RYBENINHA

RYBENINHA
SINAL: BEM -VINDOS

DÊ-ME TUA MÃO QUE TE DIREI QUEM ÉS



“Em minha silenciosa escuridão,
Mais claro que o ofuscante sol,
Está tudo que desejarias ocultar de mim.
Mais que palavras,
Tuas mãos me contam tudo que recusavas dizer.
Frementes de ansiedade ou trêmulas de fúria,
Verdadeira amizade ou mentira,
Tudo se revela ao toque de uma mão:
Quem é estranho,
Quem é amigo...
Tudo vejo em minha silenciosa escuridão.
Dê-me tua mão que te direi quem és."


Natacha (vide documentário Borboletas de Zagorski)


SINAL DE "Libras"

SINAL DE "Libras"
"VOCÊ PRECISA SER PARTICIPANTE DESTE MUNDO ONDE MÃOS FALAM E OLHOS ESCUTAM, ONDE O CORPO DÁ A NOTA E O RÍTMO. É UM MUNDO ESPECIAL PARA PESSOAS ESPECIAIS..."

LIBRAS

LIBRAS
" A Língua de Sinais é, nas mãos de seus mestres, uma linguagem das mais belas e expressivas, para a qual, no contato entre si é como um meio de alcançar de forma fácil e rápida a mente do surdo, nem a natureza nem a arte proporcionaram um substituto satisfatório." J. Schuyler Long

LIBRAS

LIBRAS
"Se o lugar não está pronto para receber todas as pessoas, então o lugar é deficiente" - Thaís Frota

LIBRAS

LIBRAS
Aprender Libras é respirar a vida por outros ângulos, na voz do silêncio, no turbilhão das águas, no brilho do olhar. Aprender Libras é aprender a falar de longe ou tão de perto que apenas o toque resolve todas as aflições do viver, diante de todos os desafios audíveis. Nem tão poético, nem tão fulgaz.... apenas um Ser livre de preconceitos e voluntário da harmonia do bem viver.” Luiz Albérico B. Falcão

PEDAGOGIA SURDA

PEDAGOGIA SURDA
PROFESSOR BILÍNGUE

QUANDO EU ACEITO A LÍNGUA DE SINAIS

QUANDO EU ACEITO A LÍNGUA DE SINAIS
“ A língua de sinais anula a deficiência e permite que os surdos constituam, então, uma comunidade lingüística minoritária diferente e não um desvio da normalidade”. Skliar

quarta-feira, 9 de abril de 2014

Perda auditiva pode estar relacionada com depressão, especialmente em mulheres

07/04/2014 - 12:53
No dia em que se comemora do Dia Mundial da Saúde, a GAES – Centros Auditivos pretende alertar para o facto de a perda auditiva estar relacionada com a depressão. Os adultos com alterações auditivas estão mais vulneráveis à depressão do que aqueles com audição excelente, segundo demonstra um questionário sobre Saúde e Nutrição levado a cabo nos Estados Unidos, entre 2005 a 2010. As conclusões deste estudo apontam para uma tendência depressiva, por parte de quem padece de problemas auditivos, já que, dos cerca de 20 mil inquiridos, 9% dos homens e quase 15% das mulheres com problemas auditivos padeciam de depressão moderada a grave.
 
O questionário revela que as mulheres são mais propensas do que os homens a mencionar a depressão, mas menos a admitir os problemas auditivos, e ainda que “ter um baixo nível de educação, viver sozinho, fumar e beber estavam associados com a diminuição auditiva e a depressão”. Segundo publica a equipa do Dr. Chuan-Ming, do Instituto Nacional de Surdez e Outros Transtornos da Comunicação dos Institutos Nacionais de Saúde, Bethesda, Maryland, Estados Unidos, “a menor prevalência da depressão é atribuída à maior proporção de pacientes com acesso aos serviços de saúde auditiva”.
 
Ainda que a deterioração auditiva seja mais comum nos idosos, os investigadores orientaram o seu foco de análise para a expressiva percentagem de mulheres que tendem a estar mais expostas à depressão que os homens.
 
“Os homens começam a perder a audição nas frequências altas (entre 3 e 6 kHz) durante a meia-idade, por distintos factores, mas em especial pela exposição ao ruído e as mulheres tendem a conservar a audição nas frequências mais altas, que são fundamentais para compreender a linguagem nos ambientes ruidosos, até depois dos 65-70 anos, que é quando começa uma deterioração constante”, esclarece Alexandra Marinho, audiologista e responsável de vendas da zona norte da GAES – Centros Auditivos. “No fundo, esta é uma notícia que sensibiliza toda a população e que pode servir de alerta para atentarmos para a saúde dos nossos ouvidos”, acrescenta.
 
Para sensibilizar a população para todas as questões relacionadas com a audição, a GAES-Centros Auditivos trouxe pela primeira vez a Portugal a exposição INAUDITO – A aventura de ouvir, que está patente na Reitoria da Universidade do Porto, até 27 de Junho de 2014.
 
Paralelamente a esta exposição, a GAES-Centros Auditivos está também a dinamizar, até 27 de Abril, a Campanha Nacional de Luta contra a Perda Auditiva, no âmbito da qual está a realizar rastreios auditivos gratuitos, mediante marcação prévia, de norte a sul do país, em todos os 26 Centros Auditivos da GAES.
 
 
Fonte: comunicado de imprensa
 
 http://www.rcmpharma.com/actualidade/saude/07-04-14/perda-auditiva-pode-estar-relacionada-com-depressao-especialmente-em-mulh
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTE AQUI NO BLOG!!!
SEU COMENTÁRIO FAZ TODA DIFERENÇA!!!

Um comentário é o que você pensa, sua opinião, alguma coisa que você quer falar comigo.

BJOS SINALIZADOS.