RYBENINHA

RYBENINHA
SINAL: BEM -VINDOS

DÊ-ME TUA MÃO QUE TE DIREI QUEM ÉS



“Em minha silenciosa escuridão,
Mais claro que o ofuscante sol,
Está tudo que desejarias ocultar de mim.
Mais que palavras,
Tuas mãos me contam tudo que recusavas dizer.
Frementes de ansiedade ou trêmulas de fúria,
Verdadeira amizade ou mentira,
Tudo se revela ao toque de uma mão:
Quem é estranho,
Quem é amigo...
Tudo vejo em minha silenciosa escuridão.
Dê-me tua mão que te direi quem és."


Natacha (vide documentário Borboletas de Zagorski)


SINAL DE "Libras"

SINAL DE "Libras"
"VOCÊ PRECISA SER PARTICIPANTE DESTE MUNDO ONDE MÃOS FALAM E OLHOS ESCUTAM, ONDE O CORPO DÁ A NOTA E O RÍTMO. É UM MUNDO ESPECIAL PARA PESSOAS ESPECIAIS..."

LIBRAS

LIBRAS
" A Língua de Sinais é, nas mãos de seus mestres, uma linguagem das mais belas e expressivas, para a qual, no contato entre si é como um meio de alcançar de forma fácil e rápida a mente do surdo, nem a natureza nem a arte proporcionaram um substituto satisfatório." J. Schuyler Long

LIBRAS

LIBRAS
"Se o lugar não está pronto para receber todas as pessoas, então o lugar é deficiente" - Thaís Frota

LIBRAS

LIBRAS
Aprender Libras é respirar a vida por outros ângulos, na voz do silêncio, no turbilhão das águas, no brilho do olhar. Aprender Libras é aprender a falar de longe ou tão de perto que apenas o toque resolve todas as aflições do viver, diante de todos os desafios audíveis. Nem tão poético, nem tão fulgaz.... apenas um Ser livre de preconceitos e voluntário da harmonia do bem viver.” Luiz Albérico B. Falcão

PEDAGOGIA SURDA

PEDAGOGIA SURDA
PROFESSOR BILÍNGUE

QUANDO EU ACEITO A LÍNGUA DE SINAIS

QUANDO EU ACEITO A LÍNGUA DE SINAIS
“ A língua de sinais anula a deficiência e permite que os surdos constituam, então, uma comunidade lingüística minoritária diferente e não um desvio da normalidade”. Skliar

sábado, 15 de agosto de 2015

Escola abre curso de Libras para alunos do ensino regular - Prefeitura de São José dos Pinhais / PR

Paraná – Alunos da Escola Padre Pedro Fuss estão aprendendo Libras para se comunicarem com os colegas.

Não há limite para as amizades que surgem no ambiente escolar. E foi pelo interesse e procura dos alunos ouvintes, que a Escola Municipal de Surdos Ilza Santos, de São José dos Pinhais, abriu uma turma do curso básico em Libras para alunos do Ensino Regular da Escola Municipal Padre Pedro Fuss.
Desde o início do ano as duas Escolas funcionam dentro da mesma área, porém em blocos diferentes. “A diferença entre as duas Escolas é que no bloco onde funciona a Escola Ilza Santos os alunos surdos são atendidos e alfabetizados na sala de aula com professor bilíngue. Em comum os alunos das duas Escolas compartilham o mesmo currículo e convivem nas demais estruturas, como o ginásio de esportes, biblioteca, refeitório e a área de lazer. Outra diferença? O sinal de intervalo de uma Escola é sonoro enquanto na Escola de alunos surdos é um sinal luminoso”, explica a secretária de educação, Neide Setim, para exemplificar a integração das Unidades.
A experiência bem sucedida se deu no início de 2015, após uma reforma e adequação de um bloco inteiro da Escola Padre Pedro Fuss para receber os alunos da Escola Ilza Santos.
Professor de Libras Thiago de Almeida Santana com a pedagoga Mariana Aliganchuki, que é bilíngue e interlocutora nas aulas.
Professor de Libras Thiago de Almeida Santana com a pedagoga Mariana Aliganchuki, que é bilíngue e interlocutora nas aulas.
O resultado do convívio trouxe ganhos para toda a comunidade escolar. As diferenças de comunicação entre alunos ouvintes e surdos ficaram para trás quando, no convívio, as amizades nasceram. Os alunos ouvintes passaram a perguntar para as professoras interlocutoras como se expressar em sinais para conversar com os colegas, o que trouxe a ideia de oferecer o curso de libras para alunos ouvintes.
Assim que a Escola abriu matrículas para as duas turmas, a procura foi tão grande que logo as 25 vagas por turno foram preenchidas.
A aula inaugural aconteceu nesta semana, na quarta-feira (12) pela manhã e na quinta-feira (13) à tarde. Os alunos participam das aulas na biblioteca da Escola Pedro Fuss no contra turno com o professor de Libras surdo Thiago de Almeida Santana e com a pedagoga Mariana Aliganchuki, que é bilíngue e interlocutora nas aulas.

http://www.surdosol.com.br/escola-abre-curso-de-libras-para-alunos-do-ensino-regular/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTE AQUI NO BLOG!!!
SEU COMENTÁRIO FAZ TODA DIFERENÇA!!!

Um comentário é o que você pensa, sua opinião, alguma coisa que você quer falar comigo.

BJOS SINALIZADOS.