RYBENINHA

RYBENINHA
SINAL: BEM -VINDOS

DÊ-ME TUA MÃO QUE TE DIREI QUEM ÉS



“Em minha silenciosa escuridão,
Mais claro que o ofuscante sol,
Está tudo que desejarias ocultar de mim.
Mais que palavras,
Tuas mãos me contam tudo que recusavas dizer.
Frementes de ansiedade ou trêmulas de fúria,
Verdadeira amizade ou mentira,
Tudo se revela ao toque de uma mão:
Quem é estranho,
Quem é amigo...
Tudo vejo em minha silenciosa escuridão.
Dê-me tua mão que te direi quem és."


Natacha (vide documentário Borboletas de Zagorski)


SINAL DE "Libras"

SINAL DE "Libras"
"VOCÊ PRECISA SER PARTICIPANTE DESTE MUNDO ONDE MÃOS FALAM E OLHOS ESCUTAM, ONDE O CORPO DÁ A NOTA E O RÍTMO. É UM MUNDO ESPECIAL PARA PESSOAS ESPECIAIS..."

LIBRAS

LIBRAS
" A Língua de Sinais é, nas mãos de seus mestres, uma linguagem das mais belas e expressivas, para a qual, no contato entre si é como um meio de alcançar de forma fácil e rápida a mente do surdo, nem a natureza nem a arte proporcionaram um substituto satisfatório." J. Schuyler Long

LIBRAS

LIBRAS
"Se o lugar não está pronto para receber todas as pessoas, então o lugar é deficiente" - Thaís Frota

LIBRAS

LIBRAS
Aprender Libras é respirar a vida por outros ângulos, na voz do silêncio, no turbilhão das águas, no brilho do olhar. Aprender Libras é aprender a falar de longe ou tão de perto que apenas o toque resolve todas as aflições do viver, diante de todos os desafios audíveis. Nem tão poético, nem tão fulgaz.... apenas um Ser livre de preconceitos e voluntário da harmonia do bem viver.” Luiz Albérico B. Falcão

PEDAGOGIA SURDA

PEDAGOGIA SURDA
PROFESSOR BILÍNGUE

QUANDO EU ACEITO A LÍNGUA DE SINAIS

QUANDO EU ACEITO A LÍNGUA DE SINAIS
“ A língua de sinais anula a deficiência e permite que os surdos constituam, então, uma comunidade lingüística minoritária diferente e não um desvio da normalidade”. Skliar

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Sobre as grandes decisões que tomamos na vida…



IMG_4877-002


Segunda-feira, dia 11/11/2013, é a ativação do meu Implante Coclear. Foi a primeira grande decisão que tomei na minha vida, pois passei meses pesando prós e contras, me decidindo, esperando até ter certeza de que era isso mesmo que queria e deveria fazer. Quando bati o martelo me senti tão bem! Não senti medo ao entrar em cirurgia, os 45 dias com zumbido enlouquecedor e com um ouvido ‘morto’ (e o outro quase isso) passaram rápido. É claro que tive surtos emocionais várias vezes, mas são sentimentos tão íntimos que não vale a pena expor pro mundo para que as pessoas que estão pensando em tomar essa decisão não se deixem influenciar por isso. Meu surtos foram por lembrar de toda a minha trajetória, de tudo o que a surdez me roubou - coloque aí nessa conta uma boa parte da minha autonomia e a maior parte da minha não-vontade de grandes interações sociais. Sinto como se quisesse fazer parte do mundo de novo, e por mundo entendam estar junto com as pessoas. Pessoas = comunicação. Cada pessoa nova é um desafio, hoje, para mim: lábios novos, tom de voz novo, novas articulação de palavras. E isso é tão frustrante e cansativo! Quando pequena, lembro de ser serelepe, espoleta, extrovertida, corajosa, louquinha, e à medida em que fui perdendo a capacidade de ouvir, tudo isso foi indo embora junto. Sinto saudade daquela pessoa! Minha decisão foi baseada em conseguir mais qualidade de vida, afinal, com surdez profunda, cheguei no ponto em que não tinha mais nada a perder. Escrevo com o coração na mão: quero tanto, tanto, tanto que tenha dado certo, e ao mesmo tempo fui imensamente alertada para não ter expectativas. Louco, hein?

IMG_4834


Coloquei nas mãos de Deus. Dizem que se perdendo que a gente se encontra, que às vezes a vida nos vira do avesso e descobrimos que o avesso é o nosso lado certo, não? Aqui dentro, sinto que uma nova etapa da minha vida começa agora. Com som, ou sem som, uma nova etapa. Torçam por mim para que seja uma nova etapa SONORA, pois nunca desejei tanto algo, de todo o meu coração. Espero estar pronta para tudo o que vem pela frente!
PS: você que já é adulto e está lendo esse post e decidindo se fará Implante Coclear, pense com calma, ponderação e, principalmente, leve em conta a opinião valiosa do(s) seu(s) médicos.

 http://cronicasdasurdez.com/sobre-as-grandes-decisoes-que-tomamos-na-vida/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+CronicasSurdez+%28Cr%C3%B4nicas+da+Surdez%29

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTE AQUI NO BLOG!!!
SEU COMENTÁRIO FAZ TODA DIFERENÇA!!!

Um comentário é o que você pensa, sua opinião, alguma coisa que você quer falar comigo.

BJOS SINALIZADOS.