RYBENINHA

RYBENINHA
SINAL: BEM -VINDOS

DÊ-ME TUA MÃO QUE TE DIREI QUEM ÉS



“Em minha silenciosa escuridão,
Mais claro que o ofuscante sol,
Está tudo que desejarias ocultar de mim.
Mais que palavras,
Tuas mãos me contam tudo que recusavas dizer.
Frementes de ansiedade ou trêmulas de fúria,
Verdadeira amizade ou mentira,
Tudo se revela ao toque de uma mão:
Quem é estranho,
Quem é amigo...
Tudo vejo em minha silenciosa escuridão.
Dê-me tua mão que te direi quem és."


Natacha (vide documentário Borboletas de Zagorski)


SINAL DE "Libras"

SINAL DE "Libras"
"VOCÊ PRECISA SER PARTICIPANTE DESTE MUNDO ONDE MÃOS FALAM E OLHOS ESCUTAM, ONDE O CORPO DÁ A NOTA E O RÍTMO. É UM MUNDO ESPECIAL PARA PESSOAS ESPECIAIS..."

LIBRAS

LIBRAS
" A Língua de Sinais é, nas mãos de seus mestres, uma linguagem das mais belas e expressivas, para a qual, no contato entre si é como um meio de alcançar de forma fácil e rápida a mente do surdo, nem a natureza nem a arte proporcionaram um substituto satisfatório." J. Schuyler Long

LIBRAS

LIBRAS
"Se o lugar não está pronto para receber todas as pessoas, então o lugar é deficiente" - Thaís Frota

LIBRAS

LIBRAS
Aprender Libras é respirar a vida por outros ângulos, na voz do silêncio, no turbilhão das águas, no brilho do olhar. Aprender Libras é aprender a falar de longe ou tão de perto que apenas o toque resolve todas as aflições do viver, diante de todos os desafios audíveis. Nem tão poético, nem tão fulgaz.... apenas um Ser livre de preconceitos e voluntário da harmonia do bem viver.” Luiz Albérico B. Falcão

PEDAGOGIA SURDA

PEDAGOGIA SURDA
PROFESSOR BILÍNGUE

QUANDO EU ACEITO A LÍNGUA DE SINAIS

QUANDO EU ACEITO A LÍNGUA DE SINAIS
“ A língua de sinais anula a deficiência e permite que os surdos constituam, então, uma comunidade lingüística minoritária diferente e não um desvio da normalidade”. Skliar

quinta-feira, 5 de março de 2015

Projeto em Pernambuco ensina surdos a usar a fotografia como forma de expressão


Foto: divulgação FotoLibras

Cerca de 20 jovens surdos de Pernambuco concluíram o Curso de Fotografia Foto Escola II, do projeto FotoLibras, voltado para a formação de fotógrafos com surdez. A iniciativa foi realizada na Escola Estadual Governador Barbosa Lima, considerada referência em educação inclusiva no Estado. O material produzido durante as aulas, que aconteceram durante quatro meses, será exibido no dia 5 de março na exposição “Eu e o Outro”, que mostra o cotidiano dos estudantes não só no ambiente escolar, mas também em família.
Desde 2007, o FotoLibras ensina jovens surdos, através da Língua Brasileira de Sinais, a utilizar a fotografia como meio de expressão e comunicação, aumentando a visibilidade e a inclusão da comunidade surda na sociedade.  Criado pelo Grupo de Educação e Mudança pela Arte (GEMA) e com o apoio do Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura (Funcultura), o projeto explora as possibilidades comunicacionais que a fotografia oferece, compartilhando ideias sobre a cultura e os direitos dos surdos e promovendo diálogo entre surdos e ouvintes através da imagem.

fotolibras3
Foto: divulgação FotoLibras
Durante o curso realizado nos últimos quatro meses, os alunos puderam ter contato com técnicas e equipamentos fotográficos e com a linguagem expressiva do mundo das imagens. “Esperamos e desejamos que o curso possa contribuir com uma ampliação da percepção sobre as coisas simples da vida, assim como, estimular um censo critico e valorização da cultura surda”, diz o professor Mateus Sá.
Acesse aqui o Guia FotoLibras, que explica o projeto e dá dicas para pessoas que querem  desenvolver  outras iniciativas parecidas, a fim de promover a cultura surda e propagar a importância da fotografia como ferramenta pedagógica interdisciplinar no ensino.

 http://www.ines.gov.br/index.php/projeto-em-pernambuco-ensina-surdos-a-usar-a-fotografia-como-forma-de-expressao

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTE AQUI NO BLOG!!!
SEU COMENTÁRIO FAZ TODA DIFERENÇA!!!

Um comentário é o que você pensa, sua opinião, alguma coisa que você quer falar comigo.

BJOS SINALIZADOS.