RYBENINHA

RYBENINHA
SINAL: BEM -VINDOS

DÊ-ME TUA MÃO QUE TE DIREI QUEM ÉS



“Em minha silenciosa escuridão,
Mais claro que o ofuscante sol,
Está tudo que desejarias ocultar de mim.
Mais que palavras,
Tuas mãos me contam tudo que recusavas dizer.
Frementes de ansiedade ou trêmulas de fúria,
Verdadeira amizade ou mentira,
Tudo se revela ao toque de uma mão:
Quem é estranho,
Quem é amigo...
Tudo vejo em minha silenciosa escuridão.
Dê-me tua mão que te direi quem és."


Natacha (vide documentário Borboletas de Zagorski)


SINAL DE "Libras"

SINAL DE "Libras"
"VOCÊ PRECISA SER PARTICIPANTE DESTE MUNDO ONDE MÃOS FALAM E OLHOS ESCUTAM, ONDE O CORPO DÁ A NOTA E O RÍTMO. É UM MUNDO ESPECIAL PARA PESSOAS ESPECIAIS..."

LIBRAS

LIBRAS
" A Língua de Sinais é, nas mãos de seus mestres, uma linguagem das mais belas e expressivas, para a qual, no contato entre si é como um meio de alcançar de forma fácil e rápida a mente do surdo, nem a natureza nem a arte proporcionaram um substituto satisfatório." J. Schuyler Long

LIBRAS

LIBRAS
"Se o lugar não está pronto para receber todas as pessoas, então o lugar é deficiente" - Thaís Frota

LIBRAS

LIBRAS
Aprender Libras é respirar a vida por outros ângulos, na voz do silêncio, no turbilhão das águas, no brilho do olhar. Aprender Libras é aprender a falar de longe ou tão de perto que apenas o toque resolve todas as aflições do viver, diante de todos os desafios audíveis. Nem tão poético, nem tão fulgaz.... apenas um Ser livre de preconceitos e voluntário da harmonia do bem viver.” Luiz Albérico B. Falcão

PEDAGOGIA SURDA

PEDAGOGIA SURDA
PROFESSOR BILÍNGUE

QUANDO EU ACEITO A LÍNGUA DE SINAIS

QUANDO EU ACEITO A LÍNGUA DE SINAIS
“ A língua de sinais anula a deficiência e permite que os surdos constituam, então, uma comunidade lingüística minoritária diferente e não um desvio da normalidade”. Skliar

domingo, 5 de outubro de 2014

Mãos que falam: cultura e identidade surda - SESC SP - 06 A 14 /10/14



Entre os dias 06 e 14 de outubro, o Centro de Pesquisa e Formação do Sesc São Paulo realizará o ciclo de debates Mãos que falam: culturas e identidades surdas. O ciclo abordará diferentes temas, em debates com pesquisadores, professores, ativistas e profissionais, surdos e ouvintes, ligados às causas surdas. Todas as atividades acontecerão das 14h30 às 17h30 no Centro de Pesquisa e Formação do Sesc, na Rua Dr. Plínio Barreto, 285 (4º andar do prédio da FecomércioSP), no bairro da Bela Vista, São Paulo. Abaixo, as datas dos debates (vale ressaltar que todos eles serão mediados pelo autor deste blog – fica, então, reforçado o convite!). Para mais informações (inscrições, valores, programa, etc.), acesse o site do Centro de Pesquisa e Formação do Sesc São Paulo – clique aqui
Dia 06/10, 14h30 às 17h30. CULTURA E IDENTIDADE SURDA
Com César Assis Silva e Celma Gomes (saiba mais).
 Dia 07/10, 14h30 às 17h30. ESTUDOS SURDOS
Com Regina Maria de Souza e Ana Regina Campello (saiba mais)

Dia 08/10, 14h30 às 17h30. EDUCAÇÃO PARA SURDOS
Com Regiane Agrella e Cassia Sofiato (saiba mais)

Dia 10/10, 14h30 às 17h30. MEDIAÇÃO CULTURAL EM LIBRAS
Com Leonardo Castilho e Sabrina Ribeiro (saiba mais)

Dia 13/10, 14h30 às 17h30. INTERPRETAÇÃO EM AMBIENTES CULTURAIS
Com Juliana Fernandes e Mirian Caxilé (saiba mais)

Dia 14/10, 14h30 às 17h30. NOVAS TECNOLOGIAS DE COMUNICAÇÃO
Com Neivaldo Zovico e Pedro Berti (saiba mais)

Mãos que falam

http://culturasurda.net/2014/10/01/maos-que-falam-cultura-e-identidade-surda/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTE AQUI NO BLOG!!!
SEU COMENTÁRIO FAZ TODA DIFERENÇA!!!

Um comentário é o que você pensa, sua opinião, alguma coisa que você quer falar comigo.

BJOS SINALIZADOS.