria,
Verdadeira amizade ou mentira,
Tudo se revela ao toque de uma mão:
Quem é estranho,
Quem é amigo...
Tudo vejo em minha silenciosa escuridão.
Dê-me tua mão que te direi quem és."


Natacha (vide documentário Borboletas de Zagorski)


SINAL DE "Libras"

SINAL DE "Libras"
"VOCÊ PRECISA SER PARTICIPANTE DESTE MUNDO ONDE MÃOS FALAM E OLHOS ESCUTAM, ONDE O CORPO DÁ A NOTA E O RÍTMO. É UM MUNDO ESPECIAL PARA PESSOAS ESPECIAIS..."

LIBRAS

LIBRAS
" A Língua de Sinais é, nas mãos de seus mestres, uma linguagem das mais belas e expressivas, para a qual, no contato entre si é como um meio de alcançar de forma fácil e rápida a mente do surdo, nem a natureza nem a arte proporcionaram um substituto satisfatório." J. Schuyler Long

LIBRAS

LIBRAS
"Se o lugar não está pronto para receber todas as pessoas, então o lugar é deficiente" - Thaís Frota

LIBRAS

LIBRAS
Aprender Libras é respirar a vida por outros ângulos, na voz do silêncio, no turbilhão das águas, no brilho do olhar. Aprender Libras é aprender a falar de longe ou tão de perto que apenas o toque resolve todas as aflições do viver, diante de todos os desafios audíveis. Nem tão poético, nem tão fulgaz.... apenas um Ser livre de preconceitos e voluntário da harmonia do bem viver.” Luiz Albérico B. Falcão

PEDAGOGIA SURDA

PEDAGOGIA SURDA
PROFESSOR BILÍNGUE

QUANDO EU ACEITO A LÍNGUA DE SINAIS

QUANDO EU ACEITO A LÍNGUA DE SINAIS
“ A língua de sinais anula a deficiência e permite que os surdos constituam, então, uma comunidade lingüística minoritária diferente e não um desvio da normalidade”. Skliar

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Alunos aprendem Libras para falar com amiga surda: ‘Antes, só chorava’

‘Hoje ela não precisa só de mim’, diz professora de jovem de Capão Bonito. ‘Tentava se comunicar e não conseguia’, conta mãe de Beatriz, de 12 anos.

SÃO PAULO – Alunos de uma escola estadual em Capão Bonito (SP) aprenderam a Língua Brasileira de Sinais (Libras) para se comunicar com a amiga de classe Beatriz Rafaele dos Santos, de 12 anos, que é surda. A professora Luana Hússar de Freitas foi a responsável por ensinar a adolescente e os amigos da sala sobre a linguagem. “Hoje ela não precisa só de mim. O projeto serviu para que ela consiga no intervalo e na rua se comunicar com os amigos.” A mãe ainda conta que a garota superou a dificuldade de comunicação. “Agora ela não chora mais.”
Beatriz (dir.) agora pode bater-papo com colegas da sala (Foto: Reprodução/ TV TEM)
Beatriz (dir.) agora pode bater-papo com
colegas da sala (Foto: Reprodução/ TV TEM)
Para Beatriz, o aprendizado dos colegas foi muito emocionante. “Na minha vida, a língua de sinais é muito importante, eu consigo me comunicar com meus amigos, eles conseguem me entender.”
Além de permitir autonomia, a mudança foi positiva também para os estudos de Beatriz. Até o boletim escolar da menina melhorou, diz a mãe, Luciana de Pontes. “Mudou totalmente, antes ela era muito nervosa, tentava falar e só chorava. Hoje não, mudou. Antes ela não aprendia nada, agora ela tira notas boas”, conta.
A ideia da professora Luana surgiu para ajudar surdos como a Beatriz, mas ajudou a todos os alunos. Entre eles o jovem Carlos da Silva, de 12 anos, que resolveu um desentendimento entre eles. “Me sinto melhor, porque a conheci quando esbarrei nela e ela queria me bater, mas eu não sabia como falar. Agora, através das Libras, eu consigo conversar com ela e com meus outros amigos surdos”, diz.
surda
O projeto “Clube de Libras” começou há três anos na Escola Estadual João Batista do Amaral Vasconcellos, que fica na Vila Aparecida. “Reúno os alunos em horário inverso. Nas manhãs de quarta-feira, ensino Libras para alunos, membros da comunidade, funcionários e professores que se interessam. Até este ano, a Beatriz não sabia língua de sinais, mas conseguiu aprender e ainda outras matérias”, comenta Luana.
De acordo com a diretora da escola, Vânia de Oliveira, desde que o projeto começou, o número de alunos interessados em aprender os sinais tem crescido. “No começo, achei que não iria dar certo, mas repercutiu em toda a escola. Tanto é que era para ser um grupo de 15 a 20 alunos aprendendo, mas hoje temos até 45 alunos”, finaliza.
Professora (esq.) ensinou língua de sinais este ano a Beatriz (Foto: Reprodução/ TV TEM)
Professora (esq.) ensinou língua de sinais este ano a Beatriz (Foto: Reprodução/ TV TEM)
 
http://www.surdosol.com.br/alunos-aprendem-libras-para-falar-com-amiga-surda-antes-so-chorava/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTE AQUI NO BLOG!!!
SEU COMENTÁRIO FAZ TODA DIFERENÇA!!!

Um comentário é o que você pensa, sua opinião, alguma coisa que você quer falar comigo.

BJOS SINALIZADOS.