RYBENINHA

RYBENINHA
SINAL: BEM -VINDOS

DÊ-ME TUA MÃO QUE TE DIREI QUEM ÉS



“Em minha silenciosa escuridão,
Mais claro que o ofuscante sol,
Está tudo que desejarias ocultar de mim.
Mais que palavras,
Tuas mãos me contam tudo que recusavas dizer.
Frementes de ansiedade ou trêmulas de fúria,
Verdadeira amizade ou mentira,
Tudo se revela ao toque de uma mão:
Quem é estranho,
Quem é amigo...
Tudo vejo em minha silenciosa escuridão.
Dê-me tua mão que te direi quem és."


Natacha (vide documentário Borboletas de Zagorski)


SINAL DE "Libras"

SINAL DE "Libras"
"VOCÊ PRECISA SER PARTICIPANTE DESTE MUNDO ONDE MÃOS FALAM E OLHOS ESCUTAM, ONDE O CORPO DÁ A NOTA E O RÍTMO. É UM MUNDO ESPECIAL PARA PESSOAS ESPECIAIS..."

LIBRAS

LIBRAS
" A Língua de Sinais é, nas mãos de seus mestres, uma linguagem das mais belas e expressivas, para a qual, no contato entre si é como um meio de alcançar de forma fácil e rápida a mente do surdo, nem a natureza nem a arte proporcionaram um substituto satisfatório." J. Schuyler Long

LIBRAS

LIBRAS
"Se o lugar não está pronto para receber todas as pessoas, então o lugar é deficiente" - Thaís Frota

LIBRAS

LIBRAS
Aprender Libras é respirar a vida por outros ângulos, na voz do silêncio, no turbilhão das águas, no brilho do olhar. Aprender Libras é aprender a falar de longe ou tão de perto que apenas o toque resolve todas as aflições do viver, diante de todos os desafios audíveis. Nem tão poético, nem tão fulgaz.... apenas um Ser livre de preconceitos e voluntário da harmonia do bem viver.” Luiz Albérico B. Falcão

PEDAGOGIA SURDA

PEDAGOGIA SURDA
PROFESSOR BILÍNGUE

QUANDO EU ACEITO A LÍNGUA DE SINAIS

QUANDO EU ACEITO A LÍNGUA DE SINAIS
“ A língua de sinais anula a deficiência e permite que os surdos constituam, então, uma comunidade lingüística minoritária diferente e não um desvio da normalidade”. Skliar

quinta-feira, 8 de maio de 2014

'Afilhada' de Bebeto, repórter surda rouba cena e cai nas graças de Felipão

Convocação da seleção brasileira para a Copa do Mundo45 fotos

41 / 45
07.05.2014 - A repórter Clarissa Guerretta (D) pergunta ao técnico Felipão com o auxílio da intérprete Andreza Macedo (E) Júlio César Guimarães/ UOL


Clarissa Guerretta roubou a cena na convocação dos 23 jogadores que vão defender o Brasil na Copa do Mundo. Deficiente auditiva, a repórter questionou o técnico Luiz Felipe Scolari com o auxílio da intérprete de libras Andreza Macedo. A cena chamou atenção dos presentes na última quarta-feira e revelou o trabalho da "afilhada" do tetracampeão Bebeto.
A profissional não tem parentesco com o ex-jogador e integrante do COL (Comitê Organizador Local). Entretanto, foi o ex-camisa 7 da seleção que a ajudou a fazer sua primeira pergunta em uma entrevista. Foi em 23 de março, na inauguração da nova Granja Comary, que Clarissa iniciou o trabalho na cobertura da seleção brasileira pela TV INES - WebTV ligada ao Instituto Nacional de Educação de Surdos.
"O Bebeto me ajudou muito. Ele conhece o Instituto e diversos deficientes auditivos. Já fez algumas atuações importantes lá também. Tive a oportunidade de perguntar e começar a ter um espaço desde aquele dia. Sou a primeira surda a participar de uma coletiva para a Copa do Mundo. Tenho uma intérprete fundamental no meu trabalho. Sem ela, não seria possível", explicou Clarissa, com auxílio da profissional.
Guerretta cativou os presentes e caiu nas graças do técnico Felipão pela atitude e carisma. Ao perceber a deficiência auditiva da repórter, o técnico da seleção sorriu e reagiu de maneira positiva, se mostrando surpreso e encantando com a cena fora da realidade em outras convocações.
Até mesmo o presidente da CBF, José Maria Marin, foi conquistado, mesmo que de longe, por Clarissa. Enquanto a repórter perguntava, o mandatário sorria e comentava com os membros da mesa sobre a presença da moça.
Questionada pela reportagem do UOL Esporte sobre as principais dificuldades para exercer o trabalho, a profissional respondeu ao lado de Andreza Macedo.
"Uso as mãos para me comunicar e não sou páreo para tantos microfones (risos). Ainda falta acessibilidade ao deficiente auditivo, mas as pessoas percebem que sou surda e me fornecem o espaço necessário aos poucos. É como outro idioma. Não fico nervosa na hora de perguntar. Imagino como se todos fossem alunos em uma sala. Vou continuar. Uma emissora aberta para os surdos é o meu grande sonho. Espero realizá-lo um dia".
Além da intérprete Andreza Macedo, a repórter Clarissa Guerretta conta com o apoio do diretor Márcio Salim e da produtora Meri Mércia. Inclusive, a última explicou o desafio de divulgar uma WebTV feita por surdos e ouvintes em libras com legendas descritivas e locução.
"O retorno está sendo positivo. Achamos que teríamos problemas, mas tem sido melhor do que o esperado. A barreira da comunicação não é o fator mais difícil. O problema é fortalecer o projeto e estudamos a melhor forma de fazê-lo. Mas a receptividade das pessoas e o carinho com o trabalho nos emociona e dá força para seguir em frente", encerrou Mércia.

 http://copadomundo.uol.com.br/noticias/redacao/2014/05/08/afilhada-de-bebeto-reporter-surda-rouba-cena-e-cai-nas-gracas-de-felipao.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTE AQUI NO BLOG!!!
SEU COMENTÁRIO FAZ TODA DIFERENÇA!!!

Um comentário é o que você pensa, sua opinião, alguma coisa que você quer falar comigo.

BJOS SINALIZADOS.