RYBENINHA

RYBENINHA
SINAL: BEM -VINDOS

DÊ-ME TUA MÃO QUE TE DIREI QUEM ÉS



“Em minha silenciosa escuridão,
Mais claro que o ofuscante sol,
Está tudo que desejarias ocultar de mim.
Mais que palavras,
Tuas mãos me contam tudo que recusavas dizer.
Frementes de ansiedade ou trêmulas de fúria,
Verdadeira amizade ou mentira,
Tudo se revela ao toque de uma mão:
Quem é estranho,
Quem é amigo...
Tudo vejo em minha silenciosa escuridão.
Dê-me tua mão que te direi quem és."


Natacha (vide documentário Borboletas de Zagorski)


SINAL DE "Libras"

SINAL DE "Libras"
"VOCÊ PRECISA SER PARTICIPANTE DESTE MUNDO ONDE MÃOS FALAM E OLHOS ESCUTAM, ONDE O CORPO DÁ A NOTA E O RÍTMO. É UM MUNDO ESPECIAL PARA PESSOAS ESPECIAIS..."

LIBRAS

LIBRAS
" A Língua de Sinais é, nas mãos de seus mestres, uma linguagem das mais belas e expressivas, para a qual, no contato entre si é como um meio de alcançar de forma fácil e rápida a mente do surdo, nem a natureza nem a arte proporcionaram um substituto satisfatório." J. Schuyler Long

LIBRAS

LIBRAS
"Se o lugar não está pronto para receber todas as pessoas, então o lugar é deficiente" - Thaís Frota

LIBRAS

LIBRAS
Aprender Libras é respirar a vida por outros ângulos, na voz do silêncio, no turbilhão das águas, no brilho do olhar. Aprender Libras é aprender a falar de longe ou tão de perto que apenas o toque resolve todas as aflições do viver, diante de todos os desafios audíveis. Nem tão poético, nem tão fulgaz.... apenas um Ser livre de preconceitos e voluntário da harmonia do bem viver.” Luiz Albérico B. Falcão

PEDAGOGIA SURDA

PEDAGOGIA SURDA
PROFESSOR BILÍNGUE

QUANDO EU ACEITO A LÍNGUA DE SINAIS

QUANDO EU ACEITO A LÍNGUA DE SINAIS
“ A língua de sinais anula a deficiência e permite que os surdos constituam, então, uma comunidade lingüística minoritária diferente e não um desvio da normalidade”. Skliar

sexta-feira, 18 de abril de 2014

Mr. Holland Adorável Professor






 












O filme relata a história de um músico profissional (Richard Dreyfuss) que deseja dinheiro e sucesso como maestro e compositor. Porém, com algumas dificuldades financeiras, Holland vê a necessidade de trabalhar para completar a sua renda, sua meta é trabalhar apenas por quatro anos. Então, decide dar aula de música em uma escola de seu Estado.

Em seu primeiro dia de aula sente-se inseguro é nervoso, pois nunca houve a vontade de ser professor, ele só faz essa opção por achar que dando aula poderá ter tempo para compor. Holland percebe o desinteresse e a falta de compromisso de seus alunos e a falta de aptidão para tocar instrumentos. A partir da prova que aplica percebe a sua dificuldade de lecionar e a dificuldade de seus alunos prestarem atenção no que ele está querendo passar.

Com a notícia que sua esposa (Glenne Headly) está grávida, percebe que irá que trabalhar por mais tempo, assim deixando um pouco de lado seu sonho de compositor. Aos poucos Holland aproxima-se dos seus alunos, a partir dos gostos musicais de seus alunos, ele mostra que a música não é algo desinteressante.

Holland trabalha em uma escola conservadora, então quando está ensinando aos seus alunos músicas de Rock and Roll é chamado ao gabinete de sua diretora, pois como colégio conservador não aceita este tipo de música.

Ele é convidado para ensaiar a banda da escola para um desfile cívico, porém, não consegue coordenar seus alunos para marchar e tocar os instrumentos ao mesmo tempo, então, ele recebe ajuda do professor de Educação Física, porém, está ajuda seria uma troca. O professor de Educação Física ajudaria Holland se ele ajudasse seu aluno que está fora do time de futebol por ter notas abaixo da média. Holland aceita o desafio, porém, percebe que o rapaz não tem nenhuma aptidão musical, tenta descobrir como ajudar este rapaz a melhorar as notas e voltar ao time. Holland, aos poucos muda o seu método de ensinar, ganhando o carinho e atenção de seus alunos.

Holland desenvolve uma ligação com seus alunos, quando se depara com a deficiência de filho a surdez. Ao descobrir sobre a deficiência de seu filho a sua vida muda, pois a cada dia Holland se dedica a escola, deixando a cargo a educação de seu filho a sua esposa. Para o desenvolvimento de seu filho, Holland e sua esposa matriculam em uma boa escola. Nesta escola, ele aprenderá a língua de sinais e seus pais também, porém, a escola destaca que para melhor desenvolvimento de seu filho a participação da família é fundamental.

A relação de Holland com seu filho é um pouco difícil, ele não o compreende, tem dificuldade de se relacionar, seu filho cobra mais presença de seu pai, pois como Holland dedica o seu tempo a escola acaba deixando de lado seu filho.

Holland percebe a insatisfação do filho e propõe a escola, um concerto em homenagem ao filho, então ele rege a sua orquestra, com a música de John Lennon, ele adapta o palco para os surdos, como painéis luminosos e intérprete de sinais. Com isso o professor melhora a sua relação com seu filho.

Passado alguns anos com pouca verba a escola retira algumas disciplinas do quadro escolar como artes, músicas, etc. Holland se vê obrigado a sair e se aposentar, depois de tantos anos lecionando nesta escola e de ser um professor de sucesso. Porém, o que ele não esperava e que na sua saída, os alunos de todos os anos fizessem uma homenagem, em que, ele iria reger.

Este filme demonstra a luta de um professor que tenta incluir seus alunos de alguma forma na sociedade e na escola e mostra o drama de ter um filho surdo que precisa de assistência, porém, está deve ser primeiramente da família com a aceitação da deficiência e amor. E como é importante o deficiente não ser excluído da sociedade.O filme expõe como é fundamental o papel do professor e que realmente o professor marca a vida do aluno.

Fonte: http://turismoadaptado.wordpress.com/2014/01/05/mr-holland-adoravel-professor-musico-professor-e-pai-de-surdo/

Ficha Técnica
Gênero: Drama
Direção: Stephen Herek
Roteiro: Patrick Sheane Duncan
Elenco: Alicia Witt, Glenne Headly, Jay Thomas, Olympia Dukakis, Richard Dreyfuss, William H. Macy
Produção: Michael Nolin, Robert W. Cort, Ted Field
Fotografia: Oliver Wood
Trilha Sonora: Michael Kamen
Duração: 140 min.




http://oficinadelibras.blogspot.com.br/2014_03_01_archive.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTE AQUI NO BLOG!!!
SEU COMENTÁRIO FAZ TODA DIFERENÇA!!!

Um comentário é o que você pensa, sua opinião, alguma coisa que você quer falar comigo.

BJOS SINALIZADOS.