RYBENINHA

RYBENINHA
SINAL: BEM -VINDOS

DÊ-ME TUA MÃO QUE TE DIREI QUEM ÉS



“Em minha silenciosa escuridão,
Mais claro que o ofuscante sol,
Está tudo que desejarias ocultar de mim.
Mais que palavras,
Tuas mãos me contam tudo que recusavas dizer.
Frementes de ansiedade ou trêmulas de fúria,
Verdadeira amizade ou mentira,
Tudo se revela ao toque de uma mão:
Quem é estranho,
Quem é amigo...
Tudo vejo em minha silenciosa escuridão.
Dê-me tua mão que te direi quem és."


Natacha (vide documentário Borboletas de Zagorski)


SINAL DE "Libras"

SINAL DE "Libras"
"VOCÊ PRECISA SER PARTICIPANTE DESTE MUNDO ONDE MÃOS FALAM E OLHOS ESCUTAM, ONDE O CORPO DÁ A NOTA E O RÍTMO. É UM MUNDO ESPECIAL PARA PESSOAS ESPECIAIS..."

LIBRAS

LIBRAS
" A Língua de Sinais é, nas mãos de seus mestres, uma linguagem das mais belas e expressivas, para a qual, no contato entre si é como um meio de alcançar de forma fácil e rápida a mente do surdo, nem a natureza nem a arte proporcionaram um substituto satisfatório." J. Schuyler Long

LIBRAS

LIBRAS
"Se o lugar não está pronto para receber todas as pessoas, então o lugar é deficiente" - Thaís Frota

LIBRAS

LIBRAS
Aprender Libras é respirar a vida por outros ângulos, na voz do silêncio, no turbilhão das águas, no brilho do olhar. Aprender Libras é aprender a falar de longe ou tão de perto que apenas o toque resolve todas as aflições do viver, diante de todos os desafios audíveis. Nem tão poético, nem tão fulgaz.... apenas um Ser livre de preconceitos e voluntário da harmonia do bem viver.” Luiz Albérico B. Falcão

PEDAGOGIA SURDA

PEDAGOGIA SURDA
PROFESSOR BILÍNGUE

QUANDO EU ACEITO A LÍNGUA DE SINAIS

QUANDO EU ACEITO A LÍNGUA DE SINAIS
“ A língua de sinais anula a deficiência e permite que os surdos constituam, então, uma comunidade lingüística minoritária diferente e não um desvio da normalidade”. Skliar

segunda-feira, 24 de março de 2014

DE QUEM É CULPA? Desabafo de uma mãe surda de um filho surdo.



DE QUEM É CULPA?
Desabafo de uma mãe surda de um filho surdo

Tenho um filho surdo de 8 anos, Rick, que está em uma escola "inclusiva" (ou será que a palavra correta é "exclusão" ?), não por minha opção (se tivesse uma escola bilingue libras/português em Florianópolis eu o colocaria lá com certeza) ...

Lá em escola sou uma mãe diferente das outras mães dos alunos, sou surda e sou frequentemente chamada pela equipe para reuniões sobre meu filho...

Meu filho adorava esta escola na primeira série e na segunda série... Antes Não tinha problemas tão grave... Só a hiperatividade dele que estava sendo controlado...

Mas este semestre fui chamada para ir escola para conversar com a equipe que questionam sobre o comportamento de meu filho Rick. Disseram (como se não soubessem que ele é hiperativo) que Rick é um aluno muito agitado, tem dificuldades de aprendizagem, não presta atenção nas aulas, não para sentado em sua carteira e grita sem parar e batendo nos colegas e professora ...

... e engolindo tudo isto, pacientemente concordei com orientações de que se o Rick não se comportar, ele fica sem recreio e sem educação física e também sem brincar com jogos em Xbox em casa...

Em casa conversei com meu filho em Libras chamando atenção desse mau comportamento dele (acho estranho porque em casa, fora hiperatividade rotineira dele, ele é amoroso com cachorros e comigo, não demostra agressividade).

Outro dia fui buscar o Rick mais cedo e encontrei a atual professora de terceira serie no corredor... Ela falou comigo com expressão facial muito carrancuda e disse brava: Rick não sabe nada e não tem comunicação (como se fosse culpa minha?... Se secretaria de educação municipal querem inclusão, que se preparem adequadamente para o tal)...

Me sentindo mal com isto e em casa procurei conversar de novo com Rick para procurar entender "o porque" ele mudou atitude dentro da escola (todos dias Rick diz não quer ir para escola... E antes ele adorava)...

... Depois de conversar com o Rick em Libras, conclui que a professora é muito brava com o Rick (testemunhei eu mesma pela expressão facial da professora) e Rick tem dificuldade de escrever português (obviamente, o ensino de português está na metodologia de cultura ouvinte e não adaptado como segunda lingua para surdos) tudo esta muito rápido e ele não consegue acompanhar e os colegas não tem paciência com ele e por isto Rick não quer fazer nada.

Esta semana eu tentei ajudar o Rick em uma tarefa de português, onde se responde questionário sobre uma história infantil contada em sala de aula, a interprete me avisou que era história de três porquinhos ... Ajudei o Rick a responder as perguntas sobre titulo de história, personagens principais, bla, bla... Mas quanto chegou a vez de responder pergunta selecionando quais nomes de porquinhos ... Eu não sabia e o Rick disse que interprete fez sinal de porquinho... Eu expliquei que cada porquinho tem um nome qual é? Ele não lembrava...

Então deixei recado para professora explicando que ele não respondeu estas perguntas porque não sabia... A professora respondeu friamente: "ele esteve em sala de aula e a história teve interpretação para Libras" , que ignorância dessa professora que não entende que são duas línguas... A historia foi contada em português e o Rick teve interpretação em Libras... E se Rick fosse responder tudo em Libras saberia sim ...

Me questiono: DE QUEM É A CULPA?

Fiquei tão revoltada que decidi desabafar por aqui!

Karin Strobel

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=639266946145688&set=a.138491292889925.29830.100001871645122&type=1&theater

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTE AQUI NO BLOG!!!
SEU COMENTÁRIO FAZ TODA DIFERENÇA!!!

Um comentário é o que você pensa, sua opinião, alguma coisa que você quer falar comigo.

BJOS SINALIZADOS.