RYBENINHA

RYBENINHA
SINAL: BEM -VINDOS

DÊ-ME TUA MÃO QUE TE DIREI QUEM ÉS



“Em minha silenciosa escuridão,
Mais claro que o ofuscante sol,
Está tudo que desejarias ocultar de mim.
Mais que palavras,
Tuas mãos me contam tudo que recusavas dizer.
Frementes de ansiedade ou trêmulas de fúria,
Verdadeira amizade ou mentira,
Tudo se revela ao toque de uma mão:
Quem é estranho,
Quem é amigo...
Tudo vejo em minha silenciosa escuridão.
Dê-me tua mão que te direi quem és."


Natacha (vide documentário Borboletas de Zagorski)


SINAL DE "Libras"

SINAL DE "Libras"
"VOCÊ PRECISA SER PARTICIPANTE DESTE MUNDO ONDE MÃOS FALAM E OLHOS ESCUTAM, ONDE O CORPO DÁ A NOTA E O RÍTMO. É UM MUNDO ESPECIAL PARA PESSOAS ESPECIAIS..."

LIBRAS

LIBRAS
" A Língua de Sinais é, nas mãos de seus mestres, uma linguagem das mais belas e expressivas, para a qual, no contato entre si é como um meio de alcançar de forma fácil e rápida a mente do surdo, nem a natureza nem a arte proporcionaram um substituto satisfatório." J. Schuyler Long

LIBRAS

LIBRAS
"Se o lugar não está pronto para receber todas as pessoas, então o lugar é deficiente" - Thaís Frota

LIBRAS

LIBRAS
Aprender Libras é respirar a vida por outros ângulos, na voz do silêncio, no turbilhão das águas, no brilho do olhar. Aprender Libras é aprender a falar de longe ou tão de perto que apenas o toque resolve todas as aflições do viver, diante de todos os desafios audíveis. Nem tão poético, nem tão fulgaz.... apenas um Ser livre de preconceitos e voluntário da harmonia do bem viver.” Luiz Albérico B. Falcão

PEDAGOGIA SURDA

PEDAGOGIA SURDA
PROFESSOR BILÍNGUE

QUANDO EU ACEITO A LÍNGUA DE SINAIS

QUANDO EU ACEITO A LÍNGUA DE SINAIS
“ A língua de sinais anula a deficiência e permite que os surdos constituam, então, uma comunidade lingüística minoritária diferente e não um desvio da normalidade”. Skliar

sexta-feira, 20 de março de 2015

A Importância da Estimulação Infantil para o Processamento Auditivo Central

A Importância da Estimulação Infantil para o Processamento Auditivo Central

1)      PROCESSAMENTO AUDITIVO E DESORDEM (OU TRANSTORNO) DO PROCESSAMENTO AUDITIVO CENTRAL:

Processamento Auditivo é definido como o conjunto de habilidades necessárias para analisar e interpretar os padrões sonoros. Envolve todas as operações que o sistema auditivo realiza: receber, detectar, reconhecer, associar e integrar os estímulos acústicos.
orelha 

O sistema auditivo é composto pela via periférica e pela via central: a via auditiva periférica encontra-se pronta ao nascimento e é constituída pela orelha externa (pavilhão da orelha + meato acústico externo), orelha média (ossículos martelobigorna e estribo) e orelha interna. A cóclea, que fica localizada na orelha interna, transforma o impulso sonoro em elétrico para que a via auditiva central a receba, analise e programe uma resposta. É importante ressaltar que, diferente do periférico, o componente auditivo central se desenvolve a partir de experiências sonoras pelas quais a criança passa nos primeiros anos de vida, período em que se formam as primeiras conexões neuronais.
Quando o indivíduo apresenta dificuldades em discriminar, reconhecer, recordar e/ou compreender informações apresentadas aos canais auditivos, mesmo apresentando níveis normais de cognição e audição periférica, pode-se desconfiar que ele possui uma alteração na via auditiva central, conhecida como Desordem ou Transtorno do Processamento Auditivo. Dessa forma, muitas pessoas, embora possuam inteligência e acuidade auditiva normal (detectam sons dentro dos padrões de normalidade), apresentam, devido à Desordem do Processamento Auditivo Central, dificuldades na interpretação da informação sonora, o que pode acarretar problemas de linguagem, de fala e de aprendizado.
As habilidades auditivas envolvidas no Processamento Auditivo Central são: detecção, localização da fonte sonora, discriminação auditiva, atenção seletiva, figura-fundo auditiva, fechamento auditivo, separação e integração binaural e memória sequencial auditiva.

