RYBENINHA

RYBENINHA
SINAL: BEM -VINDOS

DÊ-ME TUA MÃO QUE TE DIREI QUEM ÉS



“Em minha silenciosa escuridão,
Mais claro que o ofuscante sol,
Está tudo que desejarias ocultar de mim.
Mais que palavras,
Tuas mãos me contam tudo que recusavas dizer.
Frementes de ansiedade ou trêmulas de fúria,
Verdadeira amizade ou mentira,
Tudo se revela ao toque de uma mão:
Quem é estranho,
Quem é amigo...
Tudo vejo em minha silenciosa escuridão.
Dê-me tua mão que te direi quem és."


Natacha (vide documentário Borboletas de Zagorski)


SINAL DE "Libras"

SINAL DE "Libras"
"VOCÊ PRECISA SER PARTICIPANTE DESTE MUNDO ONDE MÃOS FALAM E OLHOS ESCUTAM, ONDE O CORPO DÁ A NOTA E O RÍTMO. É UM MUNDO ESPECIAL PARA PESSOAS ESPECIAIS..."

LIBRAS

LIBRAS
" A Língua de Sinais é, nas mãos de seus mestres, uma linguagem das mais belas e expressivas, para a qual, no contato entre si é como um meio de alcançar de forma fácil e rápida a mente do surdo, nem a natureza nem a arte proporcionaram um substituto satisfatório." J. Schuyler Long

LIBRAS

LIBRAS
"Se o lugar não está pronto para receber todas as pessoas, então o lugar é deficiente" - Thaís Frota

LIBRAS

LIBRAS
Aprender Libras é respirar a vida por outros ângulos, na voz do silêncio, no turbilhão das águas, no brilho do olhar. Aprender Libras é aprender a falar de longe ou tão de perto que apenas o toque resolve todas as aflições do viver, diante de todos os desafios audíveis. Nem tão poético, nem tão fulgaz.... apenas um Ser livre de preconceitos e voluntário da harmonia do bem viver.” Luiz Albérico B. Falcão

PEDAGOGIA SURDA

PEDAGOGIA SURDA
PROFESSOR BILÍNGUE

QUANDO EU ACEITO A LÍNGUA DE SINAIS

QUANDO EU ACEITO A LÍNGUA DE SINAIS
“ A língua de sinais anula a deficiência e permite que os surdos constituam, então, uma comunidade lingüística minoritária diferente e não um desvio da normalidade”. Skliar

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

FILME - E SEU NOME É JONAS





Após assistir o filme, comente as relações que pode perceber entre a história contada no filme e a história do surdo.

5 comentários:

  1. Jonas vivia em um mundo que era só seu, com toda certeza se sentia muito isolado, mais tudo mudou quando começou a aprender a linguagem dos sinais, graças à persistência da sua mãe em ajuda – ló.
    Percebe – se que no início do filme quando ele chega a sua casa seus parentes acham que ele não pensa só porque não fala. Portanto a muita dificuldade em ser Jonas, a mãe tem dificuldade e quase nunca consegue se comunicar com o seu filho, mais logicamente procura ajuda – ló a se comunicar de várias formas. Podemos citar o caso da ervilha que ele não quer e começa a jogá-la no chão e seu pai começa a ficar aborrecido. Seu pai também tenta ajudar – ló a praticar beisebol mais em vão.
    Na época da gravação do filme é fácil perceber que muitos considerados especialistas da época não viam a linguagem de sinais como a melhor forma de um surdo aprender a se comunicar, pois iam se tornar preguiçosos.
    Depois de grande perseverança de sua mãe, Jonas através de algumas pessoas aprendeu a linguagem dos sinais e começou a conviver com crianças surdas que também sabiam essa língua, vivendo assim como uma pessoa normal e feliz.

    Instituição: Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES.
    Acadêmico: Otoniel Joaquim Moreno da Silva.
    Período/Curso: Oitavo período de Matemática.
    Ano: 2017.

    ResponderExcluir
  2. Bom, o filme se baseia na história de um garotinho que era surdo, chamado jonas. O filme adaptado é bem antigo, então, o que se pode perceber no começo do filme é que Jonas era tratado como um "retardado" naquela época. Os médicos por não saberem mais informações sobre como atuar numa situação como essa, diagnosticou Jonas como retardado. Assim, podemos dizer que nessa época as barreiras que os surdos teriam que enfrentar era muito grande, é o que se pode perceber no filme, Jonas não sabia ainda da Língua de Sinais e não tinha conhecimento das letras, o que dificultava na comunicação. Jonas podia emitir alguns sons pela boca, o que significa que ele não era "surdo - mudo" (muitas pessoas acham até hoje que isso é verdade). Em relação a perda de audição, Jonas não era surdo profundo e escutava alguns zumbidos. Alguns pontos interessantes devem ser ressaltados e acontece constantemente no filme; a rejeição da sociedade por não saber o que está acontecendo com o garoto, impõe suas opiniões de maneira equivocada, expondo o preconceito. A falta de informação sobre o surdo e sua adaptação no meio social, como podemos perceber no momento em que jonas tenta jogar beisebol e não tem conhecimento nenhum de como jogar e as pessoas acham que ele é retardado por isso. O pai de Jonas tenta inserir Jonas na sociedade do seu jeito, mas também expõe sua opinião de que ele não vai conseguir ou mesmo fazer outras coisas que crianças normais conseguem fazer. Isso faz com que a mãe de Jonas lute sozinha para que Jonas tenha uma vida normal, só que ela encontra vários obstáculos pela frente. Um processo utilizado era o de leitura labial, onde Jonas tentava falar o nome das coisas a partir da leitura labial da especialista que o acompanhava. Nessa instituição não era permitido o uso de sinais, pois achavam que conseguiam tratar da surdez utilizando o método labial e que a língua de sinais só ia expor a concepção de que eles eram de fato retardados. O papel da mãe foi fundamental para que Jonas entendesse a língua de sinais, ela não viu resultados no processo que os profissionais utilizavam e buscou outro método, ela lutou e superou as barreiras que imporão para ela. Jonas ficou feliz por conseguir se comunicar com os outros, o momento mais importante, pois Jonas estava começando uma nova fase em sua vida e com pessoas que podiam se comunicar com ele, ou seja, ele não se via mais sozinho. Atualmente, o surdo é mais aceito, é claro que tem varias barreiras ainda, mas houve muito progresso do surdo no meio social.

