RYBENINHA

RYBENINHA
SINAL: BEM -VINDOS

DÊ-ME TUA MÃO QUE TE DIREI QUEM ÉS



“Em minha silenciosa escuridão,
Mais claro que o ofuscante sol,
Está tudo que desejarias ocultar de mim.
Mais que palavras,
Tuas mãos me contam tudo que recusavas dizer.
Frementes de ansiedade ou trêmulas de fúria,
Verdadeira amizade ou mentira,
Tudo se revela ao toque de uma mão:
Quem é estranho,
Quem é amigo...
Tudo vejo em minha silenciosa escuridão.
Dê-me tua mão que te direi quem és."


Natacha (vide documentário Borboletas de Zagorski)


SINAL DE "Libras"

SINAL DE "Libras"
"VOCÊ PRECISA SER PARTICIPANTE DESTE MUNDO ONDE MÃOS FALAM E OLHOS ESCUTAM, ONDE O CORPO DÁ A NOTA E O RÍTMO. É UM MUNDO ESPECIAL PARA PESSOAS ESPECIAIS..."

LIBRAS

LIBRAS
" A Língua de Sinais é, nas mãos de seus mestres, uma linguagem das mais belas e expressivas, para a qual, no contato entre si é como um meio de alcançar de forma fácil e rápida a mente do surdo, nem a natureza nem a arte proporcionaram um substituto satisfatório." J. Schuyler Long

LIBRAS

LIBRAS
"Se o lugar não está pronto para receber todas as pessoas, então o lugar é deficiente" - Thaís Frota

LIBRAS

LIBRAS
Aprender Libras é respirar a vida por outros ângulos, na voz do silêncio, no turbilhão das águas, no brilho do olhar. Aprender Libras é aprender a falar de longe ou tão de perto que apenas o toque resolve todas as aflições do viver, diante de todos os desafios audíveis. Nem tão poético, nem tão fulgaz.... apenas um Ser livre de preconceitos e voluntário da harmonia do bem viver.” Luiz Albérico B. Falcão

PEDAGOGIA SURDA

PEDAGOGIA SURDA
PROFESSOR BILÍNGUE

QUANDO EU ACEITO A LÍNGUA DE SINAIS

QUANDO EU ACEITO A LÍNGUA DE SINAIS
“ A língua de sinais anula a deficiência e permite que os surdos constituam, então, uma comunidade lingüística minoritária diferente e não um desvio da normalidade”. Skliar

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Linguagem dos sinais no debate da Band - show da intérprete




Tradutora de Libras recebeu até proposta de casamento após debate no Rio

Em poucos minutos, Gildete Amorim virou um dos assuntos mais comentados no Twitter

