RYBENINHA

RYBENINHA
SINAL: BEM -VINDOS

DÊ-ME TUA MÃO QUE TE DIREI QUEM ÉS



“Em minha silenciosa escuridão,
Mais claro que o ofuscante sol,
Está tudo que desejarias ocultar de mim.
Mais que palavras,
Tuas mãos me contam tudo que recusavas dizer.
Frementes de ansiedade ou trêmulas de fúria,
Verdadeira amizade ou mentira,
Tudo se revela ao toque de uma mão:
Quem é estranho,
Quem é amigo...
Tudo vejo em minha silenciosa escuridão.
Dê-me tua mão que te direi quem és."


Natacha (vide documentário Borboletas de Zagorski)


SINAL DE "Libras"

SINAL DE "Libras"
"VOCÊ PRECISA SER PARTICIPANTE DESTE MUNDO ONDE MÃOS FALAM E OLHOS ESCUTAM, ONDE O CORPO DÁ A NOTA E O RÍTMO. É UM MUNDO ESPECIAL PARA PESSOAS ESPECIAIS..."

LIBRAS

LIBRAS
" A Língua de Sinais é, nas mãos de seus mestres, uma linguagem das mais belas e expressivas, para a qual, no contato entre si é como um meio de alcançar de forma fácil e rápida a mente do surdo, nem a natureza nem a arte proporcionaram um substituto satisfatório." J. Schuyler Long

LIBRAS

LIBRAS
"Se o lugar não está pronto para receber todas as pessoas, então o lugar é deficiente" - Thaís Frota

LIBRAS

LIBRAS
Aprender Libras é respirar a vida por outros ângulos, na voz do silêncio, no turbilhão das águas, no brilho do olhar. Aprender Libras é aprender a falar de longe ou tão de perto que apenas o toque resolve todas as aflições do viver, diante de todos os desafios audíveis. Nem tão poético, nem tão fulgaz.... apenas um Ser livre de preconceitos e voluntário da harmonia do bem viver.” Luiz Albérico B. Falcão

PEDAGOGIA SURDA

PEDAGOGIA SURDA
PROFESSOR BILÍNGUE

QUANDO EU ACEITO A LÍNGUA DE SINAIS

QUANDO EU ACEITO A LÍNGUA DE SINAIS
“ A língua de sinais anula a deficiência e permite que os surdos constituam, então, uma comunidade lingüística minoritária diferente e não um desvio da normalidade”. Skliar

sábado, 23 de abril de 2016

III CONGRESSO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DE SURDOS DO DELTA DO PARNAÍBA

III CONGRESSO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DE SURDOS DO DELTA DO PARNAÍBA

O Congresso tem como objetivo informar aos participantes sobre as Escolas Bilíngues, a valorização da LIBRAS “Língua Brasileira de Sinais” e apresentar o bilinguismo como metodologia que mais aproxima o respeito e os direitos ao cidadão surdo, mostrando as necessidades e os benefícios da implantação da Escola Bilíngue, e mudar o velho conceito de surdo clínico, para Ser Social através do Bilinguismo LIBRAS/Português.
       A LIBRAS e a Escola Bilíngue, favorece para o sujeito surdo, seu desenvolvimento cognitivo pessoal, sociolinguístico e cultural. É o principal instrumento mediador para o surdo adquirir o português escrito, e torná-lo um sujeito linguístico, mas para isso ele precisa dominar a sua língua, e o sistema de educação de Parnaíba ainda é ineficiente e deficitário na atualidade, onde os surdos encontram-se em situação de exclusão, e variando em grau de analfabetismo em sua própria língua LIBRAS, sua primeira língua de aquisição.   
       Esse encontro também proporciona aos profissionais da área conhecer os meios mais adequados do processo pedagógico educacional do surdo, que através do bilinguismo LIBRAS/Português, aceita o surdo como Ser Social, e nessa filosofia de ensino concebe esse sujeito como ser “Diferente”, e a surdez como “atributo humano” resultado de uma deficiência orgânica que não se esgota nela mesma (Vilma Slomisk Geni).
       A escolarização dos surdos pede imediata revisão de sua política de base, já que a atual política reforça premissas que já sustentaram outras modalidades de escolarização que fracassaram. Em nenhum desses modelos ouve o rompimento com a lógica que o surdo deve ser surdo em português por dever e em LIBRAS por concessão. “É essa a lógica a ser rompida.”

http://www.apascresp.com/#!sobre/y0ojb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTE AQUI NO BLOG!!!
SEU COMENTÁRIO FAZ TODA DIFERENÇA!!!

Um comentário é o que você pensa, sua opinião, alguma coisa que você quer falar comigo.

BJOS SINALIZADOS.