2)      QUAIS SÃO AS PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS:

Os principais sinais apresentados pelos indivíduos com Desordem do Processamento Auditivo são:
dpac
  • Atraso no desenvolvimento da linguagem.
  • Problemas de produção de sons, principalmente / r / e / l /.
  • Alterações na atenção dirigida.
  • Distração (principalmente na presença de ruídos de fundo).
  • Sensibilidade exagerada frente a sons intensos.
  • Dificuldades em seguir ordens verbais.
  • Necessidade de repetição frequente de estímulos verbais (perguntam muito “hum?” “o que você disse?”, mesmo tendo escutado com clareza).
  • Dificuldade de memorização de informações escutadas.
  • Dificuldade na consciência fonológica (associação grafema-fonema).
  • Disfemia (gagueira).
  • Dificuldades em compreender piadas, linguagem figurada e trocadilhos.
  • Dificuldade em identificar a ideia principal de um enunciado.
  • Dificuldade de interpretação da informação escutada.

3)      QUAIS SÃO AS CAUSAS?

Vários fatores podem causar a Desordem do Processamento Auditivo Central, destacando-se distúrbios específicos no desenvolvimento da função auditiva, lesões em alguma etapa das vias auditivas e a privação sensorial auditiva durante a infância.

4)      QUAL É A RELAÇÃO ENTRE A ESTIMULAÇÃO ADEQUADA DA CRIANÇA E O PROCESSAMENTO AUDITIVO?

Ouvir é uma habilidade que depende tanto da capacidade biológica do indivíduo, quanto das experiências que o meio lhe proporciona.
Durante os cinco primeiros anos de vida o sistema nervoso central (incluindo a via auditiva central) está em rápido processo de desenvolvimento e necessita de estímulos variados e abundantes para que esse processo ocorra adequadamente. Estudos mostram que a privação sensorial devido à falta de estimulação durante a primeira infância (período crítico de maturação e desenvolvimento), pode causar dificuldades no processamento auditivo.
O que os pais podem fazer para estimular as habilidades auditivas da criança e assim garantir um meio propício ao seu desenvolvimento?
Existem algumas dicas simples que podem ser colocadas em prática no dia a dia da família. Para desenvolver as habilidades auditivas, a criança precisa escutar diferentes tipos de sons e informações, por esse motivo, as orientações a seguir envolvem atividades dialógicas, que além de auxiliarem no desenvolvimento da via auditiva central, também servem de ferramentas para o desenvolvimento da linguagem oral:
-      Converse com a criança desde o nascimento, faça isso durante as atividades do dia a dia: enquanto faz compra, cozinha, dá banho e troca a roupa da criança. Você pode aproveitar o que tem a sua volta para conversar estimula-la.
-      Cante com seu filho! Permita que ele conheça músicas, ritmos e instrumentos de diferentes tipos e sons.
-      Ao fazer compras na companhia da criança, converse sobre os produtos e aproveite para ouvir o que a criança tem a dizer sobre o assunto.
-      Leia para a criança com frequência (livros, revistas e gibis) desde muito cedo, aumentando o tempo de leitura de forma gradual. Respeite o seu limite de atenção, utilize livros e outros materiais apropriados para cada idade.
-      Permita que a criança vivencie experiências que envolvam sons e ruídos, mostre a diferença entre os barulhos dos objetos e bichos.
-      Dê significado aos sons e palavras novas.

5)      CONCLUINDO…

Muitas vezes os pais se preocupam apenas com a integridade física de seus filhos e, com o dia a dia apressado, não se atentam que a falta de estimulação adequada das crianças pode causar dificuldades e até transtornos. Um exemplo disso é a Desordem do Processamento Auditivo. Portanto, é importante que os pais propiciem um ambiente favorável não só ao desenvolvimento físico, mas também ao desenvolvimento cognitivo e auditivo.
 Caso os pais tenham qualquer dúvida ou suspeita relacionada ao Processamento Auditivo Central, é importante que procurem auxílio fonoaudiológico especializado.

 http://www.apoiofonoaudiologico.com/a-importancia-da-estimulacao-infantil-para-o-processamento-auditivo-central/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTE AQUI NO BLOG!!!
SEU COMENTÁRIO FAZ TODA DIFERENÇA!!!

Um comentário é o que você pensa, sua opinião, alguma coisa que você quer falar comigo.

BJOS SINALIZADOS.