  • Em poucos minutos, Gildete Amorim virou um dos assuntos mais comentados no Twitter
Ela ficou famosa na noite de terça-feira (19), durante o debate dos candidatos ao governo do Rio de Janeiro promovido pela Band, sem nem mesmo estar concorrendo a um cargo nas próximas eleições de outubro. Com a imagem reduzida a uma janelinha no canto da tela, Gildete Amorim, intérprete e tradutora de Libras (Língua Brasileira de Sinais), roubou a atenção dos telespectadores e, em poucos minutos, virou um dos assuntos mais comentados no Twitter.
Desenvolta para falar do trabalho que domina e tímida quando o assunto é vida pessoal, Gildete, que atua na função há 18 anos, contou ao UOL, com um riso meio sem graça, que ficou surpresa com tanta repercussão.
Ela conta ter recebido diversas mensagens, a maioria parabenizando a atuação dela, mas algumas de cunho pessoal, mais ousadas. "Tem gente interessada até em casar comigo, sem saber que eu sou solteira. Imagina se soubessem", se diverte. Agora já sabem.
Veja trechos da entrevista com Gildete:
Esta foi a sua primeira experiência como tradutora e intérprete em eventos políticos?
Já tenho experiência de mais de sete anos em tradução de programas de propaganda eleitoral, mas esse foi o primeiro debate. Vou confessar que eu estava tensa. Eu só recebi a programação, a divisão pra cada candidato.
Até me questionaram se eu tive acesso antes às perguntas do entrevistador, mas não tive, muito menos às respostas dos candidatos. Mas foi uma experiência muito rica. Acredito que eu tenha superado as expectativas não só da emissora, mas também pude proporcionar acessibilidade à comunidade surda. Foram muitos comentários positivos nas redes sociais.
Como você ficou sabendo da repercussão da sua atuação?
Reprodução/Facebook
A tradutora chamou a atenção do público principalmente pelas expressões faciais e pelo gestual 
expansivo
No segundo ou terceiro intervalo, uma repórter falou que queria me entrevistar, porque eu estava bombando no Twitter.  Fiquei preocupada: bombando em que sentido? E ela me disse que estava todo mundo me elogiando.
Dei algumas entrevistas no fim do programa e, quando entrei no carro pra voltar pra casa, comecei a procurar pelo celular. Muitos colegas me elogiando no Facebook e, como não tenho Twitter, me passando as informações. Muitas mensagens também de pessoas que nem conheço.
O que diziam nessas mensagens?
A maioria foi elogiando o meu trabalho, me parabenizando, especialmente por parte da comunidade surda. Mas tiveram algumas pessoas interessadas também... Gente interessada até em casar comigo, sem saber que sou solteira. Imagino se soubessem! (risos)


Como você se sentiu?
Fico gratificada, feliz. Agradeço primeiro a Deus e, em segundo lugar, à comunidade surda de me dar a oportunidade de aprender a língua, de conviver com eles e transmitir o que eles não podem ouvir.
Pra mim é gratificante ver uma pessoa de 41 anos como a minha irmã, que ficou à margem da sociedade esse tempo todo, tendo acesso ao que foi negado por governantes. Os louros não são meus, são da comunidade surda.
Eles que estão tendo visibilidade, que estão merecendo respeito e credibilidade pra que possam entender de fato o que o governo pensa a respeito deles. Será que agora, com essa repercussão do meu trabalho, os candidatos vão se preocupar mais em colocar a janela do intérprete em seus programas, vão procurar saber o que pode ser feito para chegar até a comunidade surda, para que os surdos tenham acesso ao que eles estão propondo pro governo do Rio? Vale a reflexão pros políticos e pra toda a sociedade. Acessibilidade não é só rampa, cão guia e legenda.
Você chamou a atenção do público principalmente pelas expressões faciais e pelo gestual mais expansivo. Isso é comum entre os tradutores e intérpretes ou é uma característica sua?
Um método bastante utilizado para tradução é a legenda, mas ela não é suficiente para surdos. As expressões faciais e corporais do intérprete, ou seja, os sinais, são a voz do que o emissor está falando.
Sempre enriqueço meus trabalhos com expressões faciais e corporais. Na verdade, somos orientados a isso, a utilizarmos os sinais de acordo com o contexto que está sendo utilizado pelo candidato. Se o candidato falar mais rápido, me expresso mais rápido.
Pra uma entonação de voz mais lenta, não tem necessidade de tanta expressão. Algumas palavras comuns pros ouvintes não são conhecidas na comunidade surda, então tem que fazer os sinais correspondentes pra que eles entendam.
Acho que chamei a atenção por algum brilho especial que caiu sobre mim ontem. E eu não quero que esse brilho venha só pra mim. Quero que esse mesmo brilho seja derramado sobre outros tradutores e intérpretes, para que eles possam compreender o que é uma tradução em tempo real e a importância desse trabalho.

 http://eleicoes.uol.com.br/2014/noticias/2014/08/20/tradutora-de-libras-recebeu-ate-proposta-de-casamento-apos-debate-no-rio.htm#fotoNav=2

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTE AQUI NO BLOG!!!
SEU COMENTÁRIO FAZ TODA DIFERENÇA!!!

Um comentário é o que você pensa, sua opinião, alguma coisa que você quer falar comigo.

BJOS SINALIZADOS.