    ResponderExcluir
  3. O filme “Meu nome é Jonas” se trata da vida de um menino com surdes . analisando as cenas do filme , vemos que antes essas pessoas que tem essa deficiência, igual a do Jonas, sofriam grande preconceito principalmente pela família. E devido a falta de conhecimento sobre a surdes, essas pessoas sofriam preconceito por parte de seus familiares.
    A principal razão do filme e da mais conhecimento para as pessoas sobre a surdes e que a surdes possui vários níveis, e mostra que cada pessoas escuta de maneira diferente. E segue que a principal comunicação entre os surdos é a línguas de sinais que todos devem apreender para se comunicar.
    A partes do filme que mostra a ignorância de dos professores, que eram tratados como estudiosos dessa área, e que era contra a línguas de sinais, e quando suas escola não era capaz de desenvolver habilidades que eles queriam desenvolver nos alunos , colocavam o problema no aluno e não no seus métodos de aprendizagem. Quando não sabe línguas de sinais, o filme mostrava a comunicação por gestos que não faz partes da comunicação sinais, pois gestos podem ter diversos significados.
    E quando Jonas começou a aprender a línguas de sinais ele percebeu que podia fazer parte da sua família , pois, logo ele conseguia se comunicar ou até mesmo se sentir igual a todos. E as pessoas que tem surdes, não são piores ou melhores as outras, pois elas podem alcançar seus objetivos e suas metas igual as outras pessoas.
    Portanto, vejo que a utilização da língua de sinais e muito importante, pois ocorre a socialização do surdo com outras pessoas.

    ResponderExcluir
  4. Ao assistir o filme pude perceber que Jonas era menino surdo, mas que seus pais não compreendiam a sua deficiência. Ele tinha surdez severa e por ele não conseguir se comunicar os seus familiares achava que ele era retardado que não pensava o que muito ainda pode se vê nos dias de hoje o preconceito de que as pessoas surdas não pensam ou tem outros problemas. Mas o que precisamos compreender que são pessoas como nos em que a única diferença é que são surdas.
    Percebemos também no filme a dificuldade dos pais de lidarem com os filhos que são surdos, pois não aceitam que o filho seja daquela forma e por vários motivos acaba isolando-o do mundo e de todos. Havia naquela época um grande preconceito com a linguagem de sinais, ate mesmo nos lugares que ajudavam pessoas com deficiência auditiva, eles pensavam que língua de sinais poderia ser comunicada apenas entre os surdos e que o mundo era do som, com isso obrigavam que os alunos aprendessem a ler os lábios e emitir o som. Mas seria um problema pois o que fazer quando a criança fosse surda e muda? Ou seja, essa solução seria falha tirando que nem todos os apenas surdos teriam a capacidade de ler os lábios e emitir o som normalmente.
    Como exemplo disso aquele casal de surdos em que o marido não conseguia ler os lábios facilmente já a mulher dele por ter perdido a audição aos sete anos já tinha aprendido a ler e conseguia ler os lábios e emitir o som muito facilmente.
    No filme tinha um lugar em que vários surdos se encontravam para dançar, conversar e se divertir e tinha um som com musica alta, pois muitos surdos conseguem sentir as vibrações dos sons ao seu redor.
    Esse filme foi muito importante para que pudéssemos vê as dificuldades e preconceitos que a criança surda enfrenta no nosso meio. Muitas das vezes julgamos sem conhecer e pode ter certeza que esse filme quebrou muitas barreiras do meu modo de ver o surdo.

    ResponderExcluir
  5. O filme é lindo. E ao mesmo tempo mostra como as pessoas surdas sofriam discriminação. Tratadas como retardadas. Implantavam um critério de ensino, e levavam a ferro e fogo. Surdos e mudos são inteligentes como qualquer um. São pessoas normais como qualquer um. Porém eles tem uma dificuldade que hoje em dia,são solucionados com sinais. E eu particularmente sou apaixonada para aprender e quero um dia poder trabalhar nessa área.

    ResponderExcluir

COMENTE AQUI NO BLOG!!!
SEU COMENTÁRIO FAZ TODA DIFERENÇA!!!

Um comentário é o que você pensa, sua opinião, alguma coisa que você quer falar comigo.

BJOS SINALIZADOS.