RYBENINHA

RYBENINHA
SINAL: BEM -VINDOS

DÊ-ME TUA MÃO QUE TE DIREI QUEM ÉS



“Em minha silenciosa escuridão,
Mais claro que o ofuscante sol,
Está tudo que desejarias ocultar de mim.
Mais que palavras,
Tuas mãos me contam tudo que recusavas dizer.
Frementes de ansiedade ou trêmulas de fúria,
Verdadeira amizade ou mentira,
Tudo se revela ao toque de uma mão:
Quem é estranho,
Quem é amigo...
Tudo vejo em minha silenciosa escuridão.
Dê-me tua mão que te direi quem és."


Natacha (vide documentário Borboletas de Zagorski)


SINAL DE "Libras"

SINAL DE "Libras"
"VOCÊ PRECISA SER PARTICIPANTE DESTE MUNDO ONDE MÃOS FALAM E OLHOS ESCUTAM, ONDE O CORPO DÁ A NOTA E O RÍTMO. É UM MUNDO ESPECIAL PARA PESSOAS ESPECIAIS..."

LIBRAS

LIBRAS
" A Língua de Sinais é, nas mãos de seus mestres, uma linguagem das mais belas e expressivas, para a qual, no contato entre si é como um meio de alcançar de forma fácil e rápida a mente do surdo, nem a natureza nem a arte proporcionaram um substituto satisfatório." J. Schuyler Long

LIBRAS

LIBRAS
"Se o lugar não está pronto para receber todas as pessoas, então o lugar é deficiente" - Thaís Frota

LIBRAS

LIBRAS
Aprender Libras é respirar a vida por outros ângulos, na voz do silêncio, no turbilhão das águas, no brilho do olhar. Aprender Libras é aprender a falar de longe ou tão de perto que apenas o toque resolve todas as aflições do viver, diante de todos os desafios audíveis. Nem tão poético, nem tão fulgaz.... apenas um Ser livre de preconceitos e voluntário da harmonia do bem viver.” Luiz Albérico B. Falcão

PEDAGOGIA SURDA

PEDAGOGIA SURDA
PROFESSOR BILÍNGUE

QUANDO EU ACEITO A LÍNGUA DE SINAIS

QUANDO EU ACEITO A LÍNGUA DE SINAIS
“ A língua de sinais anula a deficiência e permite que os surdos constituam, então, uma comunidade lingüística minoritária diferente e não um desvio da normalidade”. Skliar

sábado, 15 de agosto de 2015

Colégio da Barra dos Coqueiros faz interação de surdos com colegas

Sergipe – O Colégio Estadual Doutor Carlos Firpo, localizado no município da Barra dos Coqueiros, iniciou na tarde desta quinta-feira, 30, uma Oficina de Língua Brasileira de Sinais (Libras).

A ação envolveu alunos, professores, pais de alunos com deficiência auditiva e membros da comunidade do entorno da escola. O evento tem o objetivo de promover uma interação entre alunos com deficiência auditiva, colegas e comunidade em geral. A oficina acontecerá sempre às quintas-feiras entre os meses de julho e novembro.
A professora Andreza Andrade, diretora do Carlos Firpo, informou que a oficina foi uma iniciativa dos professores que atuam na sala de recursos multifuncionais, que sentiram a necessidade de promover uma maior inclusão do aluno com surdez com os colegas.

oficina02 

“A ideia partiu da professora Rubivânia, que é surda e professora de Libras, com o intuito de chamar a atenção das pessoas de Barra dos Coqueiros para a importância da escola como espaço de inclusão e formação do cidadão pleno, independentemente de sua deficiência”, disse a diretora.
Êxito
O professor de Libras, Erinaldo da Silva, está confiante no êxito da oficina que teve um número de inscritos acima do esperado. “A inclusão não deve acontecer somente na escola, mas em casa, na rua, em todos os ambientes”, diz
Ele destaca a ação para fazer com que o surdo sinta parte da sociedade e possa também dar sua contribuição e transformar realidades. “Todos estão bastante estimulados em aprender a língua de sinais”, comenta.
Para o aluno Nalisson Batista, que é surdo, seria muito bom se todos pudessem aprender Libras para que ele pudesse se comunicar com mais pessoas.
“As pessoas precisam aprender Libras para conversar com os surdos. Todos nós somos iguais e merecemos respeito e oportunidades para demonstrar nosso potencial. Muito bom esse curso”, disse o aluno, ante a tradução do professor Erinaldo.
Sala de Recursos Multifuncionais
A professora Jandira Andrade que leciona com alunos com necessidades especiais informou que a Oficina de Libras, é mais uma ação da escola para promover a inclusão.
“Temos uma sala de recursos multifuncionais que atende ao aluno com deficiência intelectual, surdez e baixa visão. Fazemos atividades lúdicas, artísticas para ajudar no desenvolvimento dos alunos, estimulando e elevando a auto-estima deles que tem muita coisa a nos ensinar”, arremata a professora.

 http://www.surdosol.com.br/colegio-da-barra-dos-coqueiros-faz-interacao-de-surdos-com-colegas/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTE AQUI NO BLOG!!!
SEU COMENTÁRIO FAZ TODA DIFERENÇA!!!

Um comentário é o que você pensa, sua opinião, alguma coisa que você quer falar comigo.

BJOS SINALIZADOS.